WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
agosto 2019
D S T Q Q S S
« jul    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘Justiça’

Justiça: Mulher é condenada a 48 anos por envenenar quatro pessoas com doce de leite

A mulher suspeita de envenenar quatro pessoas da mesma família, sendo que uma delas morreu, com uma substância popularmente conhecido como “chumbinho” no município de Saúde, no norte da Bahia, foi condenada a 48 anos de prisão, em júri popular realizado no fórum da cidade, na terça-feira (4).

Conforme o Ministério Público (MP), a vítima que morreu foi um homem de 47 anos. Ele ingeriu o veneno em um doce de leite oferecido pela suspeita, que foi identificada como Rosa Maria Dantas Melo. Na ocasião, Celson Alves da Silva estava com a mulher e dois filhos. Todos ingeriram o doce com o veneno.

O órgão informou que Rosa Maria Dantas Melo nega o crime. O crime aconteceu em junho de 2017 e a mulher estava presa desde dezembro do mesmo ano, quando teve a prisão temporária decretada. Apreventiva foi decretada no dia 18 de janeiro de 2018.

Segundo o Tribunal de Justiça (TJ-BA), Rosa Maria foi condenada pela prática de homicídio e tentativa de homicídMulher suspeita de envenenar 4 pessoas da mesma família com doceio, com emprego de veneno e dissimulação ou recurso que dificultou a defesa das vítimas. A mulher está na cadeia pública do município e deve ser encaminhada para o Presídio de Juazeiro.

Caso

Conforme a denúncia do Ministério Público, o crime ocorreu no dia 20 de junho de 2017, após Rosa Maria insistir para que Celson Alves da Silva, que morreu, a mulher dele e os dois filhos do casal irem até a residência dela, onde ela ofereceu o doce de leite envenenado.

Todas as vítimas foram encaminhados para o Hospital Nossa Senhora da Saúde. Os filhos dele tiveram alta, mas ele precisou ser encaminhado para o Hospital São Francisco, em Campo Formoso, onde morreu, quatro dias após o crime.

O MP afirmou que as investigações apontam, ainda, que Rosa já havia tentado matar Celson e a mulher dele em outra oportunidade, quando colocou “chumbinho” ao vinho servido ao casal. Eles sobreviveram por terem ingerido pouca quantidade e logo passado mal, expelindo todo o conteúdo. Fonte: G1

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Prefeita de Camamu, na BA, tem registro cassado pelo TSE e órgão determina nova eleição na cidade

A prefeita de Camamu, no baixo sul da Bahia, Ioná Queiroz Nascimento (PT) teve o registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que determinou que novas eleições sejam realizadas no município. A decisão do órgão foi proferida na sessão de terça-feira (4). Os ministros do TSE consideraram que ela não poderia ter se candidatado nas eleições de 2016, pois, na data do pleito daquele ano (2 de outubro), ainda estava inelegível em virtude de condenação por abuso de poder econômico na campanha eleitoral de 2008. Após a decisão, a prefeita divulgou um comunicado em que diz que, mesmo fora do cargo, continuará “lutando com o amor que carrega no peito, pela amada Camamu”. Ela ainda diz que “O processo de 2008 acabou e que, agora, ela não carrega mais ele, estando livre, apta, sem qualquer impedimento”. Confira abaixo a íntegra do comunicado da prefeita. A decisão do TSE foi dada na análise de recurso especial eleitoral interposto pela coligação Trabalho e Compromisso (PRB / PP / PMDB / PSL / PR / PEN / PSB / SD / PROS / PSC), pedindo a cassação do registro da candidata. Por maioria de votos, o Plenário do TSE entendeu que o prazo de oito anos de inelegibilidade imputado a Ioná vigorou até 5 de outubro de 2016, ou seja, até depois do primeiro turno do pleito, ocorrido três dias antes. Por essa razão, ela não poderia ter tido seu registro de candidatura deferido pelo Tribunal Regional baiano (TRE-BA). O placar final foi de 6 votos a 1 pelo indeferimento do registro de candidatura da prefeita de Camamu e a consequente realização de um novo pleito no município, que ainda não tem data definida. Confira íntegra do comunicado divulgado pela prefeita: “Bom dia meus amigos e amigas! Ao longo da minha vida venho passando por provações. E quem não as passa? Deus me deu algo sensacional na minha vida. Muito amor Dele e de muitas pessoas. Esse amor me faz sempre forte para enfrentar as batalhas que se impõem na minha caminhada. Quero dizer a todo o povo da minha terra que continuarei lutando com esse amor que carrego no peito, pela nossa amada Camamu. Continuarei firme, junto com todos que me colocaram como prefeita para melhorar a vida de uma cidade que vinha sofrendo ao longo da sua existência. Não tem sido fácil para eu trilhar esse caminho, mas faço por amor de verdade. Muitos perguntam como eu consigo aguentar e sempre respondo: Tenho um Deus tão tremendo que sempre me protege e me fortalece em momentos difíceis e é Nele que confio e entrego minha vida. Pelo menos uma coisa boa aconteceu. O processo de 2008 se findou e eu agora não carrego mais ele, estou livre, apta, sem qualquer impedimento. Quero agradecer a tantas mensagens do meu povo, da minha região e do meu Estado. Obrigada de coração por tanta solidariedade. Estarei sempre servindo a minha cidade e a luta continua!

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Santa Bárbara: Lídia Silva faz retratação referente ao processo de deputado Zé Neto

Eu Lídia Pereira da Silva natural de Santa, Barbara Bahia,a qual é conhecida nas redes sociais. Lídia Silva venho em público retratar um mal entendido com o deputado federal Zé Neto  (PT),  ela esclareçe em rede sociais, a qual motivou o mesmo entrar  na justiça contra sua pessoa a mesma está   muito triste com as coisas que vem acontecendo  com minha pessoa qual fiz  uma chamada para o mesmo. Posso afirmar veementemente que não se lembra que tivesse  feito. Ela recebeu uma intimação dia 27/5 para ser ouvida dia 29/5 em Feira de Santana  relatos do deputado federal Zé Neto,  a respeito de um vídeo que circulou nas redes sociais mês de fevereiro eu Lídia Silva nunca tive se quer problemas nenhum  referente ao deputado. Pelo contrário fui eleitora do mesmo  estou indignada com essa situação quero esclarecimento do deputado Zé neto  e  afirma a declarante Lídia Silva qual e conhecida nas redes sociais. Eu Lídia Silva me lembro que dia 2/2/2019 foi postado em rede sociais um vídeo  qual não relembro no momento o significado do vídeo e postei sem maldade em um grupo do Whaszaap quando foi dia 14 /2/2019meu  numero antigo 75 999676718 foi banido qual era conhecido nas redes no mesmo dia tive que a habilitar esse novo Zap 75 999829637  quero esclarecimento que sou ser humano, sou uma pessoa do bem, não tenho nenhum vínculo que desabone a minha conduta e índole.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Surdo é morto pela polícia ao tentar se comunicar por linguagem de sinais

Um homem que é surdo e mudo foi morto a tiros pela polícia depois de tentar se comunicar com os policiais usando a linguagem de sinais.

Daniel Kevin Harris, 29, foi parado por uma infração de excesso de velocidade na Carolina do Norte na quinta-feira, quando ele estava dirigindo em direção a sua casa.

Oficiais tentaram parar o homem, mas ele continuou a conduzir o veículo até chegar ao seu endereço, envolvendo a polícia em uma breve perseguição.

Ao sair do carro, ele começou a gesticular para o policial estadual Jermaine Saunders. O agente deu um tiro em Harris, que estava desarmado e morreu no local.

Testemunhas relataram que ele tentou se comunicar com a polícia sem sucesso. Também foi dito que ele foi baleado ‘quase imediatamente’ após sair do carro.

Saunders disse que ele tinha atirado em Harris, porque ele não estava seguindo as ordens e “avançou” sobre os oficiais, de acordo com informações da WCCB.

O irmão de Harris, Jay, disse: “Ele estava desarmado – e ele é um indivíduo surdo-mudo, e eu acho que ele estava apenas com medo.

“Ele não podia ouvir suas advertências. Ele não podia ouvir seus comandos para parar ou ficar longe deles.” O caso está sendo investigado.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Conquista: Polícia divulga detalhes do assassinato de Rodrigo; autor do crime conseguiu fugir e já foi identificado

O obteve informações sobre um crime que chocou a comunidade da Santa Marta, em Vitória da Conquista, na noite de ontem (domingo).

Rodrigo Lopes foi assassinado a tiros no meio de uma festa.

Em contato com a delegacia de homicídios, a nossa reportagem foi informada que o principal suspeito do crime já foi identificado: trata-se de Osvaldo Oliveira Dias.

O suspeito chegou a ser contido por seguranças do evento, mas conseguiu fugir pelo matagal. A Delegacia de Homicídios irá indiciá-lo e pedir a prisão preventiva. O motivo do crime ainda não foi divulgado.Com informações do Blog do Rodrigo Ferraz

 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Itabuna: PM que atirou em delegado será indiciado por homicídio doloso

Resultado de imagem para o delegado José Carlos Mastique de Castro Filho

A Polícia Civil vai indiciar em breve por homicídio doloso o cabo da PM Cleomário de Jesus Figueiredo, autor do disparo que matou o delegado José Carlos Mastique de Castro Filho, no último dia 28, em Itabuna, Sul do estado (lembrar). A investigadores que apuram o caso, o delegado responsável pelo inquérito, André Aragão, da 6ª Coordenadoria de Polícia do Interior, disse que, após ver as imagens das câmeras de segurança instaladas na área do crime, não resta dúvida de que o cabo teve intenção de matar ao atingir Castro Filho com um tiro de submetralhadora no peito. “Por mais que o delegado aparentasse comportamento extremamente alterado, os PMs envolvidos na ação, inclusive o que atirou, poderiam tê-lo imobilizado com facilidade sem disparar”, revelou à Satélite um dos policiais que investigam o homicídio. Filho de um influente médico de Itabuna, falecido há quatro anos, o delegado morreu após interferir em abordagem feita pela PM em um posto de gasolina situado no centro da cidade. Com informações do Verdinho Notícias

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Condomínio não pode proibir animais domésticos, diz STJ

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) decidiu nesta terça-feira (14) que condomínios não podem restringir, de forma genérica, que moradores tenham animais domésticos de estimação, como cães e gatos, em apartamentos. Pelo entendimento da Terceira Turma, que julgou um caso sobre o tema, as convenções só podem fazer restrição quando os bichos apresentarem risco à segurança, higiene ou à saúde dos demais moradores. A Corte julgou um recurso de uma moradora do Distrito Federal contra as regras de seu condomínio, que a impediu de criar um gato no imóvel. Na primeira instância, apesar de alegar que o animal não trazia transtornos aos vizinhos e nas áreas comuns do edifício, o Tribunal de Justiça entendeu que as regras previstas na convenção devem prevalecer. Ao julgar o caso, o colegiado, por unanimidade, entendeu que as regras internas de condomínios não podem vedar a permanência de animais de qualquer espécie sem avaliar cada caso específico.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Bomba: Ex-paquita é filmada se automutilando antes de acusar marido. Advogado renunciou

Depois de o programa Fofocalizando, do SBT, exibir nesta segunda-feira (13) um vídeo que mostra Ana Paula Almeida, a Pituxita, se machucando antes de acusar o ex-marido, o empresário José Roberto Barbosa, de agressão, Sylvio Guerra, advogado da ex-paquita, contou com exclusividade para a QUEM que renunciou o caso. “Estou renunciando o caso dela diante dos fatos apresentados na mídia”, explicou ele. O profissional ainda lembrou como assumiu o caso. Assista o flagrante te automutilação de Ana Paula:

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Bahia – Policial enviou áudio em grupo antes de ser baleado e morto em assalto a ônibus: ‘Um está preso aqui’

O investigador da Polícia Civil, Pedro Rodrigues do Carmo Filho, de 53 anos, que foi morto durante um assalto na BR-324, em Salvador, neste sábado (4), mandou um áudio através de Whatsapp relatando que tinha conseguido abordar os assaltantes. Um foi baleado no local e morreu, o outro conseguiu fugir, mas foi capturado pela polícia no início da noite deste sábado.

Conforme informações iniciais da polícia, Pedro teria sido vítima de uma tentativa de assalto. Em seguida, a polícia constatou que os passageiros do ônibus tiveram os pertences levados pela dupla.

A mensagem enviada por Pedro no grupo do aplicativo foi encaminhada para a equipe de reportagem da TV Bahia por meio de um policial que preferiu não se identificar.

“C-Q15 comigo. Pedro Rodrigues aqui na BR, pai. Assalto a coletivo. Eu baleei um. Um está preso aqui comigo, meu irmão”, disse Pedro antes de ser morto.

Pedro tinha mais de trinta de polícia. Ele trabalhava na 29ª delegacia, no bairro de Plataforma, na capital baiana. O filho da vítima, Anderson Carmo disse que faltava pouco tempo para o pai se aposentar.

“O que a gente fazia era contar os dias para ele se aposentar. Infelizmente não vamos comemorar esse dia”, lamentou Anderson.

De acordo com a polícia, o investigador estava em um ônibus que seguia pela BR-324, sentido Salvador, quando dois homens anunciaram o assalto. A dupla recolheu os objetos dos passageiros e ao descer do ônibus, foi perseguida pelo policial que saltou do coletivo em um ponto da rodovia, na altura do bairro de Águas Claras.

Ao reagir, o investigador baleou um dos assaltantes, identificado como Eliomar Cunha Dias, de 22 anos. Na ocasião, Pedro ainda mobilizou o outro homem como relatou na mensagem do aplicativo enviada para um grupo de policiais civis. Pouco depois de enviar a mensagem, o policial foi baleado, a alguns metros do local onde desceu do ônibus.

O assaltante que o investigador baleou foi levado para o Hospital do Subúrbio e morreu. O outro, identificado como Mateus Rodrigues Santos da Silva, de 20 anos, conseguiu escapar da abordagem do investigador e é apontado como principal suspeito de atirar no policial.

Um rapaz que passava pela rodovia no momento em que o investigador foi atingido por disparo de arma de fogo, falou sobre o caso. “Ele entrou no mato em perseguição. Conseguiu balear um e o outro conseguiu render no momento. não sei o que foi que aconteceu que o segundo, que já estava rendido, conseguiu balear ele [Pedro]”, disse o homem que preferiu não se identificar.

Quando a guarnição da PM chegou, Pedro ainda estava vivo. Ele foi levado para o Hospital do Subúrbio, mas não resistiu. Os parentes receberam o apoio de policiais que trabalhavam com o investigador.

A PM fez buscas na área para tentar capturar o outro assaltante, mas até o final da tarde o assaltante não havia sido encontrado.

Por volta das 20h20, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que Mateus foi encontrado, na localidade do Boiadeiro, na região do Subúrbio Ferroviário, no início da noite deste sábado.

Arma usada pelos criminosos e pistola do policial civil foram apreendidas. Mateus foi encaminhado para prestar depoimento para Força Tarefa que investiga morte de policiais.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Prefeito de Sapeaçu perde foro especial em caso de sustação de cheques

Foto: Reprodução / Jornal do Planalto

O prefeito de Sapeaçu, no Recôncavo, George Vieira Gois, perdeu o foro especial [foro privilegiado] no caso em que responde por estelionato ocorrido em 2005. À época, o gestor também ocupava o Executivo da cidade. A decisão que remete o caso à Comarca de Sapeaçu é do desembargador Eserval Rocha e foi publicada nesta sexta-feira (3). Gois é réu neste processo desde outubro de 2009.

Segundo o Ministério Público do Estado (MP-BA), autor da denúncia, Doutor Gois, como o gestor é conhecido, violou princípios da legalidade e da probidade administrativa, quando sustou diversos cheques emitidos pelo prefeito antecessor, fato que teria frustado pagamentos a credores.

A defesa do prefeito alegou que os cheques teriam sido emitidos no último dia da gestão do prefeito anterior, e que a devolução dos cheques está associada à divergência de assinatura e não à suposta sustação de pagamento, “pois a gestão passada teria implementado um novo cartão de autógrafos”. O prefeito também declarou que não havia contratos de quitação que identificassem credores, além de que os fatos não representaram vantagem ilícita.

Gois não tem foro especial neste caso por conta de nova determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). Em maio do ano passado, a Suprema Corte decidiu que os gestores só tem direito a foro especial, ser julgados por tribunais, quando as acusações se referem ao mandato em vigor.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia