Quatro pessoas de uma mesma família morreram após o elevador em que estavam cair do nono andar. A tragédia ocorreu em um prédio residencial na cidade de Santos, no litoral paulista, na noite de segunda-feira (30). Segundo a Agência Brasil, das vítimas, ao menos um casal e o filho deles é de Salvador. Eles estavam em São Paulo para passar o Réveillon com familiares e amigos – os três eram parentes de um suboficial da Marinha, que perdeu a esposa, a cunhada, o marido e o filho dela. Assista a reportagem:

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

Situado na Rua Guararapes, na Vila Belmiro, o prédio em questão é o Edifício Tiffany, que pertence à Marinha. Sendo assim, a corporação lamentou o ocorrido e informou que instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar as circunstâncias do acidente. A Polícia Civil já instaurou seu inquérito para apurar o ocorrido.

De acordo com a publicação, a Prefeitura de Santos garantiu que os documentos relativos à manutenção do elevador estavam em dia e serão entregues às autoridades. “A Villarta, empresa responsável pela manutenção dos equipamentos, tem documentação regular junto à prefeitura, incluindo alvará de instalação e funcionamento dos aparelhos, além de ter apresentado, no último dia 1° de dezembro, o relatório trimestral obrigatório de regularidade, que atesta a responsabilidade técnica de manutenção preventiva realizada recentemente no referido endereço”, declarou a gestão municipal, acrescentando que os elevadores do Edifício Tiffany foram instalados em 1998 e que compete à Villarta zelar pela segurança do funcionamento dos equipamentos.

Moradores dizem que equipamento já apresentava problemas

Moradores do prédio de nove andares da Marinha em Santos, no litoral de São Paulo, onde um elevador despencou na noite de segunda-feira (30) e matou quatro pessoas da mesma família, informaram ao G1 que o equipamento já apresentava problemas. Imagens obtidas nesta quarta-feira (1º) mostram a parte superior do elevador, destruído após a queda. De acordo com o comandante do 8º Distrito Naval da Marinha, o elevador de serviço do edifício que fica em Santos, no litoral de São Paulo, passou por manutenção e avaliação e foi liberado para uso no último dia 23.

Resultado de imagem para queda elevador santos

O elevador despencou do nono andar com quatro pessoas da mesma família dentro do equipamento, por volta das 19h30 desta segunda-feira. De acordo com relato dos familiares à TV Tribuna, Jucelina Santos, que morava no prédio, esposa de um suboficial da Marinha, desceu ao térreo para buscar a irmã, o cunhado e o sobrinho, que haviam acabado de chegar de Santo André, em São Paulo, para passar o réveillon em Santos. Na subida até o nono andar, onde morava, o elevador apresentou problemas e despencou, matando a família. Ainda não há informações sobre quais problemas ocasionaram o acidente.

Elevador fica destruído após acidente que deixou quatro pessoas mortas em Santos, SP — Foto: G1 Santos

Em entrevista ao G1, moradores que preferiram não se identificar relataram que os elevadores do prédio apresentam problemas há anos. “Eles param no meio do caminho, a porta não abre, eles travam, eles balançam, dá tranco. O botão de emergência nunca funcionou”, relata uma moradora. “Já paramos muitas vezes entre um andar e outro. Ficávamos aguardando o porteiro, quando tinha, até ele resgatar a gente. Ele puxava a gente pela metade e destravava o equipamento”, relata outro. // G1 . BN.