WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Educação’

Após assembleia, professores da Uneb decidem manter greve

Em assembleia realizada na tarde de hoje (20), os professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) decidiram manter a adesão à greve das universidades estaduais, iniciada no dia 4 de abril.

A informação foi confirmada pela Associação dos Docentes da Universidade do Estado da Bahia (Aduneb). De acordo com a entidade que representa a categoria, dos 190 docentes presentes na reunião, 185 votaram a favor continuidade da paralisação, 1 contra e 4 se abstiveram.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

UFSB diz que vai reduzir investimento em pesquisa para pagar energia e água

Foto: Divulgação/UFSB

Por causa do contingenciamento do Ministério da Educação (MEC), a Universidade Federal do Sudoeste da Bahia (UFSB) informou que será obrigada a reduzir investimento em pesquisa e extensão para pagar contas de energia e água.

Ao G1, a instituição informou que o chamado orçamento discricionário – referente aos recursos que a gestão da universidade pode decidir como utilizar a partir de suas demandas próprias – é de R$ 31.529.663,00 para a UFSB em 2019.

Do total, que inclui tudo o que pode ser aplicado em termos de custeio e investimento, foram bloqueados R$ 17.014.631,00, o que equivale ao percentual de 54% — não fazem parte do orçamento discricionário o pagamento de salários, encargos trabalhistas, aposentadorias e pensões.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Estudantes têm até hoje para se inscrever no Enem 2019

Hoje (17) é o último dia para os estudantes se inscreverem no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano. As inscrições podem ser feitas pela internet, na Página do Participante, até as 23h59.

A dica do Ministério da Educação é não deixar para se inscrever na última hora, pois são comuns os picos de acesso ao sistema de inscrição nos últimos minutos.

Também termina hoje o prazo para solicitar atendimento especializado e específico e para alterar dados cadastrais, município de provas e opção de língua estrangeira. No dia 22 será divulgado o resultado do pedido de atendimento especializado e específico.

Taxa de Inscrição

A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85. Quem não tem isenção deve fazer o pagamento, até o dia 23 de maio, em agências bancárias, casas lotéricas e Correios.

Provas

O Enem será aplicado em dois domingos, nos dias 3 e 10 de novembro. No primeiro dia de prova, os participantes responderão a questões de linguagens e ciências humanas e farão a prova de redação. Para isso, terão 5 horas e 30 minutos. No segundo dia, os estudantes terão 5 horas para resolver as provas de ciências da natureza e matemática.

Os gabaritos das provas serão divulgados até o dia 13 de novembro. O resultado sairá em data a ser divulgada posteriormente.

As notas do Enem podem ser usadas para ingressar em instituição pública pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu), para obter bolsas de estudo em instituições particulares de ensino superior pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) e para obter financiamento pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Olimpíada Brasileira de Astronomia terá participação de 800 mil alunos

Está tudo pronto para que cerca de 800 mil estudantes brasileiros do ensino fundamental e médio participem da 22ª Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA). A prova será aplicada na próxima sexta-feira (17) em todo o território nacional e, para este ano, conta com quase 18 mil escolas cadastradas.

Dividida em quatro níveis (três para alunos do fundamental e uma para o ensino médio), a Olimpíada terá uma prova com dez perguntas: sete de astronomia e três de astronáutica. Segundo os organizadores, há uma alta incidência de questões abrangendo raciocínio lógico.

“As provas foram disponibilizadas para os professores das escolas parceiras [no caso da Olimpíada, são as escolas que se inscrevem e aplicam as provas para seus alunos interessados em concorrer]. Da nossa parte está tudo pronto para a aplicação no dia 17. O gabarito sairá no dia 18”, disse à Agência Brasil o coordenador da OBA, professor e astrônomo João Canalle, da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

O professor explicou que os alunos do 6° ao 9° ano fundamental são os que mais participam da Olimpíada. “Em média, a nota deles fica entre 7 e 8 pontos [em uma escala que vai até 10]. Trata-se de uma faixa etária com bastante curiosidade sobre astronomia. Por isso chegam a pressionar os professores e escolas para se inscreverem”.

Competições internacionais
Cerca de 10 milhões de estudantes já participaram das olimpíadas e astronomia e astronáutica no Brasil, ao longo dos 20 anos de existência da OBA. Os estudantes mais bem classificados representarão o Brasil nas olimpíadas Internacional de Astronomia e Astrofísica e na Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica de 2020.

Tendo por base o público que participou das olimpíadas anteriores, Canalle explica que os alunos que costumam participar da competição se diferenciam, quando comparados aos demais, além de terem maiores chances de serem selecionados para universidades no exterior.

“Tivemos casos de estudantes que conseguiram bolsas em universidades estrangeiras após terem seus currículos enriquecidos com as medalhas obtidas em edições anteriores”. Foi, por exemplo, o caso da deputada federal recentemente eleita por São Paulo, Tabata Amaral (PDT), de 24 anos que, a partir do resultado obtido na olimpíada, classificou-se para conquistar títulos internacionais de astronomia e, posteriormente, foi estudar em Harvard, nos Estados Unidos.

Além de ter sido medalhista na olimpíada de 2016, Miriam Harumi Koga, 19 anos, de Guarulhos (SP), foi o grande destaque da edição de 2017 da Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica, onde conquistou a medalha de ouro. O destaque obtido nessas competições resultou em sua aprovação para duas universidades nos Estados Unidos, onde hoje reside e trabalha.

“Notamos que alunos que ganham medalha nas olimpíadas tendem a ganhar outras medalhas, além de terem mais chances de serem convidados para as olimpíadas internacionais”.

Segundo Canalle, o Brasil é o país que mais tem se destacado nas Olimpíada Latino-Americana de Astronomia. “Sempre somos o país mais bem classificado em todas as provas. Para se ter uma ideia, nas últimas 3 edições obtivemos 4 das 5 medalhas de ouro”.

Preparação
Nas competições que incluem a Europa e a Ásia, a concorrência é bem mais forte. “Há entre eles países com muito mais tradição, como Índia e China. Nos 11 anos de competições obtivemos algumas pratas, mas nunca uma medalha de ouro”.

Canalle explica que enquanto o fator que mais explica a diferença de resultados é o tempo de preparação dos competidores. “Enquanto alguns países treinam seus competidores por 3 ou 4 anos, nós temos entre junho [mês em que é feita a seleção dos representantes brasileiros] e outubro, quando acontece a olimpíada internacional”.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira e da Agência Espacial Brasileira. Há, ainda no âmbito da competição, um outro evento que tem empolgado os estudantes: a Mostra Brasileira de Foguetes, a MOBFOG.

“No ano passado tivemos 120 mil alunos construindo e lançando seus foguetes. A expectativa é de que, este ano, haja 150 mil estudantes construindo e lançando seus foguetes cada vez mais longe”, disse o astrônomo.

O regulamento para participação e as instruções para as escolas interessadas em se cadastrar nas competições estão disponíveis no site da OBA.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Governo não cumpre decisão judicial e professores seguem com salários cortados, diz ADUNEB

A Associação dos Docentes da Uneb (ADUNEB) afirma que o governo do Estado de não cumpriu a decisão judicial que determinou o pagamento dos salários dos professores grevistas. Em nota, a entidade informa que o prazo de 72 horas, dado pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), para que o governo estadual efetuasse o pagamento dos salários dos professores, em greve desde o último dia 9 de abril, encerrou no final de tarde de sexta-feira (10). “Até o presente momento, a coordenação do sindicato não tem a informação sobre o cumprimento da liminar do TJ-BA”, diz um trecho da nota da ADNUEB. “A ADUNEB lamenta mais esse desrespeito à categoria docente e ao Tribunal de Justiça.

A assessoria jurídica do sindicato tomará todas as medidas judiciais cabíveis em defesa dos professores. Após o corte dos salários dos docentes em greve, o Governo do Estado e a Secretaria da Administração, na última terça-feira (7), foram notificados sobre a liminar favorável aos professores da Uneb. O mandado de segurança Nº 8007856-97.2019.8.05.0000 foi julgado pelo desembargador Edmilson Jatahy Fonseca Júnior”, informa a ADNUEB

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Vigilantes da Ufba retornam ao trabalho

Foto: Reprodução/ TV Bahia

Os vigilantes que trabalham na Universidade Federal da Bahia (Ufba) retomam as atividades nos campi desde a noite da quarta-feira (8). Os trabalhadores, que reclamam de atrasos nos salários, entraram em greve na quarta. Em nota, a Ufba afirma que foi “surpreendida pela paralisação unilateral da prestação de serviços da empresa MAP”. Por causa disso, a universidade diz que vai “interpelar formalmente” a prestadora de serviço, já que a paralisação não teria amparo contratual. De acordo com a instituição, cada unidade afetada pela suspensão das aulas da noite de quarta irá elaborar um calendário para reposição, de modo que não haja prejuízo para os estudantes.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Seguranças da Ufba entram em greve; aulas estão canceladas nesta quarta

Foto: Reprodução/Internet

Os seguranças da Universidade Federal da Bahia (Ufba) entraram em greve na manhã desta quarta-feira (8). Por causa da paralisação dos trabalhadores, a instituição suspendeu as aulas que aconteceriam esta noite nos campi de Salvador, Camaçari e Vitória da Conquista. De acordo com o vice-reitor da Ufba, Paulo Miguez, as atividades serão retomadas na manhã da quinta (9). “Não dá para funcionar de noite sem a segurança, mas amanhã teremos aulas normalmente”, afirmou o professor.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Enem 2019 registra mais de um milhão de inscritos no primeiro dia

Foto: EBC

Mais de um milhão de pessoas se inscreveram para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2019 no primeiro dia de inscrições, iniciadas ontem (6) e vão até o dia 17 de maio, pela internet. As provas do Enem serão aplicadas em dois domingos, 3 e 10 de novembro. O balanço de inscritos divulgado pelo Ministério da Educação contabiliza os candidatos registrados até as 20h de ontem.

A taxa de inscrição para o Enem é de R$ 85 e deve ser paga até o dia 23 de maio. O participante terá até 17 de maio para atualizar dados de contato, escolher outro município de provas, mudar a opção de língua estrangeira e alterar atendimento especializado e/ou específico. Após esse prazo, não serão mais permitidas mudanças.

O candidato que precisar de atendimento especializado e específico deve fazer a solicitação durante a inscrição. O prazo para pedidos de atendimento por nome social vai de 20 e 24 de maio.

Quem já concluiu o ensino médio ou vai concluir este ano pode usar as notas do Enem, por exemplo, para se inscrever em programas de acesso à educação superior como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) e o Programa Universidade para Todos (ProUni) ou de financiamento estudantil.

A prova também pode ser feita pelos chamados treineiros – estudantes que vão concluir o ensino médio depois de 2019. Neste caso, os resultados servem somente para autoavaliação, sem possibilidade de o estudante concorrer efetivamente às vagas na educação superior ou para bolsas de estudo. Esses participantes devem declarar ter ciência disso já no ato da inscrição.

Inep divulga resultado de recursos sobre pedidos de isenção do Enem

Os estudantes que entraram com recurso relacionado ao pedido de isenção para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) já podem verificar o resultado. O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou as informações no Sistema Enem. É necessário fazer login para acessar o resultado.

O Inep também liberou os resultados dos requerimentos de justificativa de ausência na última edição da prova. As inscrições do Enem 2019 começam na próxima semana. Os interessados em fazer a prova devem voltar ao Sistema Enem e inscreverem-se de 6 a 17 de maio. As provas serão aplicadas em 3 e 10 de novembro.

Ao todo, três perfis de participantes têm direito à isenção na taxa de inscrição. O primeiro são os estudantes da última série do ensino médio em 2019 em escolas públicas declaradas ao censo escolar. O segundo perfil são os estudantes com renda familiar menor que um salário mínimo e meio por pessoa e que cursaram o ensino médio na rede pública ou com 100% de bolsa na rede privada. O terceiro são os estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica membro de famílias de baixa renda inscritas no Número de Identificação Social (NIS), com renda familiar mensal de até três salários mínimos ou de até meio salário mínimo por pessoa.

Quem tinha direito à isenção na taxa de inscrição ou estudantes isentos que faltaram aos dois dias de prova em 2018 teve que enviar o pedido de isenção entre 1º e 10 de abril. Em 17 de abril, o Inep divulgou os resultados dos pedidos e das justificativas. O instituto recebeu recursos relacionados a esses resultados de 22 a 26 de abril.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Programa de assistência para alunos de universidades estaduais tem inscrições abertas

Foto : Divulgação

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia abriu inscrições para o programa “Mais Futuro”, que oferece assistência estudantil para alunos das universidades do estado em condições de vulnerabilidade socioeconômica.

A bolsa é de R$ 300 para quem estuda a até 100 km de onde mora, e de R$ 600 para os que vivem a uma distância maior, possibilitando o custeio de moradia temporária na cidade onde estudam. Há, ainda, a opção de uma bolsa complementar, que terá valor variável, de acordo com atos normativos de cada instituição estadual de Ensino Superior.

Além do auxílio financeiro, também são oferecidas oportunidades de estágio no setor público. As inscrições podem ser feitas até 10 de maio, no Portal da Educação.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia