O provedor da Santa Casa, onde existem alguns leitos clínicos e de UTI para tratamento da Covid-19, em Vitória da Conquista, explicou em entrevista para a TV Sudoeste o porque da possibilidade da não renovação de contrato com a prefeitura para manutenção desses leitos.

Segundo Abimael Brito, o contrato feito com a prefeitura ainda se mantém, mas desde o ano passado houve um reajuste considerável de insumos e mão de obra, mas esse reajuste não foi repassado pela prefeitura, o que estaria tornando inviável a manutenção desses leitos.

Atualmente a prefeitura paga 70% do valor para manutenção e 30% por produtividade. Reuniões estão sendo realizadas entre as instituições para tentar chegar a uma solução e não deixar a população desprovida desses importantes e fundamentais equipamentos na pandemia do novo coronavírus.

Atualmente, segundo dados da Secretaria Municipal de Saúde, 41% dos leitos clínicos estão ocupados, em relação aos leitos de UTI a ocupação está em 71,4%.

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Siga nosso Instagram

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp