WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
setembro 2018
D S T Q Q S S
« ago    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: ‘Mundo’

Fã de Xuxa morre após passar mal ao encontrá-la no aeroporto

Xuxa Meneghel afirmou por meio de sua rede social que um fã, identificado pelo nome de Hernan Mondragon, morreu depois de encontrá-la no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, nesta quarta-feira (19). Segundo a apresentadora, Mondragon teria se emocionado e passado mal ainda no local.

“Quando eu deixei de fazer o programa na Argentina eu fiquei dias com a carinha de Herna (sic) Mondragon na minha cabeça… sempre que me via era emoção pura. Hoje, na chegada do aeroporto, ele se emocionou tanto que passou mal e inacreditavelmente se foi. É, meu seguidor , meu fã e amigo,  virou anjo … meu coração está apertado por não poder fazer nada pra tê-lo ao meu lado, desculpe. Voy te guardar en mi alma”, escreveu ela, no Instagram.

A assessoria de imprensa da apresentadora informou que Mondragon já sofria de problemas cardíacos. “Estamos apurando e cuidando do enterro. Xuxa ficou muito mal”, disse.

No Twitter, Mondragon se apresentava como fã ativo de Xuxa e a acompanhava de perto, pelas redes sociais. Em janeiro de 2017, por exemplo, escreveu. “Estou feliz porque te vejo mesmo que seja pela TV. Tenho muitas saudades. Eu te amo”, declarou.

Mais recentemente, o rapaz também postou a notícia sobre a morte da mãe de Xuxa, dona Alda.

A apresentadora brasileira foi à Argentina para a inauguração de sua primeira clínica, a Espacolaser, na região

‘Língua Peluda’, uma estranha doença que assusta

lingua-peluda-the-new-england-journal-of-medicine

Língua peluda é um problema relacionada a uma deficiência no sistema imunológico mais do que qualquer outra coisa. Tanto que algumas pessoas com AIDS (em fase terminal) podem apresentar este problema.

Língua peluda, nada mais é que detritos, bactérias ou outros microrganismos que se acumulam nas papilas alongadas, causando a descoloração negra. Resíduos de café, chá e tabaco também podem contribuir para a cor escura, de acordo com uma publicação de 2015 no World Journal of Gastroenterology.

Nesta segunda-feira (10) a BBC publicou matéria sobre uma mulher que desenvolveu a condição após tomar minociclina, um antibiótico usado para tratar uma ferida em decorrência de um acidente de trânsito.

A “língua preta peluda” assunta assim que a pessoa se depara com a condição e está diretamente ligada a má higienização bucal, apesar do nome, não nascem pelos na língua. Apesar das suspeitas em relação ao surgimento da doença, as informações sobre ela ainda são vagas, pois os cientistas ainda não sabem como antibióticos causam o problema.

Tristeza: Morre apresentadora de TV, dias após anunciar câncer em estágio terminal. VÍDEO

A apresentadora de rádio da BBC Rachael Bland morreu na manhã desta quarta-feira (5), aos 40 anos, quase dois anos após ser diagnosticada com câncer. Ao saber que teria poucos dias de vida, ela se despediu do público nas redes sociais e contou que estava “correndo contra o tempo” para fazer um arquivo com conselhos e memórias a Freddie, seu filho de 2 anos. A locutora foi diagnosticada com câncer de mama em novembro de 2016. Em dezembro daquele ano, começou o tratamento de quimioterapia e, posteriormente, se submeteu a uma mastectomia. Mas, menos de dois anos depois, foi informada de que o câncer tinha se espalhado e que não teria cura. Assista a reportagem:

:: LEIA MAIS »

Despedida em capítulos: Apresentadora com câncer terminal prepara “lembranças” para o filho

A apresentadora da BBC Rachael Bland, que comoveu seus fãs ao anunciar na segunda-feira (4) ter apenas alguns dias de vida devido a um câncer, está deixando um arquivo de lembranças para o filho, Freddie, que tem apenas três anos. Além de um livro, “For Freddie”, ela também prepara gravações, anotações e separou até mesmo seu perfume, para que ele se lembre da letra, da voz e do cheiro da mãe. Bland também diz que deixará presentes embrulhados para que ele abra em todos os seus aniversários, até que complete 21 anos. Em um artigo escrito para o site do Huffington Post, a apresentadora falou sobre os preparativos para que o menino se lembre dela em detalhes, mesmo sendo tão pequeno quando eles se despedirem.

“O principal é que, mesmo ele sendo tão novo, quero que se lembre de mim de alguma forma. Espero que o livro e esses presentes e bilhetes deixem uma marca do meu amor para o resto de sua vida. Para que ele possa ter certeza de quanto eu o amo”, escreveu. Entre as providências que ela diz ter acelerado ao ser notificada que seu caso era ainda mais grave do que imaginava, Bland também incluiu uma lista de instruções, que transmite por Whatsapp para sua cunhada.

Rachael Bland é apresentadora da BBC há mais de 15 anos (Foto: BBC)

Sem querer sobrecarregar o marido, já abalado por sua doença, ela confia na irmã dele para cumprir desejos como o de não cortar o cabelo de Freddie curto demais – a não ser que o próprio menino insista – e o de sempre deixar que ele dê sua opinião na hora de escolher em que escola irá estudar. Rachael, que mora em Cheshire, no Reino Unido, não tem certeza sequer se conseguirá comemorar seu quinto aniversário de casamento com Steve Bland, em 14 de setembro.

Diagnóstico

Rachael Bland soube que tinha câncer de mama em novembro de 2016 e passou por um tratamento inicialmente bem-sucedido. No início deste ano, no entanto, a doença retornou, se espalhou por outras partes do corpo e ela recebeu o diagnóstico de que não tinha mais chances de cura. Na época, ela disse que preferiu não saber quanto tempo de vida teria, estimando que seria “menos de um ano”, e iniciou os preparativos para deixar as lembranças para o filho. Recentemente os médicos a comunicaram que seu fígado e seus rins estão com o funcionamento seriamente prejudicado, o que reduz sua expectativa para apenas alguns dias.

:: LEIA MAIS »

Triste: Com câncer terminal, apresentadora de TV revela que tem poucos dias de vida

Ao receber a notícia de que morreria em pouco tempo, a apresentadora de rádio da BBC Rachel Bland decidiu se despedir do público nas redes sociais. A locutora de 40 anos foi diagnosticada com câncer de mama em novembro de 2016 e, menos de dois anos depois, foi informada de que não teria como curar a doença. “Nas palavras do lendário Frank Sinatra, temo que o momento tenha chegado. E repentinamente”, tuitou Bland, na segunda. “Me disseram que tenho dias (de vida). É muito surreal. Muito obrigada a todos pelo apoio que tenho recebido.”

Bland, que vive em Cheshire, no Reino Unido, soube em maio que seu câncer era incurável e que sua última esperança era participar de um estudo clínico, que poderia lhe abrir possibilidade para um tratamento alternativo. Em agosto, contudo, um exame mostrou que a doença havia entrado em fase metastática – ou seja, havia se espalhado pelo corpo.

:: LEIA MAIS »

Fifa divulga finalistas do prêmio de melhor jogador da temporada; Messi fica de fora

A Fifa revelou na manhã de hoje (3) os três finalistas do prêmio de melhor jogador da temporada. Pela primeira vez desde 2007, o argentino Lionel Messi, vencedor de cinco edições, não fará parte da premiação entregue pela entidade. Neste ano, os atletas escolhidos foram o português Cristiano Ronaldo, o egípcio Mohamed Salah e o croata Luka Modric.

O meia português busca o sexto prêmio e foi campeão da Liga dos Campeões da Europa pelo Real Madrid, onde também foi artilheiro. Já o croata, que também jogou pelo time espanhol e contribuiu para o título madrilenho, chegou à final da Copa do Mundo pela seleção do seu país e foi eleito o melhor atleta da competição. Já o atacante egípcio foi escolhido o melhor jogador do Campeonato Inglês pelo Liverpool em 2017-18.

A entidade anunciou também os três técnicos finalistas na disputa de melhor do ano: os franceses Didier Deschamps, campeão do mundo com a seleção de seu país, e Zinedine Zidane, que levou o Real Madrid ao terceiro título consecutivo da Liga dos Campeões, além do croata Zlatko Dalic, que comandou a seleção de seu país no Mundial da Rússia.

O prêmio será entregue no próximo dia 24 de setembro, em cerimônia realizada em Londres.

Tristeza: Menino de 9 anos revela ser gay na escola, sofre bullying e comete suicídio

Um menino americano de nove anos se suicidou dias após o início das aulas, vítima de um bullying constante por ser homossexual. “Quatro dias na escola foi o que bastou, só posso imaginar o que lhe disseram”, declarou a mãe de Jamel Myles, Leila Pierce, a meios de comunicação locais. “Meu filho disse a minha filha mais velha que os meninos na escola falaram para ele se matar. Me dói tanto que não tenha vindo a mim”. Pierce explicou que seu filho, que estava na escola fundamental Joe Shoemaker em Denver, Colorado (oeste), lhe disse nas férias de verão (boreal) que era gay e que queria se apresentar como tal a seus colegas quando começassem as aulas.

“Foi à escola e disse que ia contar às pessoas que era gay porque estava orgulhoso de si próprio”. A escola pôs à disposição dos estudantes e professores terapeutas para quem quiser falar sobre o ocorrido, e mandou cartas às famílias sobre a tragédia. “Tem que haver responsabilidade pelo bullying”, disse Pierce. “As crianças sabem que está errado, uma criança não gostaria que fizessem isso com ela”. “Acredito que se deve responsabilizar os pais, porque claramente os pais estão ensinando-os a ser assim ou tratando-os assim”, acrescentou Pierce.

Para especialistas, faltou “ajuda profissional”

A morte do menino americano de 9 anos Jamel Myles trouxe à tona novamente o debate sobre bullying e suicídio. Ele teria tirado a própria vida na última quarta-feira (23) poucos dias depois de ter contado a seus colegas de classe que era gay, segundo sua mãe, Leia Pierce. De acordo com ela em entrevista ao jornal ‘Denver Post’, quatro dias foi o tempo que a história durou na escola. “Eu nem consigo imaginar o que disseram para ele”, lamentou Leia. “Meu filho contou para a irmã mais velha que as crianças da escola disseram a ele para se matar. É tão triste que ele não tenha me procurado.” O portal ‘O Globo’ entrevistou especialistas que comentaram o caso e mostraram a importância de uma ajuda profissional.

:: LEIA MAIS »

Policial amamenta bebê que chorava em hospital e foto viraliza

Uma policial argentina emocionou as redes sociais ao se sensibilizar com um bebê que chorava copiosamente em um hospital infantil de Buenos Aires.

Segundo a reportagem do jornal Clarín, a policial, que foi mãe recentemente e trabalha no comando de patrulha da região de Berisso (Buenos Aires), estava fazendo um trabalho noturno no hospital e, ao ouvir o choro incessante do bebê desnutrido, viu seus instintos maternos falarem mais alto.

Ela perguntou aos médicos se poderia alimentar a criança com seu próprio peito e, ao receber o aval, não pensou duas vezes e, mesmo fardada, foi amamentá-la. O relato, publicado no Facebook, já foi curtido mais de 100 mil vezes e emocionou muitas pessoas, que enalteceram o grande gesto. :: LEIA MAIS »

VÍDEO: Bebê e mãe sobrevivem a inundação ficando 4 dias em cima de uma árvore

Socorristas retiraram nesta quinta-feira (26) um bebê e a sua mãe da inundação provocada pelo rompimento da represa de uma hidrelétrica no sul do Laos. A tragédia, ocorrida na última segunda-feira (23), deixou ao menos 27 mortos e 130 desaparecidos. A criança tinha ficado agarrada à sua mãe em cima de uma árvore, que ficou cercada por água e barro, na região da aldeia de Xaydonkhong, onde um grupo de pessoas estava desaparecido. Um vídeo feito pelos socorristas tailandeses, difundido pela emissora local ABC, mostra a criança chorando no momento em que um dos socorristas desce do barco e avança pela água até a árvore onde estavam. Ele volta com a criança no colo. Assista:

:: LEIA MAIS »

Maior eclipse total da Lua do século 21 ocorre nesta sexta

Brasília -Superlua e eclipse total ocorrem ao mesmo tempo, o fenômeno conhecido como ‘Lua de sangue’, é observado na praça dos três poderes na capital federal (Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Olhar para o céu no início da noite de amanhã (27) será um convite obrigatório. A partir das 16h30 começa o eclipse lunar mais longo do século 21, que deve durar cerca de uma hora e 43 minutos. Em quase todo o planeta será possível acompanhar o fenômeno que, geralmente, ocorre duas vezes por ano, com um tempo de duração de 60 a 80 minutos, podendo durar até muito menos. Em 2015, por exemplo, a cobertura total da Lua durou apenas 12 minutos.

“Agora a Lua vai atravessar bem no centro da sombra da Terra”, explicou a pesquisadora Josina Nascimento, do Observatório Nacional. E é por isso que vai demorar mais tempo até que ela volte a aparecer. Mas, no Brasil, essa fase do eclipse não será visível pelo período integral de 104 minutos. “Toda a parte leste do Brasil vai ver a Lua nascer já durante o eclipse total. Dependendo do lugar, no Rio de Janeiro, por exemplo, a Lua vai nascer 17h26, quando o céu ainda estará claro. Por volta de 18h13, fica mais visível e é quando começa o eclipse parcial [quando a Lua começa a sair da sombra da Terra]”, afirmou.

O eclipse da Lua acontece quando o Sol, Terra e Lua ficam alinhados nesta ordem. O Sol, iluminando a Terra, faz uma sombra no espaço em duas partes: a penumbra, que ainda revela raios do Sol, e a umbra que não recebe qualquer feixe de luz. “Quando a Lua, caminhando em torno da Terra, penetra totalmente na sombra escura temos o eclipse total”, completou a pesquisadora.

No Brasil, em toda a parte leste do país, a Lua já vai nascer na fase total do eclipse, fase que termina às 18h13, no horário de Brasília. A partir desse horário, a Lua começa a sair da sombra mais escura da Terra [umbra], iniciando o eclipse parcial, que dura até 19h19. O fenômeno completo, que inclui a fase penumbral do eclipse, termina às 20h29. Segundo Josina, o eclipse total será visto por toda as regiões Sul, Sudeste e Nordeste. “O Centro-Oeste e parte da Região Norte verá o eclipse parcial e a parte mais a oeste da Região Norte verá somente o eclipse penumbral”, disse.

Se o tempo do fenômeno já carrega um grau de ineditismo, o espetáculo promete ser ainda maior pelas cores com as quais a Lua despontará no horizonte: um efeito laranja avermelhado que dá nome à Lua de Sangue, provocado durante o eclipse total.

“Depois que o sol se põe você tem a tonalidade do horizonte avermelhado que é causado pelos raios de sol passando pela atmosfera. Ou seja, mesmo sem ver o sol, ainda recebe um pouco dessa luz. Os tons vermelhos são os menos filtrados e acabam se destacando mais. O mesmo acontece no eclipse total da Lua. Quando está totalmente na umbra [sombra mais escura da Terra] fica totalmente escura mas ainda chega à Lua os raios solares que passam pela atmosfera da Terra. Passam os mais próximos do vermelho e ela fica com essa tonalidade”, explicou a pesquisadora.

O show celeste ainda promete a maior visibilidade de planetas que estarão na mesma linha. Marte, sem dúvida, merecerá o destaque por estar, desde o início do ano, em máxima brilhância, se destacando como um ponto vermelho ao lado da Lua. O pico desse efeito está previsto para o dia 3 de agosto, mas já é impossível ignorar a presença desse planeta visto a olhos nus. “Júpiter também estará no alto. Vênus está a oeste e Saturno estará entre Marte e Júpiter, na mesma linha, também muito brilhante mas menos que Marte.”

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia