A polícia prendeu na tarde de ontem (19), uma mulher suspeita de matar o marido a facadas, no bairro Três Irmãs, em Campina Grande, no Agreste paraibano. O crime aconteceu após a esposa ter conversado com a mãe dos filhos da vítima para buscar as crianças na residência do casal.

“Escute. Quando for umas 5h30 ou 6h, você vem buscar os meninos porque eu acho que mais ou menos daqui para 7 horas eu vou descer para o presídio, tá ligado? Que a polícia vai me buscar, porque eu vou matar ‘Do’ agora. Vou matar ele hoje, para aprender para não tirar onda com minha cara e não me trair, não fazer pilantragem”, disse ela no áudio. O homem assassinado foi identificado inicialmente como Joselito dos Santos Soares. A mulher foi capturada ainda em casa. Assista a reportagem:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Sem arrependimento

Em entrevista à TV Borborema, a mulher afirmou que não estava arrependida e que faria tudo outra vez. O casal vivia uma relação conturbada e ela dizia ter descoberto um relação do marido com outra mulher. Conforme um tio de “Dó”, o sobrinho já tinha sido esfaqueado antes por Isabel. Dois eram filhos de Joselito com outra mulher. As crianças têm cinco e seis anos de idade. O casal Isabel e “Dó” ainda têm um filho de seis meses.

“Promessa de morte”

Uma mulher, que não teve a identidade revelada, assassinou o companheiro, na tarde deste domingo (19), em Campina Grande, na Paraíba. Antes do crime, a acusada do crime enviou mensagem através de aplicativo de conversa anunciando para ex- esposa do marido que mataria o homem. De acordo com relatos de populares, a mensagem foi divulgada para parentes próximos e vizinhos na tentativa de impedir o crime. Algum trecho do áudio dizia:

“Quando for umas 5h30 ou 6h, você vem buscar os meninos porque eu acho que mais ou menos daqui para 7 horas eu vou descer para o presídio, está ligado, que a polícia vai me buscar, porque eu vou matar ‘Do’ agora, vou matar ele hoje, para aprender para ter onda com minha cara e não me trair, não fazer para pilantragem”, anunciou a acusada. Assista a reportagem:

Apesar da tentativa de impedir o crime através da disseminação da mensagem, a vítima identifica como Joselito dos Santos Soares foi assassinado com duas facadas pela esposa. A única suspeita do crime foi detida na casa do casal, onde também estava o corpo do companheiro. Ela não resistiu e foi conduzida para a delegacia de Campina Grande. Agentes do Departamento de Polícia Técnica foram acionados para a remoção do cadáver. A vítima deixou sete filhos de dois casamentos. Incluindo uma bebê de apenas quatro meses.

Resultado de imagem para Joselito dos Santos Soares campina grande