Foto: Reprodução

A atualização mais recente do Monitor de Secas mostra que a Bahia registrou a redução das áreas sob seca na maior parte do estado. No entanto, com base na análise dos indicadores de curto e longo prazo, aumentaram as áreas de seca moderada no extremo sul.

Diminuíram as regiões com seca grave no alto São Francisco, próximo à divisa com Minas Gerais, e sob seca extrema no norte da Bahia. Além disso, com as chuvas acima da média em janeiro, a área sem seca também aumentou em parte do Recôncavo baiano.

O Monitor de Secas é coordenado pela Agência Nacional de Águas (ANA), com apoio da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME), e desenvolvido conjuntamente com instituições estaduais e federais ligadas às áreas de clima e recursos hídricos. Na Bahia, o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) atua no Monitor de Secas, que é usado para auxiliar a execução de políticas públicas de combate à seca.

Chuvas

Em janeiro deste ano, foram registradas chuvas acima da média histórica em Minas Gerais, Espírito Santo, Tocantins, Maranhão, leste e sul do Piauí, centro-oeste da Bahia e extremo norte do Ceará, com precipitações acumuladas entre 250mm e 300mm.

No centro-sul de Minas e no nordeste do Maranhão, as chuvas ultrapassaram os 400mm em janeiro. Com isso, o Monitor registrou redução das áreas com seca sobretudo no Nordeste, Espírito Santo e Minas Gerais.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook