WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
junho 2018
D S T Q Q S S
« maio    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: ‘Sáude’

Conquista: Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até o dia 22 de junho

Decisão foi divulgada na tarde desta quarta-feira (13), pelo Ministério da Saúde e vale para todo o território nacional.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

Se você faz parte do público-alvo da 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza, mas ainda não se vacinou, fique atento! Você tem mais uma chance para ficar imune. A Secretaria Municipal de Saúde informa que a campanha foi prorrogada novamente; desta vez, até o dia 22 de junho (sexta-feira). A decisão foi divulgada na tarde desta quarta-feira (13), pelo Ministério da Saúde e vale para todo o território nacional. A coordenadora municipal de Imunização, Ana Maria Ferraz, explicou que o município vai acatar a prorrogação, conforme orientou o Ministério da Saúde, e continuará vacinando os grupos prioritários.

“Por esta razão, a população em geral não poderá ser atendida, com as doses que sobraram, a partir do dia 18, como já é comum após o término da campanha”, completou. Ana Maria informou também que as salas de vacina do município continuarão a funcionar enquanto houver estoque, uma vez que a SESAB/DIVEP já disponibilizou todo o quantitativo de doses de vacina contra Influenza suficientes para a meta da campanha, tendo enviado a última remessa há duas semanas. Vale lembrar que o público-alvo da vacinação inclui idosos acima de 60 anos, portadores de doenças crônicas com relatório médico, transplantados, gestantes, mulheres no período de 45 dias após o parto, crianças de seis meses de vida a menores de cinco anos de idade, indígenas, pessoas privadas de liberdade e os profissionais de saúde. Secom-PMVC.

Ser perfeccionista pode trazer sérios prejuízos à saúde

Foto: Thinkstock/Veja

Nas últimas décadas houve aumento significativo nos índices de perfeccionismo entre universitários recém-formados, indica estudo realizado pelas Universidades York St. John e Bath, no Reino Unido. Outra pesquisa realizada pela Universidade de West Virginia, nos Estados Unidos, indica que duas em cada cinco crianças e adolescentes são perfeccionistas. “Estamos começamos a falar sobre como caminhamos para um caso de epidemia em saúde pública”, disse Katie Rasmussen, autora do estudo e pesquisadora do desenvolvimento infantil e sua relação com o perfeccionismo, à BBC. Os resultados de ambas as pesquisas apontam para uma população que não é melhor sucedida apesar de buscar a perfeição, mas que está ficando cada vez mais doente. Isso porque essa tendência está associada a uma série de condições clínicas preocupantes como: depressão e ansiedade (mesmo em crianças), automutilação, transtorno de ansiedade social e agorafobia, transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), compulsão alimentar, anorexia, bulimia, estresse pós-traumático, síndrome de fadiga crônica, insônia, colecionismo, dispepsia, dores de cabeça crônicas e, em casos extremos, mortalidade precoce e suicídio. “É algo que passa por tudo em termos de problemas psicológicos. Não há muitas outras condições que fazem isso. Há estudos que sugerem que, quanto mais perfeccionista, mais transtornos psicológicos você vai sofrer”, comentou Sarah Egan, pesquisadora da Universidade Curtin, na Austrália, especializada em perfeccionismo, distúrbios alimentares e ansiedade.

Conquista: Campanha de vacinação contra a gripe vai até a próxima sexta-feira

O público-alvo da vacinação inclui idosos acima de 60 anos, portadores de doenças crônicas com relatório médico, dentre outros.

A prorrogação da 20ª Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza está quase chegando ao fim. Executada, em Vitória da Conquista, pela Secretaria Municipal de Saúde, a campanha segue o calendário nacional que também foi prorrogado até a próxima sexta-feira (15). Segundo a coordenadora municipal de imunização, Ana Maria Ferraz, até sexta-feira (8) já foram aplicadas 62.599 doses da vacina no município, o que corresponde a 77, 23% da meta.

“Estamos perto de atingir a meta que é vacinar 90% do público-alvo e ainda temos uma semana inteira pela frente para que a pessoa que se enquadre no público-alvo venha para ser imunizado”, afirmou a coordenadora. O público-alvo da vacinação inclui idosos acima de 60 anos, portadores de doenças crônicas com relatório médico, transplantados, gestantes, mulheres no período de 45 dias após o parto, crianças de seis meses de vida a menores de cinco anos de idade, indígenas, pessoas privadas de liberdade e os profissionais de saúde.

Prevenção – Não é apenas a vacina que pode ajudar a combater o vírus da gripe. Alguns hábitos básicos podem ajudar bastante como medidas preventivas. Confira:

:: LEIA MAIS »

Olho seco: entenda por que as pessoas estão piscando cinco vezes menos

O primeiro sintoma veio há dois anos: olhos ressecados. O empresário e corretor de seguros Marcelo Matos, 46 anos, trabalha diariamente com o celular e o computador – fora o uso nas horas livres. “Eu fico com celular o dia todo e, segundo meu oftalmologista, eu pisco muito pouco. Isso dificulta a lubrificação e sinto esse ardor”, explica.

O primeiro diagnóstico foi há dois anos. De lá para cá, passou a usar um colírio lubrificante quatro vezes ao dia. Na semana passada, voltou a se consultar com o oftalmologista e a prescrição do medicamento continuou. “Quando eu utilizo, não sinto nada. Mas, se eu esquecer, os olhos ardem bastante”.

Marcelo não está sozinho – a situação é muito frequente, devido ao aumento do uso de dispositivos eletrônicos. Uma pesquisa da Johnson & Johnson Vision revelou que esse uso tem feito com que as pessoas cheguem a piscar cinco vezes menos.

Embora seja involuntário, piscar é essencial para que as pessoas tenham conforto na visão. Em condições normais, um olho chega a piscar oito mil vezes por dia – ou seja, entre cinco e seis vezes por minuto. Nesse cenário, o olho ressecado pode piscar uma vez por minuto.

No consultório do oftalmologista Amilton Sampaio, presidente da Sociedade Baiana de Oftalmologia (Sofba), é comum que pacientes cheguem com essa queixa. Foi assim com o empresário e corretor Marcelo, que é atendido por ele. “Além disso, o ambiente com ar-condicionado contribui para o ressecamento”, diz o médico.

Segundo ele, há diferentes tipos de ressecamento: o leve, o moderado e o severo. No quadro mais leve, não há muitos problemas. Já quando o ressecamento é moderado, é comum que os pacientes reclamem de embaçamento.

“Geralmente, o mais comum (no caso do uso contínuo de telas) é o mais leve, mas, se além do uso do dispositivo, o paciente tem algum problema ou contribuição de outros fatores, pode passar a ter sintomas moderados”.

O quadro mais grave, por sua vez, costuma acontecer em casos extremos e pode levar à perda da visão. Não é comum que aconteça unicamente pelo uso de dispositivos eletrônicos, mas, geralmente, devido a alguma doença que contribua ou interfira no ressecamento.

Dor e óculos
Entre os sintomas, estão o desconforto, a fadiga e o ressecamento em si. Há quem sinta até mesmo dor de cabeça, como aconteceu com o fotógrafo Eduardo Mafra, 27. De tanto ficar focado em telas, principalmente devido a horas no computador, precisou usar óculos para astigmatismo.

Ele diz que tem tentado reduzir o tempo em frente a telas, mas, passa, em média, seis horas por dia assim. A depender da demanda de trabalho, isso pode aumentar. Por enquanto, não usa colírios, mas a situação melhora com os óculos.

No caso da estudante Brenda Aguiar, 17, nem os óculos fazem a situação melhorar. Ela conta que a ardência chega a incomodar tanto que, às vezes, não consegue manter os olhos abertos. “Parece até que tem areia dentro. Eu uso o notebook também, mas o principal mesmo é o celular, principalmente para rede social. Passo pelo menos umas cinco horas direto na internet”, diz.

Brenda só sente alívio quando se afasta de alguma tela por um tempo. E essa é justamente uma das recomendações dos médicos. “O principal seria dar pausas realmente, dar alguns intervalos realmente, olha para outros lugares. Vai conversar um pouquinho e tira o olhar da tela, não fica fixado ali”, orienta a oftalmologista Tatiana, da Johnson & Johnson Vision.

Quem usa lentes de contato deve ter atenção especial porque o desconforto pode ser ainda maior, já que as lentes tornam o filme lacrimal mais fino. Foi durante os estudos para a criação de uma lente que a empresa descobriu a redução das piscadas em cinco vezes. “Eles avaliaram conforto, visão e satisfação e perceberam que a queda no desempenho de algumas lentes estava associada à questão dos aparelhos digitais. Por isso, foi desenvolvida uma lente para usuários de aparelhos digitais”, afirma, referindo-se à lente Acuvue Oasys 1-Day.

Já o oftalmologista Amilton Sampaio, presidente da Sofba, recomenda o uso de colírios lubrificantes, além de uma avaliação com um médico especialista, para, assim, identificar se há algum outro fator associado.

O uso excessivo dos dispositivos, de acordo com ele, também tem aumentado o índice de miopia na população – especialmente, em crianças. Por isso, ele também indica que se mantenha certa distância entre o aparelho e os olhos.

“Quanto mais próximo do rosto, pior. O ideal é manter algo em torno de 30, 40 centímetros. A gente costuma ver nossas crianças com a mania de ficar com o celular perto do rosto, então, a distância interfere e o excesso de horas também”, pontua o presidente da Sofba.

Luto em Vitória da Conquista: Morre Hermínia Prado, aos 92 anos

Faleceu neste sábado (09) Hermínia Prado, aos 92 anos de idade, uma personalidade muito querida em Vitoria da Conquista, vítima de complicações no quadro de saúde. Hermínia é a mãe de Miro figura muito conhecida no bairro. O corpo está sendo velado na sua residência na avenida Macaúbas, no bairro Brasil em Vitória da Conquista região sudoeste do estado.

O corpo vai ser sepultado  na fazenda Recruta. Aos familiares enlutados, prestamos nossa solidariedade. Que Deus, na sua infinita bondade, possa amparar a família e amigos de Hermínia e os conforte nesse momento de grande dor.

:: LEIA MAIS »

Conquista: Cirurgia inédita no HGVC transforma a vida de uma garotinha de cinco anos

Por conta de um parto a fórceps, Raissa teve fratura do côndilo direito da mandíbula o que acarretou uma patologia chamada Anquilose da Articulação.

Acesse este link para entrar no meu grupo do WhatsApp

Há cerca de dois meses foi realizada no Hospital Geral de Vitória da Conquista (HGVC) uma cirurgia, até então, inédita na unidade. Se trata de uma Artroplastia da Articulação Têmporo Mandibular para Tratamento de Anquilose, uma cirurgia de alta complexidade, que mudou a vida de uma garotinha de cinco anos, Raíssa dos Santos Silveira. A menina Raissa é moradora da zona rural do município de Nova Canaã, localizado a 118 km de Vitória da Conquista. Por conta de um parto a fórceps, Raissa teve fratura do côndilo direito da mandíbula o que acarretou uma patologia chamada Anquilose da Articulação, em que o osso fraturado consolida com o osso do crânio. Assim, até os quatro anos a criança nunca tinha conseguido abrir a boca e esse problema havia sido detectado quando Raíssa tinha oito meses de vida.

Até os cinco anos, a criança só se alimentava com líquidos por meio de canudo, nunca conseguiu mastigar porque a boca não abria, por consequência, também não falava. Por conta da fala e alimentação prejudicadas, o desenvolvimento da paciente estava sendo comprometido, passando a apresentar uma deformidade facial importante. O Caso de Raíssa estava sendo acompanhado por dentista e fisioterapeuta de zona rural de Nova Canaã. Por conta da pouca idade, Raíssa tinha muita dificuldade de responder às sessões de fisioterapia. Assim, foi encaminhada para uma equipe de cirurgiões Bucomaxilofaciais de Vitória da Conquista, com os profissionais Tais Fraga e Luciano Cincurá. Então foi dado início na tentativa de que o procedimento fosse realizado pelo SUS, uma vez que a família não tinha condições financeiras de arcar com o serviço privado. Tratava-se de um caso complexo e que necessitaria de uma equipe multidisciplinar envolvida

De acordo com o cirurgião dentista bucomaxilo facial, responsável pela cirurgia, Luciano Cincurá, devido à complexidade do caso e a pouca idade da paciente, um planejamento minucioso seria de extrema valia. Para tanto, foi solicitado um protótipo, que é uma impressão tridimensional do crânio da paciente, como se fosse um modelo de acrílico, disponibilizado pelo SUS, onde foram feitas as marcações precisas de cada milímetro de corte ósseo e local específico por toda anatomia alterada pelo fato de Raissa não conseguir abrir a boca para entubar, houve a necessidade fazer uma traqueostomia, pela equipe cirúrgica pediátrica do HGVC. Um acesso feito perto ouvido para remoção do bloco ósseo de anquilose, em que a parte que foi removida foi reconstituída com cimento cirúrgico, no intuito de evitar recidiva (retorno) da patologia.

Por se tratar de uma área com muitos vasos sanguíneos e nervos, foi usado um motor chamado Piezo Cirúrgico, que oferece maior precisão e evita cortes desnecessários em vasos, só cortando tecidos duros, como os ossos. Este procedimento, até então, inédito no HGVC, contou com uma equipe composta pelo cirurgião pediátrico Luciano Martins, o anestesista José Neto e pelos cirurgiões Bucomaxilo faciais Luciano Cincurá, Marcionilio Meira e Taís Fraga. A cirurgia durou cerca de duas horas e meia, e foi realizada com total sucesso. Carmen dos Santos é mãe de Raíssa afirma que a cirurgia foi muito bem sucedida, declarando que a recuperação da paciente está sendo muito boa. Hoje a criança já faz fisioterapia e acompanhamento com fonoaudiólogo, já consegue se alimentar bem, e está passando a ter acesso às primeiras experiências com os alimentos, como as texturas e mastigação. Além de finalmente ganhar a função mastigatória e da fala, Raíssa aos cinco anos agora pode sorrir. Ascom HGVC

Saúde: Se não for bem tratada, meningite pode levar a morte

A morte de um idoso, de 75 anos, com diagnóstico de meningite bacteriana, no Hospital da Base de Itabuna,

Acesse este link para entrar no meu grupo do WhatsApp

sul do estado, chama a atenção para os cuidados com a doença que, de acordo com o último Boletim Epidemiológico emitido pela Secretaria de Saúde estadual (Sesab), levou a óbito 48 pessoas (17,5% desse total pelo tipo bacteriana), além dos 461 casos registrados (33% pelo mesmo tipo) pelo órgão ano passado. De acordo com o G1, Manoel Ferreira de Oliveira, 75 anos, chegou à unidade na terça-feira, em estado grave. O idoso morava no distrito de Areia Branca, município de Jussari, distante cerca de 50 km de Itabuna e a 505 km de Salvador. Ele chegou a ser medicado, mas não resistiu. O sepultamento ocorreu também na última quinta-feira. Conforme informações do hospital, o idoso chegou desorientado, com situação grave de otite, que é uma infecção no ouvido. Ainda segundo o portal, com suspeita de que o quadro tivesse evoluído para meningite, o paciente foi isolado e um exame constatou o diagnóstico de meningite bacteriana. Em caso de uma infecção acentuada, há o risco de a otite desencadear uma meningite, pois a meninge passa próximo do ouvido médio.

Bahia: Policlínica Regional de Saúde de Feira atenderá 27 municípios da região

Ao todo, R$ 24 milhões foram investidos para construção e para a compra de equipamentos.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

O governador Rui Costa inaugurou a Policlínica Regional de Saúde, em Feira de Santana, nesta segunda-feira (28). A nova unidade de saúde atenderá 27 municípios da região. Ao todo, R$ 24 milhões foram investidos para construção e para a compra de equipamentos. “Essa região era pouco assistida na área de média e alta complexidade. A policlínica irá representar grande ganho para essas pessoas, que não terão mais que ir para Salvador para receber atendimentos”, destacou o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Um aporte de R$ 25 milhões também foi anunciado no evento, para a construção do Novo Hospital Geral Clériston Andrade 2. “Com as policlínicas, nós estamos levando para o interior especialistas que nunca trabalharam nessas regiões. Com isso, nós já zeramos as filas de espera de exame de tomografia e ressonância em todas as regiões em que as policlinicas estão operando”, explicou.

Diagnóstico precoce pode evitar cegueira pelo glaucoma

Uma campanha de combate à doença está sendo feita em todo o país e se estenderá até o final deste mês.

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

Alguns dos principais monumentos do país serão iluminados de verde neste sábado (26) para lembrar o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Essa é uma doença silenciosa do nervo óptico, que é o caminho de condução do estímulo luminoso captado pelo olho até o cérebro. “Se a gente tem uma doença que atinge fibras desse nervo, o resultado final é um prejuízo da visão”, disse o médico Bruno Esporcatte, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia e representante da Sociedade Brasileira de Glaucoma no Rio de Janeiro.

Segundo ele, muita gente confunde o glaucoma com a questão da pressão intraocular aumentada. Esse é um fator de risco para o desenvolvimento do glaucoma e, em consequência, para a perda da visão. Como não apresentam sintomas muito nítidos ou “exuberantes” da doença, disse Esporcatte, muitas pessoas não sentem nada. Quando começam a sentir alguma coisa, é porque o glaucoma está em estágio bem avançado. “A gente não pode esperar o paciente sentir alguma coisa para começar a tratar. O ideal é que o diagnóstico seja feito de maneira precoce”.

Uma campanha de combate à doença está sendo feita em todo o país e se estenderá até o final deste mês. O objetivo é lembrar à população que ela precisa procurar o oftalmologista para fazer um exame regular sobre a perspectiva de glaucoma. Isso se aplica, especialmente, àquelas pessoas que apresentam fatores de risco para o desenvolvimento da doença.

Fatores de risco

Entre os fatores de risco, Bruno Esporcatte destacou os pacientes acima de 40 anos de idade, os que têm histórico familiar de parentes em primeiro grau com a patologia – o que aumenta de três a cinco vezes a chance de desenvolver a doença – pacientes negros e pacientes com alta miopia, acima de 6 graus. “A campanha é para lembrar, especialmente a essas pessoas com fatores de risco, que elas devem procurar o oftalmologista e fazer uma avaliação”. Deve ser medida a pressão intraocular e feita uma avaliação do nervo óptico, por meio do exame de fundo de olho, para ver se há alguma lesão no local e, a partir daí, iniciar um tratamento regular.

O glaucoma pode afetar pessoas de qualquer idade mas é mais comum nos pacientes idosos, após os 50 anos. Como a partir dos 40 as pessoas começam a ter a chamada vista cansada, os especialistas recomendam que os adultos procurem o oftalmologista. Não é impossível, no entanto, que a patologia apareça em pacientes mais jovens.

O glaucoma se insere entre as principais causas de cegueira no mundo, juntamente com a catarata e a degeneração macular relacionada à idade. Entre essas, a catarata é reversível. “Se operar, o paciente melhora, recupera a visão”. O mesmo não ocorre com o glaucoma, que é a segunda causa de perda de visão, mas é a principal causa de cegueira irreversível. Bruno Esporcatte disse que há poucos estudos no Brasil sobre a prevalência da doença.

SUS

Para o diagnóstico do glaucoma, o médico afirmou que não são necessários instrumentos sofisticado. No próprio laboratório, o oftalmologista consegue fazer um exame de fundo de olho e medir a pressão intraocular. Há muitas opções de tratamento em todo o país, informou. “Hoje, na maioria das cidades, existem locais em que a população consegue retirar medicações de maneira gratuita”.

De acordo com o Ministério da Saúde, os procedimentos relacionados ao glaucoma têm crescido no Sistema Único de Saúde (SUS). Em 2016, foram realizados 223,2 milhões de procedimentos. no valor de R$ 2,74 milhões, com aumento de 27% em relação a 2015, quando foram registrados 175,3 milhões, no valor de R$ 2,2 milhões. O SUS oferece consultas, exames de diagnóstico, acompanhamento, tratamento oftalmológico, cirurgias e implante de prótese, informou a assessoria do Conselho Brasileiro de Oftalmologia.

Embora não tenha cura, é possível interromper a perda de visão provocada pelo glaucoma com medicação adequada, que inclui o uso de colírios, além de tratamento a laser ou cirurgia.

Os monumentos turísticos que estarão iluminados de verde neste sábado são o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro; o Obelisco, em Campo Grande (MS); o Museu do Olho e o Museu Oscar Niemeyer, em Curitiba; o Paço Municipal, em João Pessoa; o Prédio CPA e o Palácio das Artes, em Porto Velho; o Elevador Lacerda, em Salvador; o Forte Santo Antonio, em São Luís; a Ponte Estaiada, o Monumento às Bandeiras e a Ponte das Marginais, em São Paulo.

Mulheres são movidas a carinho. Por que é tão difícil para homens entender?

Mulheres são movidas a carinho

Mulheres são movidas a carinho. Por que é tão difícil para homens entender?

Participe do nosso grupo no WhatsApp. Clique aqui!

Às vezes, tenho a impressão de que precisamos desenhar. Fazer um roteiro, com legendas e afins. Espalhar lembretes por aí. Nós, mulheres, somos movidas a carinho! Não adianta, homens, se vocês querem se relacionar bem conosco, têm que entender isso. E, mais do que entender, colocar em prática. Já. E sempre.

No mundo machista e “prático” em que vivemos, não raro as nossas peculiaridades femininas passam batidas, a coisa é “empurrada com a barriga” e negligenciada, num “faz de conta que está bom assim”. De repente… boom! A coisa estoura e nos vêm com aquelas perguntas: “Mas como assim, por que não falou nada?”. “Estava tudo tão bem!” :: LEIA MAIS »

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia