WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘Geral’

Veja as principais manchetes dos jornais desta quinta-feira (07)

A Tarde
Sem acordo, médicos do Planserv suspendem atividades

:: LEIA MAIS »

Acidentes em estradas federais da BA deixaram 453 mortos em 2018; nº é o mais baixo dos últimos 18 anos

Os acidentes em estradas federais que cortam a Bahia deixaram 453 mortos no ano de 2018. O número é o mais baixo dos últimos 18 anos, segundo levantamento divulgado nesta segunda-feira (4) pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). O balanço leva em consideração apenas os óbitos ocorridos nos locais dos acidentes, conforme o órgão.

A PRF, que fiscaliza cerca de 10 mil quilômetros de malha viária na Bahia, disse que de 2017 para 2018, houve uma queda de 22,30% das mortes nas rodovias federais da Bahia. Em 2017, foram 583 óbitos.

O ano de 2018 se destacou com os menores índices desde 2000, ano em que se iniciou a computação de dados de acidentes nas rodovias federais pela PRF na Bahia.

Até então, o ano menos violento havia sido o de 2017, quando 583 mortes foram contabilizadas. O pico de vítimas fatais ocorreu em 2012 (850).

A PRF diz que, com os números de 2018, está se aproximando da meta proposta pela ONU, de redução de 50% das vítimas fatais em dez anos (2011 a 2020). Na Bahia, em 2010, foram registrados 813 vítimas fatais nas rodovias federais.

Quando comparado aos números de 2018 (453), a PRF na Bahia já atingiu a redução de 45% no número de vítimas fatais.

Acidentes
O número geral de acidentes, conforme a PRF, também contabilizou uma redução de 24,63%. Enquanto em 2017 ocorreram 4.527 acidentes, em 2018 foram registradas 3.412 ocorrências dessa natureza, 1.115 a menos quando comparado com período anterior.

No universo de acidentes, há aqueles que são considerados graves, pois as suas consequências ultrapassam a esfera de bens materiais e atingem a integridade física das pessoas, ocasionando ferimento grave ou morte. Também nesse quesito observou-se redução em 2018, saindo de 1.179 em 2017 para 1.058 (10,27%) em 2018.

Retração parecida também é constatada no total de pessoas feridas (leves e graves). Em 2018, tivemos 4.167 feridos em decorrência dos acidentes, 404 a menos do que em 2017, quando 4.571 pessoas se machucaram nas ocorrências — redução de 8,84%.

Causas
Segundo a PRF, as principais causas presumíveis dos acidentes que resultaram em vítimas fatais no ano passado, verificada pelo policial no local do acidente, foram:

Falta de atenção do condutor;
Velocidade incompatível;
Falta de atenção do pedestre;
Desobediência às normas de trânsito;
Ultrapassagem indevida;
Ingestão de álcool.
Analisando os tipos de acidentes em que resultaram em mortes, os cinco mais registrados foram:

Colisão frontal (33,33%);
Atropelamento de pedestres (16,11%);
Saída de pista (12,80%);
Colisão transversal (8,61%);
Colisão traseira (8,61%).
No tipo de acidente colisão frontal morreram 151pessoas em 2018. Já o tipo de acidente que mais ocorreu em 2018 foi o de saída de pista, correspondendo a 15, 18% dos acidentes, seguido de colisão traseira (13,72%); colisão transversal (12,60%); colisão frontal (11,99%); e colisão lateral (11,66%).

Aproximadamente 50% das mortes ocorreram no período noturno e durante a madrugada (horário compreendido entre às 18h e 6h, com seu ápice no intervalo entre 18h às 19h, em que foi registrado 12,40% dos óbitos.

Os dias da semana nos quais se concentraram o maior número de acidentes com vítimas fatais foram: domingo (21,85%); segunda-feira (16,33%); sábado (15,01%); e sexta-feira (14,35%). Em relação aos acidentes totais, 16,85% ocorreram no sábado, seguido por domingo (16,53%); sexta-feira (14,74%); e segunda-feira (14,75%).

As BR’s 101 (29,80%), 116 (25,16%), 242 (13,02%), 324 (9,27%) e 110 (5,96%) concentraram o maior número de vítimas fatais dos acidentes ocorridos em 2018.

Frota
Dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) apontam um aumento de quase quatro milhões de veículos de 2017 (96.790.495) para 2018 (100.746.553). Só no estado da Bahia a frota totaliza 4.139.107 veículos.

Segundo o IPEA o custo de cada acidente com vítima fatal é de R$ 664.821,46; R$ 96.747,79 por acidente com vítima; e R$ 23.498,77 acidente sem vítima.

Dessa maneira os acidentes evitados e as vidas salvas em 2018, conforme a PRF, geraram uma economia de R$ 80.660.205,54 para o estado da Bahia.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Veja as principais manchetes dos jornais desta terça-feira (05)

A Tarde
Ex-secretário de turismo Paulo Gaudenzi morre aos 74 anos em Salvador

:: LEIA MAIS »

Veja as principais manchetes dos jornais desta segunda-feira (04)


A Tarde
PM é baleado durante tentativa de assalto na avenida Centenário

:: LEIA MAIS »

Veja as principais manchetes dos jornais desta quinta-feira (31)

A Tarde
Mulher de 34 anos é morta a facadas durante discussão em Ibirataia

:: LEIA MAIS »

Brutal: Após soprar velas do bolo, lutadora de jiu-jitsu é executada no próprio aniversário

A lutadora de jiu-jítsu Patrícia da Cunha Leite, de 24 anos, morreu no fim da tarde deste domingo (27), horas após ser baleada na cabeça durante a própria festa de aniversário, na Zona Sul de Manaus. Patrícia estava internada no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste da capital. A morte dela será investigada pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O crime ocorreu na madrugada deste domingo.

Segundo a Polícia Civil, por volta das 3h, policiais militares receberam uma denúncia de que três homens em um carro modelo Corsa estariam cometendo assaltos pelo Japiim. Em diligência, a PM conseguiu identificar os suspeitos próximo à Avenida Tefé, na Zona Sul da capital. A PM também recebeu a denúncia de que o trio estaria envolvido em uma tentativa de homicídio momentos antes da abordagem. A Polícia Civil informou que os três chegaram no local onde Patrícia estava comemorando o aniversário, e anunciaram o assalto.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Mourão assumirá Presidência por 48 horas após cirurgia de Bolsonaro

General Hamilton Mourão, candidato a vice-presidente na chapa de Jair Bolsonaro. (Foto: reprodução Globonews)

O general Hamilton Mourão assumirá a Presidência da República enquanto o presidente Jair Bolsonaro estiver em processo de cirurgia para retirada de uma bolsa de colostomia.

De acordo com o porta-voz do governo, general Otávio Rêgo Barros, o vice seguirá como interino nas primeiras 48 h após o procedimento, tempo considerado de extremo repouso pelos médicos.

Bolsonaro viaja a São Paulo na manhã de domingo (27) para ser submetido a exames pré-operatórios no hospital Albert Einstein.

Essa é a terceira cirurgia à qual ele é submetido desde que foi alvo de uma facada em setembro do ano passado, durante a campanha eleitoral.

A estimativa é de que ele permaneça dez dias na capital paulista, de onde vai dar continuidade aos despachos.

“Toda uma estrutura foi levada para prover o presidente da capacidade de estabelecer um governo efetivo e eficaz junto ao nosso país, à nossa sociedade”, afirmou o porta-voz na tarde desta sexta-feira (25).

Devem acompanhar o presidente seus assessores mais próximos, a primeira-dama Michelle Bolsonaro e o general Augusto Heleno, chefe do GSI. A cirurgia é prevista para às 6h de segunda-feira (28).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Faceboo

Brumadinho: Mortos sobem para 35 e governo atualiza para 350 o número de desaparecidos

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais, por meio da sua assessoria de comunicação, divulgou novos números da tragédia de Brumadinho na madrugada deste sábado. De acordo com a corporação, o número de desaparecidos pode chegar até 350 pessoas. Nessa sexta, o comitê de crise do governo estadual trabalhava com um número potencial de 150 cidadãos sumidos – a metade informada pelos bombeiros. A corporação informou, ainda, mais dois óbitos no local. Com isso, já são pelo menos 9 pessoas que perderam a vida na tragédia.

Segundo o tenente Pedro Aihara, porta-voz dos bombeiros que acompanhou os trabalhos, os desaparecidos estão distribuídos da seguinte maneira: entre 100 e 150 pessoas estavam na área administrativa da Vale; cerca de 30 na Vila Fértico, pequeno vilarejo próximo; aproximadamente 35 hóspedes e funcionários da Pousada Nova Estância; e entre 100 e 140 atingidos na região do Parque das Cachoeiras. Outras 189 já foram resgatadas durante as tarefas. Ainda segundo a corporação, aproximadamente 100 militares trabalham no local. A maior parte deles, cerca 87, se voltam aos trabalhos na zona quente nas atividades de busca e salvamento. O restante dos oficiais se dedicam à inteligência.

Buscas retomadas na madrugada

O Corpo de Bombeiros de Minas Gerais retomou neste sábado (26) as buscas por sobreviventes da tragédia causada pelo rompimento de uma barragem da mineradora Vale em Brumadinho, na região metropolitana de Belo Horizonte. Nove pessoas morreram e entre 300 e 350 estão desaparecidas. O governo do estado decretou lutou de 3 dias. Os trabalhos de buscas haviam sido interrompidos durante a madrugada. Até então, 189 pessoas haviam sido resgatadas com vida.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Faceboo

:: LEIA MAIS »

Tristeza: Mulher não resiste e morre vitima de acidente de trânsito na Bahia,

Mais uma notícia trágica e de grande tristeza tomou conta da cidade de Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), na manhã desta quinta-feira (24). Após o grave acidente de carro que vitimou fatalmente duas pesoas da mesma família, agora chegou a vez de sua mãe se despedir desta terra e ir de encontro aos seus filhos no céu. A dona de casa Edielma Santos estava internada em estado grave no Hospital de Alagoinhas, com diversas lesões provenientes do impacto da batida entre o seu carro e um segundo veículo, durante o acidente em um trecho da Linha Verde, na manhã do último sábado (19).

No veículo estavam Edielma, seu irmão, seu esposo e os dois filhos do casal, Akemile. Após colidir de frente, o veículo ainda capotou e bateu sua parte lateral em uma arvore, ficando completamente destruído. Edielma, que estavam no banco traseiro foram quem mais sentiram o impacto da batida. Os Joves vieram a óbito ainda no local e ela foi encaminhada, ainda inconsciente, ao Hospital de Alagoinhas, onde permaneceu internada até a manhã desta quinta-feira, quando não resistiu aos ferimentos e também faleceu.

Os Filho foram sepultados na segunda-feira seguinte ao acidente, no Cemitério São Miguel, em Simões Filho. Já Edielma será sepultada nesta sexta-feira (25/01). O velório deve acontecer no bairro Cia 1 e o horário do sepultamento ainda não há confirmado, visto que a família ainda está realizando os tramites legais. De acordo com informações colhidas pelo Simões Filho Online, a dona de casa chegou a demostrar uma boa reação ao tratamento durante a semana, mas por causa de uma perfuração no pulmão, o quadro de saúde foi se agravando e ela acabou perdendo a luta pela vida.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Política: Após sofrer ameaças, Jean Wyllys desiste do Congresso e não voltará ao Brasil

A assessoria do deputado federal Jean Wyllys (PSOL-RJ) informou nesta quinta-feira (24) que o parlamentar não tomará posse para o novo mandato. Ao G1, a assessoria de Jean Wyllys informou que ele tem recebido ameaças e, por isso, decidiu não assumir o terceiro mandato parlamentar. A posse dos deputados federais eleitos está marcada para 1º de fevereiro. Jean Wyllys recebeu 24.295 votos na eleição de outubro. Segundo a assessoria do PSOL, o primeiro suplente da bancada do partido no Rio de Janeiro é o vereador carioca David Miranda.

Mais cedo, nesta quinta, Jean Wyllys concedeu entrevista ao jornal “Folha de S.Paulo” na qual informou que está no exterior e não pretende voltar ao Brasil. Na entrevista, o deputado diz que tem sofrido ameaças de morte. “O [ex-presidente do Uruguai] Pepe Mujica, quando soube que eu estava ameaçado de morte, falou para mim: ‘Rapaz, se cuide. Os mártires não são heróis’. E é isso: eu não quero me sacrificar”, disse Jean Wyllys à “Folha”. Ainda ao jornal, Jean Wyllys disse que o PSOL, partido ao qual é filiado, reconhece que ele se tornou um “alvo” e apoiou a decisão dele de não retornar ao Brasil.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia