WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


:: ‘Mundo’

Comoção: Morte de garota por traficante brasileiro “derruba” cúpula da Polícia paraguaia

O presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez anunicou neste domingo, através de sua conta no Twitter, segundo o jornal paraguaio “ABC Color”, a troca de comando na Polícia Nacional do Paraguai. O anuncio foi feito após o presidente se reunir com seu Conselho de Segurança Interna para tratar do assassinato de uma mulher, cometido pelo traficante carioca Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto. O crime foi cometido por Marcelo Piloto dentro do quartel onde está preso. A vítima é argentina Lidia Meza Burgos, de 18 anos, morta com 16 facadas. Ela visitava Piloto pela segunda vez, para um encontro a sós na cela. O crime, que chocou o país inteiro, acabou provocando a queda do comandante da polícia nacional , comissário Bartolomé Báez e do subcomandante Luis Paulo Cantero.

Segundo informou ABC Color, o ministro do Interior, Juan Ernesto Villamayor, anunciou que o chefe de polícia Gregorio Walter Vázquez Alderete será o novo comandante da polícia paraguaia. Já Eladio Sanabria Morán será o novo subcomandante. Depois do crime, o próprio advogado de Piloto afirmou que agora seu cliente precisará ser julgado por homicídio, e que isso deve impedir sua extradição para o Brasil. Através de sua conta no Twitter, a ministra da Mulher do Paraguai, Nilda Romero, expressou seu repúdio ao caso e cobrou a investigação e punição dos envolvidos.

:: LEIA MAIS »

VÍDEO: Para não ser repatriado, traficante brasileiro mata jovem durante visita íntima no Paraguai

O narcotraficante Marcelo Fernando Pinheiro da Veiga, conhecido como Marcelo Piloto, matou a facadas uma jovem de 18 anos dentro de sua cela no presídio em Assunção, no Paraguai, segundo o Ministério Público paraguaio. O boletim de ocorrência foi registrado pela polícia local neste sábado (17). Foi “uma atitude extrema de Piloto para impedir sua extradição”, disse o promotor Hugo Volpe. A Justiça do Paraguai autorizou a extradição de Piloto em 30 de setembro. Assista a reportagem:

:: LEIA MAIS »

Papa pede maior presença das mulheres em cargos de responsabilidade da Igreja

O Papa Francisco pediu hoje (17), durante cerimônia de premiação Joseph Ratzinger, maior presença de mulheres “nos diferentes campos de responsabilidade da vida da Igreja, em particular, e não apenas no campo cultural”.

Francisco levou às mãos do teólogo Anne-Marie Pelletier o prêmio concedido pela Fundação do Vaticano, que leva o nome do Papa Bento XVI. Durante entrega, ressaltou a importância “de se reconhecer cada vez mais a contribuição das mulheres nos campos da pesquisa teológica científica e do ensino de teologia, considerados, há muito tempo, territórios quase exclusivo do clero”.

“Desde que Paulo VI proclamou Teresa de Ávila e Catalina de Siena doutoras da Igreja, não há dúvida de que as mulheres podem alcançar os mais altos postos na inteligência da fé”, disse ele. Francisco lembrou, ainda, que “João Paulo II e Bento XVI incluíram na série de médicos os nomes de outras duas mulheres, Santa Teresa de Lisieux e Hildegard de Bingen”.

Brasil: Alegando declarações “ameaçadoras” de Bolsonaro, Cuba anuncia saída do “Mais Médicos”

O governo de Cuba informou nesta quarta-feira (14) que decidiu sair do programa social Mais Médicos, citando “referências diretas, depreciativas e ameaçadoras” feitas pelo presidente eleito Bolsonaro à presença dos médicos cubanos no Brasil. O país enviou profissionais para atuar no Brasil desde 2013, quando o governo da então presidente Dilma Rousseff criou o programa para atender regiões carentes sem cobertura médica. “O Ministério da Saúde Pública de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do Programa Mais Médicos e assim comunicou a diretora da Organização Pan-Americana de Saúde [OPAS] e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam a iniciativa”, diz a nota do governo.

O comunicado não diz a data em que os médicos cubanos deixarão de trabalhar no programa. A OPAS disse que foi comunicada da decisão, sem dar mais detalhes: “Cuba comunicou à Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) a decisão de não continuar participando do programa Mais Médicos e a OPAS comunicou a decisão ao Ministério da Saúde do Brasil”, disse em nota enviada ao G1. Em agosto, ainda em campanha, Bolsonaro declarou que ele “expulsaria” os médicos cubanos do Brasil com base no exame de revalidação de diploma de médicos formados no exterior, o Revalida. A promessa também estava em seu plano de governo. Fora do Mais Médicos, os formados no exterior não podem atuar na medicina brasileira sem a aprovação no Revalida. Mas no caso do programa federal, todos os estrangeiros participantes têm autorização de atuar no Brasil mesmo sem ter se submetido ao exame.

“Nós juntos temos como fazer o Brasil melhor para todos e não para grupelhos que se apoderaram do poder e [há] mais de 20 anos nos assaltam e cada vez mais tendo levado para um caminho que nós não queremos. Vamos botar um ponto final do Foro de São Paulo. Vamos expulsar com o Revalida os cubanos do Brasil”, declarou Bolsonaro em pronunciamento realizado em Presidente Prudente (SP). “Qualquer estrangeiro vindo trabalhar aqui na área de medicina tem que aplicar o Revalida. Se você for pra qualquer país do mundo, também. Nós não podemos botar gente de Cuba aqui sem o mínimo de comprovação de que eles realmente saibam o exercício da profissão. Você não pode, só porque o pobre que é atendido por eles, botar pessoas que talvez não tenham qualificação para tal”, justificou.

Após a decisão do governo cubano, se manifestou pelo Twitter dizendo: “Condicionamos à continuidade do programa Mais Médicos a aplicação de teste de capacidade, salário integral aos profissionais cubanos, hoje maior parte destinados à ditadura, e a liberdade para trazerem suas famílias. Infelizmente, Cuba não aceitou.” Em novembro do ano passado, o Supremo Tribunal Federal (STF) validou o Mais Médicos e autorizou a dispensa da validação de diploma de estrangeiros ao julgar ações que questionavam pontos do programa federal, como acordo que paga salários mais baixos para médicos cubanos. A atuação dos médicos cubanos no Brasil gera polêmica desde a criação do Mais Médicos. No entanto, o programa contrata profissionais de várias nacionalidades, e não apenas cubanos. No Mais Médicos, pouco mais da metade – 8.556 dos 16.707 participantes – vêm da ilha caribenha, de acordo com dados obtidos pelo G1. Todos os profissionais, independentemente do país de origem, precisam ter diploma de medicina expedido por instituição de ensino superior estrangeira, habilitação para o exercício da profissão no país de origem e ter conhecimento de língua portuguesa, regras de organização do SUS e de protocolos e diretrizes clínicas de atenção básica.

Tristeza: Jovem atleta morre 8 anos depois de comer lesma em “aposta” e ter corpo paralisado

O ex-jogador de rúgbi Sam Ballard, de 28 anos, morreu na sexta-feira (2) vítima de um verme que contraiu há oito anos após comer uma lesma durante uma aposta com amigos em Sidney, na Austrália. Uma doença causada pelo parasita deixou quase todo o corpo do jovem paralisado durante esse tempo. De acordo com depoimentos dados à imprensa australiana, Ballard bebia vinho em um encontro com os amigos quando o grupo percebeu uma lesma passar pelo chão do terraço onde estavam. Provocado pelos companheiros, o jovem, à época com 19 anos, engoliu o animal vivo.

Somente dias depois, Ballard começou a se sentir mal. Primeiro, dores nas pernas. Ele e a família, então, procuraram um médico – suspeitava-se de esclerose múltipla, doença que acometeu o pai do rapaz. Mas diagnóstico mostrou que Ballard contraiu meningite eosinofílica, em grau extremamente agressivo, uma das doenças causadas pelo verme Angiostrongylus cantonensis. Lesmas e caramujos são hospedeiros naturais desse parasita, que, muitas vezes, é contraído após esses moluscos consumirem fezes de rato. A maioria dos casos não evolui para complicações. Em Ballard, porém, a doença o deixou em coma por 420 dias. Quando acordou, todo o corpo estava paralisado.

:: LEIA MAIS »

Mistério: Cientistas crêem que objeto que cruzou o Sistema Solar tem “origem inteligente”

Um misterioso objeto rochoso em formato de charuto que cruzou nosso Sistema Solar no ano passado pode ser uma espaçonave alienígena, sugeriram astrônomos da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos. Batizado de Oumuamua, que significa “mensageiro de muito longe que chega primeiro” em havaiano, o objeto espacial foi o primeiro a viajar de outro sistema planetário para o nosso. Foi descoberto pelo telescópio Pan-STARRS 1, instalado no Havaí, em outubro de 2017.

Desde a sua passagem, os cientistas têm dificuldade em explicar suas características incomuns e sua origem precisa. Inicialmente, os pesquisadores o classificaram como um cometa e, depois, como asteroide, antes de finalmente considerá-lo um novo tipo de “objeto interestelar”. Agora, um novo estudo de pesquisadores do Harvard Smithsonian Center for Astrophysics, da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, levanta a possibilidade de o objeto ter uma “origem inteligente”. “Oumuamua pode ser uma sonda totalmente operacional enviada intencionalmente à vizinhança terrestre por uma civilização alienígena”, escreveram os astrônomos no artigo, que foi submetido ao jornal científico americano Astrophysical Journal Letters.

Os autores da tese são Abraham Loeb, professor de astronomia, e Shmuel Bialy, um pós-doutor, ambos estudiosos de Harvard. A teoria baseia-se na “aceleração excessiva” do objeto ou em seu aumento inesperado de velocidade, segundo os pesquisadores. A estrutura escura chegou a alcançar 315.000 quilômetros por hora e saiu do nosso sistema solar em janeiro de 2018. Além disso, Oumuamua apresenta uma rotação rápida e uma variação de brilho de até dez vezes, bem mais intensa do que qualquer outra já observada. Ainda segundo os astrônomos, a suposta nave espacial tem um formato semelhante ao da nave LightSail-1, um projeto de vela solar desenvolvido pela Sociedade Planetária, com sede nos Estados Unidos, e que se assemelha a uma pipa. “A tecnologia light-sail pode ser usada de forma abundante para o transporte de cargas entre planetas ou entre estrelas”, dizem os cientistas.

:: LEIA MAIS »

Tragédia: Logo após se casarem, noivos deixam festa em helicóptero e morrem na queda

Um casal morreu em um acidente de helicóptero ao deixar sua festa de casamento, no Texas, na noite de sábado (3). Will Byler e Bailee Ackerman estavam casados havia apenas uma hora e meia quando o veículo caiu. A queda aconteceu na fazenda da família de Byler, onde aconteceu a festa após a cerimônia. Os noivos eram alunos da Sam Houston State University, em Huntsville, onde Will cursava o último ano de Engenharia Agrícola e Bailee estava prestes a terminar o curso de Comunicação Agrícola.

Resultado de imagem para Will Byler Bailee Ackerman

O piloto do helicóptero, Gerald Green Lawrence, um ex-capitão de exército e veterano do Vietnã, também morreu no acidente. A enteada dele, Amilyn Willard, afirmou à emissora ABC que a rota era bem conhecida por Lawrence, que tinha o hábito de pilotar naquela região há muito tempo. O Conselho Nacional de Segurança de Transporte ainda investiga a causa da queda.

:: LEIA MAIS »

Mundo: Sob autorização da Índia, tigresa que matou 13 pessoas é caçada e abatida

Uma tigresa, que já matou mais de uma dezenas de pessoas nos últimos dois anos, foi abatida com um disparo na Índia, para o alívio dos moradores, mas provocou uma controvérsia sobre as condições de sua morte. Uma das mais impressionantes “caça ao tigre” em décadas terminou na sexta-feira (2) à noite quando o animal, chamado T1 por caçadores e Avni por defensores da fauna, foi morto a tiros na floresta do estado de Maharashtra (centro-oeste). Mais de 150 pessoas foram mobilizadas durante meses para encontrá-la e foram disponibilizados recursos consideráveis para este fim.

Mas a polêmica se espalhou rapidamente. A mídia indicou que nenhum calmante foi usado para tentar anestesiar Avni-T1, mãe de dois filhotes de 10 meses. A tigresa foi considerada responsável pela morte de 13 pessoas desde junho de 2016. Sua primeira vítima foi uma mulher cujo corpo foi encontrado em uma plantação de algodão. Desde então, a maioria era pastores homens. A Suprema Corte autorizou a operação, embora o tigre seja uma espécie em perigo de extinção no país. Mas a instância especificou que o animal poderia ser morto se os calmantes não tivessem efeito. As autoridades lançaram um programa para preservar a população de tigres na Índia. Seu número chega a mais de 2.200 exemplares, segundo um último censo de 2014, tendo registrado um mínimo de 1.500.

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia