Após denúncia, a polícia encontrou duas ossadas humanas, em um precipício, em uma mata próximo ao povoado do Cercado, em Ibotirama, nesta quinta-feira dia (05) de maio. Segundo informações, um dos cadáveres tinha sinais de carbonização, e ambas estavam a menos de um metro uma da outra. As informações são do site Gazeta5.

Ainda conforme foi repassado à imprensa, no local acharam documentos de Eliete Alves de Oliveira e Dieimisson Monteiro da Silva, que estava um em uma bolsa feminina e outros em uma carteira masculina. Os dois estavam desaparecidos há várias semanas. No fim da tarde, o Departamento de Polícia Técnica (DPT) e a Polícia Civil tentaram recolher as ossadas, no entanto, por conta da dificuldade de acessar a área, o trabalho não foi concluído. Apesar das evidências documentais, a identidade das vítimas, bem como a causa das mortes, só deverá ser confirmada após exames periciais.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Com Informações do Vitória da Conquista Notícias

Casal desaparecido

Familiares buscam informações sobre o paradeiro de um casal que despareceu da casa onde morava, no povoado Alto do Cajú-Capão, zona rural de Ibotirama, no início do mês. Dieimisson Monteiro da Silva, conhecido como Monteiro, de 38 anos, e Eliete Alves de Oliveira, de 44 anos, visualizaram as mensagens de celular pela última vez no dia 6 de abril, às 16h05. Desde então, ninguém teve mais informações sobre dos dois. Segundo uma irmã de Monteiro, o imóvel onde o casal morava foi encontrado revirado, mas não havia marcas de sangue ou outros sinais do tipo. Em 18 de abril os familiares procuraram a delegacia local para cobrar e acompanhar o andamento das investigações. Além da polícia, eles buscaram o Ministério Público e a situação foi encaminhada a uma promotora.