WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘Política’

Conquista: Prefeito Herzem assina ordem de serviço para obras nos Bairros Alegria, Jurema e Brasil

Em clima de festa, o prefeito de Vitória da Conquista, Herzem Gusmão, assinou ordem de serviço para obras nos Bairros Alegria, Jurema e Brasil.

O ato aconteceu na noite de hoje (sexta-feira) no Bairro Alegria, na Rua Encruzilhada.

Fruto de emenda parlamentar do deputado federal Arthur Maia, com apoio e solicitação do vereador Luis Carlos Dudé, além de recursos próprios da Prefeitura, serão feitas obras de pavimentação asfáltica, reforma de praças e construção do campo de terra batida.

Fonte: Blog do Rodrigo Ferraz.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Moro diz que decisão de afastar ministro sob suspeita cabe só a Bolsonaro

Ministro Sergio Moro participou do programa Roda Viva

Ministro da Justiça foi questionado sobre declaração do presidente ainda em 2018 de que afastaria qualquer membro do governo que fosse denunciado Ministro Sergio Moro participou do programa Roda Viva Marivaldo Oliveira/Código 19/Folhapress. O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, afirmou nesta segunda-feira, 20, durante entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura, que cabe ao ‘presidente fazer sua avaliação’ sobre um possível afastamento do ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, suspeito de participar do chamado ‘laranjal do PSL’ em Minas Gerais durante as eleições de 2018.

“Cabe a polícia fazer seu trabalho, a Justiça faer seu trabalho e o presidente fazer sua avaliação”, respondeu Moro ao ser lembrado de que, em dezembro de 2018, o então presidente eleito, Jair Bolsonaro, disse que afastaria qualquer ministro de seu governo que fosse denunciado, se houvesse “robustez na denúncia”.

“No Ministério da Justiça e Segurança Pública temos continuado a fazer o trabalho de fortalecer a PF. E a PF tem feito trabalhos extremamente relevantes, mesmo em caso que envolvem possíveis malfeitos aí [de membros do governo] a PF tem feito seu trabalho”, acrescentou.

Quando questionado sobre o episódio de que o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, se desculpou sobre a suspeita de caixa dois, Moro voltou a minimizar as suspeitas sobre seu colega de governo e disse que acha “meritório que ele [Onyx] tenha reconhecido que errou e que ele esteja disposto a pagar por esses erros”.

Publicidade

Silêncio sobre “temas polêmicos”

O ministro também foi perguntado sobre o motivo de não ter tecido comentários sobre o episódio envolvendo o ex-secretário da Cultura Roberto Alvim e afirmou que o ministro da Justiça não deve ser um “comentarista político”.

“Não cabe ao ministro da Justiça e Segurança Pública ser um comentarista sobre tudo, ser um comentarista político ou atuar como se tivesse responsabilidade de falar sobre tudo”, ponderou.

“Nesse caso do secretário de Cultura, a meu ver, foi um episódio bizarro. Tendo ciência desse episódio eu dei minha opinião, mas dei minha opinião ao presidente e coube a ele tomar a decisão. Ele tomou a decisão correta. Era um episódio bizarro e a situação [do secretário] era insustentável”, acrescentou Moro.

Publicidade

Vaga no STF

O ex-juiz comentou ainda o fato de o presidente Jair Bolsonaro ter dito que indicaria um ministro “terrivelmente evangélico” para a vaga que será aberta no Supremo Tribunal Federal (STF) em razão da aposentadoria do ministro Celso de Mello e se ele se enquadraria para ocupar o cargo.

“Acho inapropriado discutir vaga sem que exista de fato a vaga. Isso é algo que era comum no passado”, salientou. “Acho que o presidente vai decidir isso aí no momento em que surgir a vaga. É uma expressão que ele utilizou [terrivelmente evangélico]. Eu, na verdade, não sou evangélico, muita gente acha que sou evangélico, mas sou católico. Esse é um dos fatores que podem ser levados em consideração”, completou.

“Acho que o principal [fator] é a credibilidade, reputação, honestidade, conhecimento jurídico. Pode a questão da religião ser levada em consideração? Pode, mas não é um fator fundamental. Essa é uma decisão que certamente o presidente vai tomar somente quando surgir essa vaga, antes o que existe é só uma especulação”, finalizou.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Batido o martelo: Dudé é o novo líder do prefeito na Câmara

O vereador Luis Carlos Dudé (PTB) vai reassumir a liderança do Governo Herzem na Câmara Municipal. O parlamentar – que foi líder nos dois primeiros anos da atual gestão – aceitou o convite do prefeito Herzem Gusmão e afirmou que pretende defender a administração municipal dentro e fora do legislativo.

“Temos um governo de acertos. Muitos acertos e muita mudança pra melhor para nosso povo. A qualidade de vida do cidadão conquistense só melhora com as ações que o governo vem realizando na zona urbana e zona rural, além de termos um prefeito altamente democrático, que ouve as pessoas e que ama Vitória da Conquista”, afirmou Dudé.

Segundo Luis Carlos Dudé, nos últimos três anos o governo realizou obras fundamentais, investindo em pavimentação, praças, saúde e educação. “Na educação, o prefeito Herzem Gusmão melhorou a nota do IDEB, uma queixa antiga. Em termos de urbanização, Conquista virou um canteiro de obras. Temos um governo de qualidade e vamos para as eleições de cabeça erguida”, afirmou.

Quando questionado sobre a relação com os colegas da bancada de oposição, Luis Carlos Dudé afirmou que o tratamento será o mesmo de quando foi líder no início da gestão. “Nossa relação é de respeito, de debate de ideias e defesa de projetos. Continuarei sendo a mesma liderança, que respeita a opinião contrária, mas que tem convicção de que o nosso projeto de cidade tem sido muito melhor para a população. Viva a democracia e viva a liberdade”.

Blog do Rodrigo Ferraz.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Anagé: Prefeita Elen Zite não tentará reeleição e anuncia apoio ao vereador Rogério Bonfim Soares para Prefeitura

Reviravolta na política de Anagé, cidade vizinha a Vitória da Conquista. A prefeita Elen Zite Pereira dos Santos anunciou que não tentará a reeleição.

Na oportunidade, a gestora, que é advogada, anunciou a pré-candidatura a prefeito e o apoio ao atual presidente da Câmara de Vereadores, Rogério Bonfim Soares.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Conquista: Herzem anuncia obras com emendas dos deputados Waldenor, Daniel Almeida e Arthur Maia

Os vereadores Fernando Vasconcelos (Jacaré), Dannilo Kiribamba e Luís Carlos Dudé estão em festa.

O prefeito de Conquista, Herzem Gusmão, anunciou, em entrevista concedida a Rádio Clube FM nesta terça-feira (14), que irá assinar ordens de serviço para obras com emendas dos deputados federais Waldenor Pereira (PT), Daniel Almeida (PC do B) e Arthur Maia (DEM).

Do parlamentar Waldenor, o gestor disse que é uma demanda solicitada do vereador Jacaré, que visa asfaltar toda a avenida principal do Bairro Urbis 6 até o morada Real.

Já a emenda de Daniel Almeida, solicitada por Kiribamba, visa a construção de uma quadra poliesportiva na Urbis 5.

A emenda de Arthur Maia, demanda do vereador Dudé, trata-se de um verdadeiro ‘banho de asfalto’ em várias ruas do Bairro Alegria e Jurema. Com informações do Blog do Rodrigo Ferraz.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Conquista: Com comando empossado, saiba quais sãos os próximos passos da Guarda Municipal

A Guarda Municipal de Vitória da Conquista já é uma realidade. Tentente-coronel Braga foi empossado ao cargo de comandante da Guarda, na noite desta sexta-feira (10), no Audutório do CEMAE. “Vou trazer esses 39 anos de experiência e conhecimento para a lida da Guarda Municipal para que possamos, em aproximadamente de dois a três meses, fazer com que a população já sinta a presença efetiva da nossa Guarda, integralizada com todas as outras forças de segurança”, afirma o comandante Braga.

A sua trajetória na carreira militar é realmente notória: o tenente-coronel Braga já passou pelo comando do Batalhão da Polícia Militar de Guanambi, pela Companhia Independente de Policiamento Especializado do Sudoeste e Gerais (Caesg) e pela diretoria do Colégio Militar de Vitória da Conquista. O prefeito Herzem Gusmão lembra que o maior propósito da Guarda Municipal é o bem-estar social.

“Ela chega com a filosofia de uma Guarda humanizada, para servir e proteger os cidadãos, as nossas crianças. E, portanto, estou muito feliz e agradecendo a Deus por esse dia de hoje.” Além disso, o gestor expressa a sua gratidão ao Poder Legislativo, grande parceiro na concretização desse projeto. “Quero fazer um agradecimento à Câmara de Vereadores. Eu diria que isso foi uma construção do Poder Executivo e da Câmara; juntos nós construímos, vencemos, alcançamos”, enfatiza.

Próximos passos

O Projeto de Lei que instituiu a Guarda Municipal foi aprovado no dia 23 dezembro. Desde então, a Prefeitura tem 120 dias para estruturar o efetivo. Em um primeiro momento, haverá a oportunidade de aproveitamento dos 350 agentes de Segurança Patrimonial que atuam no Município.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Prefeito ACM Neto cumpre 41,17% das promessas até 3º ano de mandato

Foto: (Egi Santana / G1 BA)

ACM Neto fez promessas específicas em um programa de governo registrado no TSE, em entrevistas e debates:

Veja a Mateia Completa

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Bolsonaro dedicou 30% da agenda a eventos com militares e religiosos em 2019

[Bolsonaro dedicou 30% da agenda a eventos com militares e religiosos em 2019]

O presidente Jair Bolsonaro dedicou cerca de 30% da sua agenda pública em 2019 a eventos com militares e religiosos. Por outro lado, representantes de sindicatos e movimentos sociais estiveram presentes em apenas 4% dos compromissos.

O levantamento foi feito pelo jornal Estado, que analisou 516 itens listados na agenda pública de Bolsonaro desde sua posse, em 1.º de janeiro. Não foram levados em conta neste levantamento encontros com parlamentares, governadores e prefeitos, nem reuniões com integrantes do governo.

O presidente participou de 106 eventos ligados a militares no decorrer do ano, entre condecorações, formaturas e encontros das Forças Armadas.

Ainda de acordo com o levantamento, os eventos religiosos e encontros com líderes de igrejas somam 46 itens da agenda do primeiro ano de governo. Bolsonaro se reuniu com lideranças, e participou de celebrações, como a Convenção Nacional das Assembleias de Deus no Brasil e a 27ª edição da Marcha para Jesus, tornando-se o primeiro presidente a comparecer ao evento, em São Paulo. O presidente inclusive, deve contar com a colaboração dos evangélicos para conseguir assinaturas para a criação do novo partido Aliança pelo Brasil.

Por outro lado, Bolsonaro dedicou 22 encontros a entidades da sociedade civil organizada, como associações de classe, ONGs e sindicatos. Com empresários e representantes do agronegócio, o presidente do Brasil dedicou 124 encontros.
Viagens
Dos 74 deslocamentos feitos pelo presidente em 2019, quase dois terços das viagens (42) foram para o Sudeste, região onde Bolsonaro teve votação expressiva. O Nordeste, reduto de governadores do PT, foi visitado em sete oportunidades, segundo dados obtidos via Lei de Acesso à Informação.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Por segurança, Bolsonaro tem até provador de comida no Alvorada

O presidente Jair Bolsonaro mudou-se para o Palácio do Alvoradaquando assumiu o governo, em janeiro deste ano. O palácio estava vazio desde 2017. O último inquilino, Michel Temer, havia morado lá por apenas uma semana. Nesse curto período, disse que ouvia ruídos estranhos, não conseguia dormir à noite e desconfiava que fantasmas rondavam o lugar. Bolsonaro gosta do Alvorada, mas também tem seus fantasmas — e eles o assombram permanentemente. O presidente vive cercado por seguranças, as instalações do palácio são vigiadas por militares do Exército e, ainda assim, ele não se sente totalmente seguro. Teme ser alvo de um novo atentado. “A gente contraria o interesse de muita gente”, justifica. Bolsonaro revela que, por precaução, dorme com uma pistola carregada ao alcance da mão. “E ainda tem outras arminhas que ficam guardadas por aí”, diz.

Tamanha preocupação, segundo o presidente, não é fruto de paranoia. Até hoje ele não engole a versão de que o atentado a faca que sofreu durante a campanha foi obra exclusiva de um desequilibrado mental. “Houve uma conspiração”, afirma. Provas, ele não tem, mas sua teoria agora conta com mais um ingrediente intrigante (e provavelmente falso). Bolsonaro acredita que, além do ex-garçom Adélio Bispo dos Santos de Oliveira, autor da facada, uma figura do seu staff de campanha estaria envolvida de alguma forma no plano para matá-lo. O presidente não revela a quem se refere, mas, ao longo da entrevista, vai fornecendo detalhes que apontam para um ex-ministro. O motivo da traição seria uma vingança por ele não ter escolhido o ex-assessor como candidato a vice.

O Palácio da Alvorada está localizado em um terreno de 225 000 metros quadrados à beira do Lago Paranoá. Dispõe, ao todo, de oito quartos, quatro deles suítes. Os salões são decorados com obras de arte e tapeçaria de artistas famosos, e há cerca de quarenta serviçais de plantão todos os dias. Mesmo assim, Bolsonaro se sente só e se considera um prisioneiro dentro de toda essa suntuosidade. Observado de perto por dois seguranças, ele recepciona a equipe de VEJA na imponente biblioteca (que utiliza para receber uns poucos visitantes) e a leva à sala de cinema (que usou uma única vez para assistir a um jogo de futebol), à cozinha (onde costuma almoçar na companhia dos funcionários), à piscina (que teve o aquecimento cortado) e ao jardim (onde às vezes faz uma rápida caminhada).

Ele não vê TV, não promove festas, não bebe e raramente recebe visitas. A área reservada à família foi a única que preferiu não mostrar. O presidente mora com a primeira-dama, Michelle, a enteada Letícia e a filha Laura, de 9 anos. Bolsonaro também pediu que não fossem fotografados os funcionários do palácio, especialmente os taifeiros. Teme que possam ser reconhecidos por inimigos e, sob ameaça, coagidos a fazer alguma loucura. Há sempre alguém destacado para experimentar as refeições antes de elas serem levadas ao prato do presidente.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Conquista: Polêmica! Projeto de Lei prevê pagamento fracionado por estacionamento

Um Projeto de Lei aprovado pela Câmara de Vereadores de Vitória da Conquista está causando polêmica na cidade. O PL consiste em fracionar os valores pagos em estacionamentos particulares. Ou seja, o consumidor pagaria somente pelos minutos em que o veículo de fato ficou no estacionamento privado. Atualmente o valor é tabelado e o consumidor pode pagar, a depender do estacionamento, o valor igual mesmo que tenha ficado 07 minutos ou até 01 hora por exemplo. O projeto ainda prevê outras adequações desses tipos de estabelecimentos comerciais que visam atender melhor os direitos do consumidor.

Nas ruas da cidade o projeto agradou aos motoristas, que dizem ser o mais justo, pois nem sempre utilizam trinta minutos, uma hora ou mais. E acaba pagando um valor tabelado. Já os donos de estacionamentos particulares dizem que o projeto é inviável e que não procuraram ouvir os empresários do setor. Dizem ainda que pode resultar no fechamento de estabelecimentos e até demissões para conter gastos, uma vez que a margem de lucro diminuiria bastante.

O autor do projeto é o vereador Rodrigo Moreira do PP. Mas para que possa valer de fato, o PL ainda precisa ser sancionado pelo prefeito Herzem Gusmão. Com informações do Blog do Rodrigo Ferraz.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia