WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
novembro 2018
D S T Q Q S S
« out    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930  


:: ‘Economia’

Cerca de 75% dos municípios baianos demitirão servidores

Com dificuldade para pagar os salários e manter os serviços essenciais, a prefeitura de Itabuna teve de demitir cerca de 550 funcionários na reta final deste ano. A medida foi a solução encontrada pela gestão do prefeito Fernando Gomes (sem partido) para um problema que afronta a Lei de Responsabilidade Fiscal: o município estava gastando acima do permitido na folha de pagamento mensal.

O caso da cidade no Sul da Bahia, contudo, não é isolado e afeta pelo menos 75% dos 417 municípios baianos, que devem demitir servidores – a maioria, comissionados – neste fim de ano para conseguir fechar as contas no azul. A estimativa foi dada pela União dos Municípios da Bahia (UPB), que afirmou que, além da demissão, as cidades baianas devem sofrer com redução de serviços essenciais e atrasar o pagamento do 13º salário.

Em Itabuna, a falta de repasse de verbas do governo federal e a redução na arrecadação dos municípios foram alguns dos motivos para que as despesas com pessoal extrapolassem. O limite é definido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). O máximo para gastos do município com pessoal é de 54% da receita corrente líquida.

No ano passado, 75% dos municípios também demitiram no final do ano. O vice-presidente da UPB, Antônio Carvalho da Silva Neto, prefeito da cidade de Araci, destacou que esse percentual deve aumentar, e as demissões devem ser em maior quantidade do que em 2017. Ele afirmou que a maioria dos municípios baianos – os menores – tem a prefeitura como maior empregadora, na ausência de grandes empresas.

O prefeito de Itapetinga teve de demitir mais de 300 pessoas neste fim de ano, entre pessoal da administração e de apoio. De acordo com ele, a medida foi necessária, porque serviços essenciais da cidade estavam sendo afetados. Professores e funcionários da área de saúde com nível superior foram mantidos pela gestão. A cidade estava com 10% acima do permitido na LRF, ou seja, estava destinando 64% da receita para pessoal. “O nosso 13º ainda não foi pago, mas estamos planejando para que ele seja distribuído na data limite”, contou Rodrigo Hagge.

Conquista: Mesmo com horário de verão, Caixa e Banco do Brasil não mudam horário de funcionamento das agências

Através de uma articulação da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), as agências da Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil de Vitória da Conquista não modificaram o horário de funcionamento devido ao horário de verão.

Nas cidades que não aderem ao horário, o funcionamento é antecipado, mas, em Conquista, as referidas agências continuam abertas das 10h30 às 15h30.

Em entrevista concedida ao programa Sudoeste Agora, via Rádio Clube FM, a presidente da CDL, Sheila Lemos, explicou os motivos da atitude da entidade e revelou que procurou os bancos privados para que possam aderir a esse movimento.Repórter Mônica Cajaíba/Blog do Rodrigo Ferraz

Pancada no bolso: Gás de cozinha está 8,5% mais caro a partir desta terça-feira

A Petrobras elevará em 8,5% o preço médio do botijão de gás de cozinha vendido às distribuidoras para botijão de 13 kg, para R$ 25,07, a partir de terça-feira (6), informou a companhia em comunicado nesta segunda, de acordo com a Reuters. O preço às distribuidoras estava congelado em R$ 23,10 desde julho. Segundo a estatal, o aumento ocorre principalmente devido a desvalorização do real frente ao dólar e a elevações nas cotações internacionais do GLP. O valor do botijão vendido às distribuidoras não é o único determinante do preço final ao consumidor.

Além de terem liberdade para praticar preços, as distribuidoras devem ainda incorporar o valor de impostos e outros custos. Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), os consumidores pagaram em média R$ 68,59 pelo botijão na semana passada. Na semana anterior, esse valor havia ficado em R$ 68,34. Com isso, a empresa explicou que o botijão acumulará alta de R$ 0,69, ou 2,8% desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais. A referência para os preços, segundo a Petrobras, continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%.

Petrobras reajusta preço do gás de cozinha na refinaria em 8,5%

Os preços do gás liquefeito de petróleo de uso residencial (GLP-P13) – gás de cozinha de 13 quilogramas – estarão 8,5% mais caros a partir de amanhã (6). De acordo com a Petrobras, na média nacional, o preço de venda nas refinarias da companhia, sem tributos, será equivalente a R$ 25,07. Desde janeiro, quando passou a ter reajustes trimestrais, a alta acumulada do produto é de R$ 0,69 ou 2,8%.

Para seguir a metodologia atual, a Petrobras aplicou, este ano, reduções nos preços em janeiro e abril e uma elevação em julho. O preço representa um ajuste de R$ 1,97 em relação aos R$ 23,10 em vigor desde julho. Segundo a companhia, os motivos para a alteração dos preços foi a desvalorização do real frente ao dólar e as elevações nas cotações internacionais do GLP. “A referência continua a ser a média dos preços do propano e butano comercializados no mercado europeu, acrescida da margem de 5%”, apontou.

Conforme a Petrobras, “o objetivo da metodologia é suavizar os impactos derivados da transferência da volatilidade externa para os preços domésticos”. A estatal informou que o mecanismo leva em consideração a necessidade de praticar preços para o produto com referência no mercado internacional e a Resolução 4/2005 do Conselho Nacional de Política Energética.

A resolução “reconhece como de interesse para a política energética nacional a comercialização, por produtor ou importador, de gás liquefeito de petróleo (GLP), destinado exclusivamente a uso doméstico em recipientes transportáveis de capacidade de até 13kg, a preços diferenciados e inferiores aos praticados para os demais usos ou acondicionados em recipientes de outras capacidades”.

Brasil: Fim da estabilidade do servidor público avança no Senado. Entenda as novas regras

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) do Senado Federal aprovou novas regras para a demissão por “insuficiência de desempenho” de servidor público estável. As regras se aplicam a todos os níveis da Federação e a todos os poderes. As avaliações de desempenho serão anuais e realizadas por uma comissão, que levarão em consideração fatores fixos, como produtividade e qualidade do serviço, e variáveis, como inovação, responsabilidade, capacidade de iniciativa e foco no usuário/cidadão. Os fatores fixos contribuem com metade da nota final, e os variáveis correspondem, cada um, a até 10% da nota.

O servidor será classificado dentro seguinte escala: superação (igual ou superior a 8 pontos); atendimento (igual ou superior a 5 e inferior a 8 pontos); atendimento parcial (igual ou superior a 3 pontos e inferior a 5 pontos); e não atendimento (abaixo de 3 pontos). A demissão poderá ocorrer se o servidor público estável obtiver o conceito de não atendimento nas duas últimas avaliações ou se não atingir o conceito atendimento parcial na média das 5 últimas avaliações. A avaliação de desempenho não mais será realizada pelo chefe imediato de cada servidor. A justificativa para a mudança é de que o chefe imediato, nem sempre, é um servidor estável, podendo ser um comissionado sem vínculo efetivo com a administração pública.

As entidades representativas dos servidores também entendem que não é razoável deixar a avaliação exclusivamente a cargo da chefia imediata. A periodicidade de 1 ano foi determinada para não gerar carga de atividades acima das capacidades dos órgãos públicos. A avaliação deverá ser feita entre 1º de maio de um ano e 30 de abril do ano seguinte. Os servidores vinculados a atividades exclusivas de Estado só poderão ser exonerados por insuficiência de desempenho mediante processo administrativo específico, conduzido nos ritos do processo administrativo disciplinar.

Conquista: Gasolina é vendida a R$4,84

Com a baixa no preço das refinarias, anunciada na imprensa nacional, a população aguardada uma baixa no valor do litro dos combustíveis nos postos.

Em Vitória da Conquista, até o início da semana o litro da gasolina era vendido no valor mais barato a R$4,94.

Já nesta quarta-feira (31) um posto de combustíveis localizado em frente ao Atacadão diminuiu o preço e está comercializando o litro a R$4,84.

A expectativa é de que outros postos adotem a mesma medida e reduza o preço do litro da gasolina.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp Siga nosso Instagram Curta nossa Pagina no Facebook

Empresa busca talentos com o perfil comercial para atuar no cargo de Assistente de Crédito Imobiliário – PCD.

CLIQUE AQUI, para se candidatar à vaga.

A MRV Engenharia acaba de disponibilizar mais uma vaga de trabalho em seu canteiro de obras em Vitória da Conquista. A empresa está contratando profissional para provimento da vaga de Assistente de Crédito Imobiliário – Exclusivo PCD (v1785267). // Como será o seu dia a dia: Apoiar e contribuir com o mapeamento de processos; Propor plano de Ação; Criar e gerenciar informações através relatórios; Receber e analisar documentação de clientes e imóveis; Enviar e acompanhar baixa das exigências do Banco do Brasil; Apoiar no suporte às regionais, cobrans e comercial; Apoiar no acompanhamento da qualidade de análise interna dos processos.

// O que esperamos de você: Vivência anterior em crédito imobiliário. // Competências desejáveis: Ensino médio completo ou Formação Superior Cursando (Administração, Ciências Contábeis; Economia e afins); Conhecimento informática básica // Quais serão os seus principais desafios? Contribuir com o mapeamento de processos; Acompanhar a qualidade de análise interna dos processos // O que você terá? . Salário compatível com o mercado; . Plano de Saúde; . Plano Odontológico; . Vale Refeição/Alimentação; . Participação nos Lucros e Resultados; . Previdência Privada; . Programa de incentivo à prática de atividades físicas. Está dentro do perfil? Candidate-se e venha fazer parte do nosso time!

CLIQUE AQUI, para se candidatar à vaga.

FOTOS: Prates Bomfim e Gráfico lançam o empreendimento “Vitória Tower” em Conquista

Torre, que será erguida na Pracinha do Gil, contará com apartamentos de alto padrão e um centro comercial. Coquetel marcou o lançamento.

Em um coquetel oferecido à parceiros, corretores e imprensa, a parceria Prates Bomfim e Gráfico lançaram na noite desta quarta-feira (24) seu novo empreendimento: o “Vitória da Tower”. Trata-se de uma torre com mais de 15 andares, com apartamento de alto padrão e, no térreo, um novo centro comercial de lojas. O edifício será erguido em uma das esquinas da Pracinha do Gil, onde hoje ainda está o casarão da antiga Ecosane. Segundo Luciano Bomfim, as obras começam em janeiro, mas as vendas já começaram. No mesmo local das obras, o casarão foi convertido em um estande de vendas, para visitação.

:: LEIA MAIS »

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia