O Centro Municipal de Atenção Especializada (CEMAE) implantou recentemente mais um serviço para os pacientes do Programa de Asma Grave: a espirometria.

O equipamento, chamado espirometro, realiza exames de função pulmonar que mede a capacidade pulmonar e auxilia no diagnóstico e tratamento de doenças respiratórias crônicas, além de ser útil para avaliação da gravidade, monitoramento e avaliação da resposta ao tratamento.

Desde 2017, o Programa de Asma Grave passou a funcionar no CEMAE e, atualmente, atende a mais de 200 pacientes cadastrados no serviço. “Durante a consulta com o pneumologista, o médico identifica se o paciente é asmático e avalia a necessidade de encaminhá-lo para o programa aqui no Cemae. O paciente é acompanhado fazendo a consulta de três em três meses com o médico”, explica Jiuvânia Fernandes, enfermeira responsável pelo serviço.

Além de atender aos pacientes do Programa de Asma Grave, o serviço de espirometria também atende a trabalhadores de outras cidades da região Sudoeste que estão ou já estiveram expostos às fibras do amianto nas atividades de mineração, o que pode causar lesões nos pulmões e em outros órgãos.

De acordo com a Diretora de Atenção Programática e Especializada, Silvana Galdino, antes o serviço era ofertado pelo Estado e funcionava no Hospital Crescêncio Silveira: “desde o ano de 2017, foi feito um acordo, e o Programa está junto ao município. Agora, nós recebemos o espirometro e esses pacientes – tanto os que têm asma grave, quanto os que tiveram o contato com o amianto – que precisam desse controle, vão receber o acompanhamento e fazer periodicamente a espirometria”.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

Com informações do Blog do Léo Santos