Um assassino frio, calculista e dissimulado. Assim é o homem que confessou ter matado um motorista de Uber, na região de Praia Grande, litoral de São Paulo. Ele foi preso nesta sexta-feira (31), em Itabuna, quando tentava passar pelo Posto da Polícia Rodoviária Federal, dirigindo o carro da vítima.

A rota de fuga do acusado, que pretendia voltar para Alagoas, sua antiga morada, foi interrompida no momento em que os agentes pediram seus documentos. Ele simplesmente apresentou a carteira de habilitação da vítima,  Jonas Costa, de 37 anos, a quem matou com vários golpes de faca.

Os policiais logo desconfiaram e, ali mesmo, no Posto da PRF, ele acabou confessando o bárbaro crime. O homem viajava em companhia da esposa e dos dois filhos – uma menina de apenas dois anos e um menino de 12.

A mulher, ao que tudo indica, não sabia do assassinato que o marido havia cometido. Pensava que ele estava preso somente pelo roubo do veículo – um Chevrolet Prisma, verde, de placa ENS-7985 (Barra Grande-SP).

O Blog Verdinho descobriu que o acusado teria ido até a casa do motorista de Uber, na manhã da última quarta-feira (30), solicitar uma corrida, dispensando, assim, o uso do aplicativo usado para chamar viagens.

O suspeito pediu para ser levado até o Terminal Rodoviário de Santos. Durante o trajeto, no entanto, Jonas teria parado no distrito de Vila Sônia (zona oeste), onde fica a casa do acusado para pegar algumas malas. Não sabia que aqueles seriam seus últimos momentos de vida.

Ao entrar no imóvel para ajudar a carregar as bagagens, o motorista foi brutalmente atacado pelo assassino.  A maioria dos golpes de facas atingiu o rosto de Jonas. Após o crime, o acusado fugiu, levando o veículo da vítima.  Verdinho

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook