WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: ‘Política’

Flávio Bolsonaro propôs homenagem a acusado de comandar milícia e empregou mãe de outro investigado

Senador eleito pelo Rio de Janeiro, Flávio Bolsonaro (PSL) propôs homenagem a Ronald Paulo Alves Pereira, preso hoje por suposto envolvimento com milícias no Rio de Janeiro.

Pereira foi um dos alvos da operação Os Intocáveis, acusado de ser um dos líderes de uma milícia na capital carioca.

Na justificativa da moção 3180/2004, de março de 2004, Flávio Bolsonaro cita uma operação policial realizada no Conjunto Esperança, no Complexo da Maré, naquele ano, que resultou na morte de um líder do tráfico e na apreensão de armamento e munição. As informações são do UOL.

Além do suposto chefe do crime, Flávio empregou também a mãe de outro envolvido nas investigações, a mãe de um dos milicianos procurados pela polícia na operação Os Intocáveis, o Capitão Adriano, foi lotada no gabinete de Flávio Bolsonaro, diz o G1.

Raimunda Veras Magalhães aparece no relatório do Coaf como uma das remetentes de depósitos para Fabrício Queiroz.

Rui Costa anuncia início das obras da Barragem do Catolé para fevereiro.

O governador da Bahia,Rui Costa, do PT, afirmou durante o ‘papo correria’ desta noite a data para inicio das obras da Barragem do Catolé.

Rui visitará Vitoria da Conquista para autorizar o início imediato das obras na segunda semana de fevereiro.

A  nova barragem vai beneficiar cerca de 350 mil habitantes de Vitória da Conquista e região. A obra, orçada em R$ 166,8 milhões, será construída pela pela Empresa Baiana de Saneamento e Águas (Embasa).

A barragem será instalada na confluência do Rio Catolé com o Ribeirão Água Fria, formando o Rio Catolé Grande. A bacia hidrográfica vai ocupar uma área de 761,20 quilômetros quadrados, com altura de 53 metros. A barragem terá extensão de 347 metros com largura do vertedouro de 55 metros, volume máximo normal de 23,73 hectômetros cúbicos (hm3) e vazão regularizada (100% garantida) de 670 litros por segundo. Fonte: Blog do Sena

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Em 45 minutos, Bolsonaro destacará abertura econômica e democracia

O presidente Jair Bolsonaro discursa hoje (22), pela primeira vez, depois de eleito, no exterior. Ele participa da abertura da 39ª edição do Fórum Econômico Mundial, que reúne a elite política e econômica global, em Davos, na Suíça. Em um discurso de 45 minutos, vai destacar a disposição do Brasil na abertura econômica, no combate à corrupção e no compromisso com a democracia.

Bolsonaro chegou ontem (21) a Davos acompanhado dos ministros da Economia, Paulo Guedes; das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro. “Queremos mostrar que o Brasil tomou medidas para que o mundo restabeleça confiança, que os negócios voltem a florescer entre o Brasil e o mundo, sem viés ideológico, que nós podemos ser um país bom para investimentos, e, em especial, para o agronegócio” disse ao chegar.

Bolsonaro quer mostrar ainda que a economia brasileira está se modernizando, com abertura comercial, segurança jurídica para os investidores externos e reformas estruturais. Na noite desta terça-feira, o presidente tem jantar fechado com os presidentes da Colômbia, Iván Duque; do Equador, Lenín Moreno; do Peru, Martín Vizcarra; e da Costa Rica, Carlos Alvarado Quesada. Os cinco presidentes latino-americanos assistirão a uma apresentação do presidente executivo da Microsoft, Satya Nadella.

Amanhã (23), está prevista a participação do presidente num almoço de trabalho sobre a globalização 4.0, que trata da quarta revolução industrial proporcionada pela tecnologia e é o tema do Fórum Econômico Mundial este ano. Depois, a comitiva retorna a Zurique, de onde embarca de volta para Brasília, chegando à capital federal na manhã de quinta-feira (24).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Ministro define 13º para Bolsa Família como prioridade, mas falta o dinheiro

O ministro da Cidadania, Osmar Terra (MDB), indicou o pagamento do 13º para beneficiários do Bolsa Família como uma das oito ações prioritárias da pasta neste começo de governo.

De acordo com a coluna Painel, da Folha de S. Paulo, a promessa de campanha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) custaria R$ 2,5 bilhões, além dos R$ 30 bilhões destinados pelo Orçamento de 2019 às 14 milhões de famílias que estão no programa.

A publicação afirma que, para tentar viabilizar a proposta, Terra também incluiu entre suas prioridades medidas de geração de emprego e renda, que promovam a autonomia dos beneficiários do Bolsa Família e assim reduzam o seu custo.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Reforma da Previdência chega ao Congresso em meados de fevereiro, diz secretário

A proposta de reforma da Previdência será encaminhada ao Congresso Nacional na segunda semana de fevereiro, segundo informou, ontem (18), o secretário de Previdência do Ministério da Economia, Rogério Marinho. De acordo com o secretário, o governo bateu o martelo sobre a estratégia para apresentar o texto. As informações são da Agência Brasil.

A ideia do Palácio do Planalto é aproveitar o texto apresentado pelo governo do ex-presidente Michel Temer e anexar a proposta que será encaminhada ao Congresso Nacional. Desta forma, o texto poderia ir diretamente à apreciação do plenário da Câmara dos Deputados, já que o projeto encaminhado por Temer já passou pela etapa das comissões.

De acordo com o secretário, a estratégia será refinada com a participação do presidente Jair Bolsonaro, dos ministros Paulo Guedes, da Economia, e Onyx Lorenzoni, da Casa Civil. A diferença é que o texto de Temer não prevê a criação de um regime previdenciário em que cada trabalhador faça a própria poupança (capitalização), como o governo deverá apresentar em fevereiro, o que pode gerar questionamentos por parte da oposição.

Conquista: Centro Glauber Rocha terá correspondente bancário do Banco do Brasil

Na manhã desta quinta-feira (17), o Governo Municipal recebeu a visita do novo superintendente estadual do Banco do Brasil (BB). Amauri Aguiar assumiu o cargo na última semana e, juntamente com outros representantes da instituição financeira, veio saudar o prefeito Herzem Gusmão. Além disso, eles puderam conversar sobre a cidade de Vitória da Conquista e novas perspectivas de parceria. O encontro aconteceu na Prefeitura da Zona Oeste, localizada no Centro Glauber Rocha – Educação e Cultura. O grupo conheceu a estrutura da nova sede da Administração Municipal e também visitou as instalações do Planetário Professor Everardo Públio de Castro. As obras do equipamento, que estão em fase final, têm o financiamento do Banco do Brasil.

Na ocasião, o prefeito Herzem Gusmão lembrou que 35% do PIB do município está localizado naquela região, que concentra cerca de 4 mil pontos comerciais. Por isso, ele solicitou a presença da instituição financeira por lá, e foi atendido. Eles vão trazer um Correspondente Bancário, com todas as atividades do Banco do Brasil. As negociações e os financiamentos serão viabilizados através desse Correspondente Bancário, que vem pra cá e vai se instalar neste espaço [Centro Glauber Rocha]. Isso vai dar vida e facilitar para os empresários o negócio que nós temos aqui, que supera o de muitas cidades da Bahia”, anuncia o prefeito.

O superintendente estadual do Banco do Brasil, Amauri Aguiar, avalia positivamente a visita. “O prefeito é uma pessoa que mostra uma visão de longo prazo, em uma Prefeitura que está bem estruturada”, afirma. Além disso, fala sobre as expectativas com a retomada da superintendência regional em Vitória da Conquista: “O Banco do Brasil vai ter um olhar mais próximo para desenvolver, através de suas linhas de créditos e seus produtos e serviços, o comércio, a agricultura e os clientes pessoa física da região”. À frente da superintendência regional, que acaba de ser reativada no município, Eduardo Camargo Hoog revela: “Cada vez mais nós ficamos mais impressionados com o potencial de crescimento que o município de Vitória da conquista tem, tanto que o Banco do Brasil já olha com olhos diferenciados para essa região. Eu diria para você que logo em breve nós teremos novidades muito positivas, trazendo a marca do Banco do Brasil mais forte para a região”.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

STF determina suspensão de investigação sobre Queiroz e outros servidores

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) declarou hoje (17) que uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) suspendeu o procedimento investigatório criminal que apura movimentações financeiras atípicas do ex-assessor do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL), Fabrício Queiroz , e de outros assessores da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj). Em nota, o órgão declarou que a suspensão vai ocorrer “até que o Relator da Reclamação se pronuncie”.

O promotor, no entanto, não informou o que motivou a decisão cautelar proferida nos autos da Reclamação de nº 32989. “Pelo fato do procedimento tramitar sob absoluto sigilo, reiterado na decisão do STF, o MPRJ não se manifestará sobre o mérito da decisão”, informou o MP.

O policial militar Fabrício Queiroz, ex-assessor do filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL) na Alerj se tornou o principal personagem no caso que trouxe as primeiras dores de cabeça ao novo governo. Nesta semana, de acordo com reportagem do jornal Estado de S. Paulo, movimentações atípicas de Queiroz foram expostas e apontaram uma repetição nas contas bancárias de ao menos outros 28 servidores da Alerj, segundo relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Alice Portugal se coloca à disposição para disputar prefeitura de Salvador em 2020

A deputada federal Alice Portugal (PCdoB) colocou-se à disposição para disputar a prefeitura de Salvador em 2020. Com o fim das coligações proporcionais, partidos da base do governador Rui Costa (PT) se articulam para lançar candidaturas ao Executivo com o objetivo de manter suas bancadas no Legislativo.

“Tenho responsabilidade na cidade de Salvador para essa candidatura, construímos essa caminhada”, disse a comunista em entrevista à Rádio Câmara Salvador. “Em 2020 nós precisamos nos preparar. Acabaram as coligações, e os partidos para fazer bancada nessa gloriosa Câmara Municipal terão que lançar nomes para pré-candidatos à prefeitura”, acrescentou.

Questionada sobre as duas primeiras semanas do governo de Jair Bolsonaro (PSL), Alice se disse pessimista. “Vocês viram que o ministro Onyx tem ido a público cotidianamente para dizer que o presidente se equivocou. Não basta você ser bom em redes sociais para ser um bom governante. Não basta você fazer discursos ideológicos sobre Cuba e Venezuela. Decretaram que acabou o socialismo no Brasil. Nós estávamos longe do socialismo aqui. Todo dia alguém tem que dizer que ele se equivocou. Seja o ministro ‘posto Ipiranga’, que é o ministro Guedes, da Economia, ou o Onyx”, criticou.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Jaques Wagner rechaça aliança do PT com Maia, diz coluna

Senador eleito, o ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) é, hoje, um dos principais adversários dentro do PT da ideia de o partido apoiar o deputado Rodrigo Maia (DEM) à reeleição na presidência da Câmara.

De acordo com a coluna de Lauro Jardim, no jornal O Globo, o petista quer que o partido fique longe do Democratas, sigla presidida pelo prefeito de Salvador ACM Neto.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Documentos mostram R$ 10 mi em contas na Suíça envolvendo Serra e PSDB

A Justiça da Suíça autorizou, na manhã de hoje (10) o envio de informações bancárias ao Brasil para auxiliar na investigação que apura supostos repasses, por meio de instituições financeiras, para campanhas do PSDB e do senador José Serra.

De acordo com o Estadão, consta nos documentos que nos anos de 2006, 2007 e 2009, foram identificadas movimentações de R$ 10,8 milhões, por meio da instituição Corner Bank, da cidade de Lugano.

A decisão da Justiça foi tomada após os suíços rejeitarem um recurso que pedia que não houvesse mais cooperação entre as procuradorias dos dois países. A ação tinha o intuito de impedir que dados bancários anteriores a 2010 chegassem às mãos da Justiça brasileira.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Faceboo

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia