O médico intensivista Artur Milach, que atua como coordenador de UTI-covid em dois hospitais do Recife: o Hospital de Referência Unidade Boa Viagem Covid-19 e o Hospital Eduardo Campos da Pessoa Idosa, afirmou em entrevista ao UOL, neste sábado (3), que vários jovens têm chegado em estado grave após terem utilizado o “kit covid de tratamento precoce”. “O perfil de paciente jovem que está chegando é muito grave. É isso que está nos assustando. Muito parecido com alguns idosos que chegavam, entravam em insuficiência respiratória, precisavam de um consumo de oxigênio grande até serem intubados”, relata o médico. De acordo com ele, “muitos dos jovens que chegam contam terem utilizado o ‘kit covid de tratamento precoce’, defendido pelo governo federal, mas que não possui eficácia no combate à covid-19”. “A diferença é que alguns jovens respondem bem, respondem rápido, e a gente pensou: ‘como agora está adoecendo mais jovens, a gente vai conseguir tirar mais rápido do respirador e vai ter menor mortalidade’. E não foi isso que aconteceu”, alerta. (Fórum)

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Siga nosso Instagram

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp