Estudos de psicólogos americanos verificaram os efeitos da idade, humor e sono na memória de curto prazo e constataram como esses três fatores influencia a “memória de trabalho”, ou seja, aquela que armazena e gerencia temporariamente informações necessárias para tarefas imediatas.

A pesquisa, feita pela Universidade da Califórnia-Riverside, também concluiu que a idade afeta o aspecto “qualitativo” da memória de trabalho: quanto mais velha a pessoa, mais fraca e menos exata será sua memória de curto prazo.

Segundo o G1, em relação a má qualidade do sono e o humor deprimido, o estudo indicou que estão ligados ao aspecto “quantitativo”: quem experimenta estas situações tem uma chance menor de ser lembrar de um evento.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook