WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Maio 2020
D S T Q Q S S
« abr    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘Justiça’

Filha e genro do vice-governador de Alagoas são presos em operação da PF

[Filha e genro do vice-governador de Alagoas são presos em operação da PF]

Lívia Barbosa, filha do vice-governador de Alagoas, Luciano Barbosa (MDB), foi presa durante a Operação Florence Dama da Lâmpada, deflagrada pela Polícia Federal (PF) nesta quarta-feira (11).

O marido de Lívia, Pedro Silva, genro do vice-governador, também foi preso. De acordo com a TV Globo, a prisão de Lívia é preventiva, e a de Pedro, temporária.

A operação investiga fraudes, desvios de recursos e corrupção de servidores públicos na prestação de serviços de órtese, prótese e implantes de materiais especiais em Alagoas.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Sudoeste: Preso pela morte de carroceiro em Itarantim é achado morto na cela da delegacia

Cristiano Pereira, de 38 anos, foi encontrado morto dentro de uma cela da Delegacia de Potiraguá, na terça-feira (10). Cristiano estava preso e respondia pelo crime de homicídio culposo no trânsito, após atropelar e matar o carroceiro Bita, no mês de outubro, na cidade de Itarantim.

Segundo a polícia, Cristiano estava em uma cela com outros presos e ainda segundo pessoas próximas ao jovem, o mesmo sofria alguns problemas de saúde. O óbito foi constatado por volta das 7h da manhã desta terça-feira (10).

Acidente fatal

O chocante acidente que vitimou o carroceiro Vilson Fernandes de Souza (Bita Carroceiro), no mês de outubro em Itarantim está sendo motivo de muita revolta pelos amigos e familiares. Isso porquê, Cristiano Pereira Correia, deverá sair da cadeia em breve e responder pelo crime em liberdade assim que for efetuada o pagamento da fiança.

O caso está sendo tratado como Homicídio Culposo (quando não há intenção de matar). Ele segue preso no Complexo Policial de Itapetinga. Cristiano é deficiente de uma das pernas, não possui CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e conta com passagens por furto qualificado. Alisson Silva Farias Gonçalves e Lucas Fernandes Porto, as outras vítimas do acidente, seguem se recuperando dos ferimentos e passam bem. O veículo gol de cor cinza que era conduzido por Cristiano na hora do acidente, foi incendiado por moradores na noite do último sábado. // Radar Itarantim . Ireporter.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Urgente: Ministro Fachin autoriza transferência de Geddel Vieira Lima para Salvador

Imagem

Ex-ministro está preso em Brasília desde 2017 e em junho deste ano apresentou um pedido de transferência. Com decisão, Geddel deve seguir para capital baiana nos próximos dias.

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo tribunal Federal (STF), autorizou a transferência do ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) do Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, para o Centro de Observação Penal (CO), em Salvador. A decisão de Fachin foi tomada na última sexta-feira (6) e atendeu a um pedido da defesa de Geddel. A transferência deve ser efetivada nos próximos dias. Ex-vice-presidente da Caixa Econômica Federal, Geddel foi ministro nos governos de Luiz Inácio Lula da Silva e de Michel Temer e está preso desde 2017 em Brasília.

Em junho, quando apresentou o pedido de transferência, a defesa de Geddel argumentou que a família dele mora na capital baiana, incluindo dois filhos. Em outubro, Geddel foi condenado a 14 anos e 10 meses de prisão em regime fechado por lavagem de dinheiro e associação criminosa pelos R$ 51 milhões encontrados em malas de dinheiro e caixas em um apartamento em Salvador em 2017. Ao autorizar a transferência, Fachin esclareceu que Geddel responde a mais cinco processos em Brasília, mas não é alvo de outro mandado de prisão em aberto. Que ele trabalha voluntariamente na prisão desde abril deste ano e que faz cursos à distância, além de ler no presídio. Segundo as autoridades do DF, ele tem apresentado ainda bom comportamento.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Urgente: Ministro Marco Aurélio concede Habeas Corpus à Jasiane Teixeira, a “Dona Maria”

Acusada pela Secretária de Segurança Pública do Estado da Bahia de ser uma das maiores traficantes do estado, Jasiane Silva Teixeira, (Dona Maria), teve pedido de Habeas Corpus, concedido pelo ministro Marco Aurélio do Supremo Tribunal Federal, de forma monocrática. O advogado de Jasiane diz que ela é inocente, no HC impetrado a defesa alega a inexistência de estabelecimento adequado para o cumprimento da pena.

Jasiane foi condenada em Vitória da Conquista, a 5 anos de reclusão, no regime inicial de cumprimento semiaberto, e ao pagamento de 850 dias-multa, ante o cometimento da infração prevista no artigo 35, cabeça (associação para o tráfico), da Lei nº 11.343/2006. A Primeira Turma da Primeira Câmara Criminal negou provimento à apelação interposta pela defesa. O STJ – Superior Tribunal de Justiça, através da sexta turma adotou posicionamento semelhante.

Em sua decisão liminar, o ministro relator declarou: “Fixado, no título executivo judicial, o regime inicial semiaberto, a falta de vaga em estabelecimento compatível – colônia agrícola, industrial ou similar – é conducente a assentar-se o direito ao aberto e, não havendo casa de albergado, à prisão domiciliar. Surgindo risco de indevida submissão do paciente a regime mais gravoso do constante da decisão condenatória, mostra-se relevante o pedido de implemento de medida acauteladora.” Em seguida determinou: “Defiro a liminar, determinando que se observe, estritamente, o título condenatório, formalizado no processo nº 0304034- 93.2014.8.05.0274, do Juízo da Segunda Vara Criminal da Comarca de Vitória da Conquista/BA, tal como se contém, ou seja, considerado regime inicial semiaberto. Inexistindo estabelecimento adequado ou ausente vaga em casa de albergado a permitir o pernoite, deve a paciente passar à prisão domiciliar, definindo-se as condições para a efetivação.” (veja aqui) Proferiu o relator em 7 de novembro de 2019.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Horror: Criminosos queimaram Hiago Freitas vivo. Ele foi morto para não reconhecer os bandidos

O jovem de 24 anos que trabalhava como motorista por aplicativo na cidade de Vitória da Conquista, sudoeste da Bahia, e desapareceu após sair para fazer uma corrida, foi queimado vivo. A vítima foi encontrada morta no início da tarde de sexta-feira (8). “Crime violento, uma perversidade total, uma frieza, brutalidade, porque os detalhes são muito ruins”, disse o delegado Fabiano Aurich. Dois jovens, de 21 e 22 anos, foram presos pela suspeita de matarem Hiago Evangelista Freitas, de 24 anos, no sábado (9).

Alexandre Cruz Brito, de 21 anos e Rodrigo Porto Oliveira Silva, de 22, confessaram o crime à polícia. Ao delegado Fabiano Aurich, responsável pela investigação do crime, a dupla disse que assaltou Hiago com um revólver falso e que o crime foi premeditado. “Disseram que ambos esfaquearam o jovem Hiago e infelizmente atearam fogo nele ainda vivo”, explicou o delegado Marcos Vinicius, um dos investigadores do crime.

Segundo informações do delegado Fabiano Aurich, que também investiga o caso, os suspeitos foram encontrados com a ajuda de um cão farejador. O animal levou os investigadores da Polícia Civil a um local próximo da casa do suspeito Rodrigo Porto, onde os policiais encontraram objetos pessoais da vítima. “Documentos pessoais, cartão de crédito da vítima, estava tudo dentro de um travesseiro, escondido dentro do travesseiro. Dentro da cozinha tinha um isqueiro amarelo, que depois a gente teve a oportunidade de voltar [a casa do suspeito] e pegar, que foi usado para acender [o fogo] e tinha vestígios de sangue da mão do homicida que esfaqueou a vítima”, disse Fabiano Aurich.

“O rolo de fita que eles usaram para adulterar a placa e o principal, achamos o celular da vítima, além da roupa que ele [Rodrigo] utilizou no crime, que estava suja de sangue”, também lembrou o delegado Marcos Vinicius. Hiago Evangelista Freitas era estudante de odontologia e desapareceu na noite de quarta-feira (6), após deixar a namorada em casa para fazer corridas no município. Ao delegado, os dois disseram ainda que depois imobilizaram Hiago e o levaram para a estrada que liga o bairro de São Sebastião à cidade de Barra do Choça, onde ele foi morto a facadas. O corpo de Hiago foi encontrado carbonizado. Os suspeitos disseram que mataram a vítima porque tinham medo de serem denunciados.

Na casa de Rodrigo, a polícia apreendeu vários objetos pessoais da vítima, incluindo documentos, cartões de banco, a chave do carro que Hiago dirigia e o celular dele. O carro de Hiago foi deixado pelos suspeitos no bairro Alto Maron, também em Vitória da Conquista. Os policiais encontraram, também na casa de Rodrigo, o revólver falso usado para cometer o assalto. Os dois foram autuados em flagrante por latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e por ocultação de cadáver. Além disso, Rodrigo também responderá por associação ao tráfico de drogas, adulteração de sinal identificador e posse ilegal de munição, por outros materiais encontrados na casa dele. O corpo da vítima foi enterrado no cemitério municipal de Guanambi, cidade natal do jovem que fica a cerca de 276 km de Vitória da Conquista, no sábado (9). // G1 Bahia.

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Crueldade em Conquista: Hiago foi queimado vivo, reportagem repercute no Brasil

O jovem de 24 anos que trabalhava como motorista por aplicativo na cidade de Vitória da Conquista, e desapareceu após sair para fazer uma corrida, foi queimado vivo. A vítima foi encontrada morta no início da tarde de sexta-feira (8).

Dois jovens, de 21 e 22 anos, foram presos pela suspeita de matarem Hiago Evangelista Freitas, de 24 anos, no sábado (9).

Alexandre Cruz Brito, de 21 anos e Rodrigo Porto Oliveira Silva, de 22, confessaram o crime à polícia. Ao delegado Fabiano Aurich, responsável pela investigação do crime, a dupla disse que assaltou Hiago com um revólver falso e que o crime foi premeditado.

“Disseram que ambos esfaquearam o jovem Hiago e infelizmente atearam fogo nele ainda vivo”, explicou o delegado Marcos Vinicius, um dos investigadores do crime.

Segundo informações do delegado Fabiano Aurich, que também investiga o caso, os suspeitos foram encontrados com a ajuda de um cão farejador. O animal levou os investigadores da Polícia Civil a um local próximo da casa do suspeito Rodrigo Porto, onde os policiais encontraram objetos pessoais da vítima.

“Documentos pessoais, cartão de crédito da vítima, estava tudo dentro de um travesseiro, escondido dentro do travesseiro. Dentro da cozinha tinha um isqueiro amarelo, que depois a gente teve a oportunidade de voltar [a casa do suspeito] e pegar, que foi usado para acender [o fogo] e tinha vestígios de sangue da mão do homicida que esfaqueou a vítima”, disse Fabiano Aurich.

“O rolo de fita que eles usaram para adulterar a placa e o principal, achamos o celular da vítima, além da roupa que ele [Rodrigo] utilizou no crime, que estava suja de sangue”, também lembrou o delegado Marcos Vinicius.

Hiago Evangelista Freitas era estudante de odontologia e desapareceu na noite de quarta-feira (6), após deixar a namorada em casa para fazer corridas no município.

Ao delegado, os dois disseram ainda que depois imobilizaram Hiago e o levaram para a estrada que liga o bairro de São Sebastião à cidade de Barra do Choça, onde ele foi morto a facadas. O corpo de Hiago foi encontrado carbonizado. Os suspeitos disseram que mataram a vítima porque tinham medo de serem denunciados.

Na casa de Rodrigo, a polícia apreendeu vários objetos pessoais da vítima, incluindo documentos, cartões de banco, a chave do carro que Hiago dirigia e o celular dele. O carro de Hiago foi deixado pelos suspeitos no bairro Alto Maron, também em Vitória da Conquista.

Os policiais encontraram, também na casa de Rodrigo, o revólver falso usado para cometer o assalto. Os dois foram autuados em flagrante por latrocínio, que é o roubo seguido de morte, e por ocultação de cadáver.

Além disso, Rodrigo também responderá por associação ao tráfico de drogas, adulteração de sinal identificador e posse ilegal de munição, por outros materiais encontrados na casa dele.

O corpo da vítima foi enterrado no cemitério municipal de Guanambi, cidade natal do jovem que fica a cerca de 276 km de Vitória da Conquista, no sábado (9). (Conteúdo do Blog do Rodrigo Ferraz)

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

:: LEIA MAIS »

Conquista: Audiência de custódia mantém prisão de acusados do assassinato de Hiago, vídeo mostra chegada deles; assista

Sob muito tumulto e protestos, aconteceu na tarde de hoje (11) a audiência de custódia dos acusados do assassinato do jovem Hiago Evangelista:  Rodrigo Porto Oliveira, vulgo Playboy, 22, e Alexandre Cruz Brito, vulgo Parcker ou Xande, 21.

O juiz, Reno Soares, decidiu pela manutenção da prisão preventiva da dupla. Eles retornam ao Conjunto Penal da cidade.

Um vídeo que reproduzimos abaixo mostra a chegada dos dois sob gritos e protestos de amigos de Hiago e motoristas de aplicativo. Assista: (Conteúdo do Blog do Rodrigo Ferraz)

Clique aqui para receber notícias do WhatsApp !

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook :: LEIA MAIS »

Justiça: 16 pessoas são condenadas à morte por queimarem viva jovem que denunciou assédio

Um tribunal de Bangladesh condenou 16 pessoas à morte pelo assassinato de uma estudante queimada viva depois de acusar um professor de assédio sexual. Nusrat Jahan Rafi, de 19 anos, morreu em consequência dos graves ferimentos que sofreu em abril deste ano, em Feni, uma pequena cidade a cerca de 160 km da capital do país, Daca. Entre os condenados pelo assassinato, estão o diretor da escola que Nusrat acusou de assédio e duas de suas colegas de classe.

Seu assassinato chocou Bangladesh e desencadeou uma série de protestos clamando por justiça. O julgamento foi um dos mais rápidos em um país onde casos parecidos geralmente levam anos para serem concluídos. O promotor Hafez Ahmed disse a jornalistas que a decisão da Justiça mostrou “que ninguém ficará impune em Bangladesh”. No entanto, ainda que rápida, a conclusão do caso não ajudou a aliviar a agonia de sua mãe. “Não posso esquecê-la nem por um momento”, disse Shirin Akhtar à agência de notícias Reuters nesta quinta-feira (24), chorando ao ouvir a sentença. “Ainda sinto a dor pela qual ela passou.” Advogados dos réus dizem que vão recorrer da decisão.

A investigação da morte de Nusrat revelou uma trama para silenciá-la, que envolvia seus próprios colegas de classe e vários homens poderosos de dentro da comunidade. Três professores, incluindo o diretor, Siraj Ud Doula, que segundo a polícia ordenou o assassinato depois que foi preso sob suspeita de assédio, foram considerados culpados pelo tribunal. Outros dois réus condenados, Ruhul Amin e Maksud Alam, são líderes locais do partido da Liga Awami. Foi constatado que vários policiais colaboraram com os condenados na divulgação de informações falsas de que Nusrat havia cometido suicídio.

WhatsApp oficial 7798838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Conquista: Jovem executado em frente a praça no bairro Flamengo caiu em uma cilada; a policia já investiga o crime

Foi identificado como Jeferson Oliveira o jovem assassinado a tiros no início da tarde em frente a praça CEUs, no bairro Flamengo, em Conquista. O motivo do assassinato não foi informado, mas testemunhas informam que ele pode ter sido morto por engano. A polícia divulgou informações sobre o crime:

Local: Rua Joana Angélica, 581, Alto Maron. Hora: 13h30min. A guarnição  deslocou-se até a Rua Joana Angélica, 581, Alto Maron, onde o Sr. Jeferson Oliveira, 24 anos, foi vítima de disparos de arma de fogo. Chegando ao local, o SAMU constatou o óbito e a guarnição efetuou o isolamento e aguardou o Departamento de Polícia Técnica. A perícia informou que a vítima possuia três perfurações na cabeça.Não há testemunhas oculares do crime.

WhatsApp oficial 7798838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

IML confirma estupro em jovem morta após aceitar ajuda para troca de pneu

(Polícia Civil/Divulgação/Redes Sociais/Reprodução)

O laudo do Instituto Médico Legal (IML) apontou que a universitária Mariana Bazza, de 19 anos, foi estuprada antes de ser morta em Bariri, interior de São Paulo. No dia 24 de setembro, a jovem aceitou a ajuda de Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos, para trocar um pneu murcho do carro. A estudante foi amarrada, vendada e amordaçada e o suspeito a asfixiou com um pedaço da blusa dela.

Mariana estava saindo da academia quando percebeu que o seu pneu estava furado. Alves, então, ofereceu ajuda à jovem — que recusou em um primeiro momento. Depois da insistência do caseiro, a estudante aceitou a ajuda, e o homem pediu que ela levasse o veículo para dentro da chácara do outro lado da rua. Câmeras de segurança mostram o momento em que o carro sai do local, uma hora depois.

corpo de Mariana foi levado por Alves, no carro dela, até um canavial em Ibitinga, cidade vizinha à Bariri. O homem deixou o cadáver no local e abandonou o veículo. A jovem só foi encontrada morta no dia seguinte, após a prisão do suspeito. Ainda na chácara, Mariana chegou a enviar uma foto de Alves para a amiga e o namorado, motivo pelo qual a polícia chegou com facilidade a ele.

Na última quinta-feira, 10, a Justiça aceitou a denúncia do Ministério Público contra Alves. Ele vai responder pelos crimes de estupro, latrocínio e ocultação do cadáver. De acordo com o MP, Alves premeditou o crime, murchando o pneu do carro para fazer a abordagem quando a jovem saísse da academia. Ela foi estuprada e morta no interior da chácara, segundo a denúncia.

A denúncia aponta que ele já havia cumprido pena de 16 anos de prisão pelos crimes de roubo, sequestro, extorsão e tentativa de latrocínio. Alves havia saído da prisão 30 dias antes do crime. Ainda conforme o MP, além do carro, ele roubou o celular e uma carteira com dinheiro e documentos. Alves nega ter matado a jovem. O advogado dele informou que não falaria sobre o caso devido ao sigilo decretado pela Justiça. (Com Estadão Conteúdo)

WhatsApp oficial 7798838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia