WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Abril 2019
D S T Q Q S S
« mar    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930  


:: ‘Brasil’

Sofre com insônia? Veja dez alimentos que ajudam a dormir melhor

Uma das piores coisas que existe é a insônia, concorda? Você sabendo que precisa acordar cedo no outro dia, mas o sono não aparece! Alguns alimentos ajudam neste transtorno que afeta muitas pessoas. Confira:

Amendoim: É um exemplo de alimento com triptofano, aminoácido que não é produzido naturalmente por nosso corpo e que se converte em serotonina.

Leite: Vale tomar um copo, momentos antes de dormir, pois também contém triptofano. O resultado? Músculos relaxados e mais facilidade na hora de pegar no sono. Melhor ainda adoçar com uma colher (café) de mel, o que vai aumentar a produção de insulina e, consequentemente, diminuir a quantidade de outros aminoácidos que competem com o triptofano.

Iogurte: O intestino tem um papel importante no estado de humor. Um estudo da Universidade da Califórnia feito com 36 mulheres saudáveis revelou que o consumo de probióticos no iogurte reduziu a atividade cerebral em áreas que lidavam com estresse. Ainda são necessários mais trabalhos sobre o tema, porém, considerando que o iogurte também está cheio de cálcio e proteína, só fará bem adicioná-lo a sua dieta.

Salmão: O estresse pode causar um aumento nos hormônios de ansiedade. E os ácidos graxos ômega-3 desse peixe possuem propriedades anti-inflamatórias que ajudam a controlar os efeitos negativos. Por conta do ômega-3, também vale investir em peixes de água profunda, como atum e sardinha.

Chocolate amargo: O cacau tem o poder de regular os níveis de estresse, por reduzir hormônios como o cortisol. Seus antioxidantes também relaxam as paredes dos vasos sanguíneos, baixando a pressão e melhorando a circulação. Procure variedades que contenham no mínimo 70% de cacau (menos do que isso possui muito açúcar) e, por conta das calorias, não exagere: um quadradinho por dia já está ótimo.

Castanha de caju: O zinco é um componente que participa na modulação de pelo menos 3 mil proteínas diferentes do seu corpo. E níveis baixos dele influenciam em seu humor. Você pode ajudar seu organismo com um punhado de castanha de caju, que também são ricas em ômega-3 e proteínas, formando um lanche bem interessante.

Pistache: Comê-lo pode reduzir a resposta do seu corpo ao estresse da vida cotidiana, de acordo com um estudo que acompanhou os voluntários por dez anos. Os pesquisadores da Pennsylvania State University descobriram que o pistache reduziu os efeitos do estresse sobre a pressão arterial. Além disso, quer algo mais calmante do que passar um tempo abrindo as cascas do pistache?

Chás: Opte por ervas como cidreira, melissa e camomila, por conta de seu efeito carminativo. Também são bons por conta do efeito vasodilatador da bebida quente, que faz a substância ser absorvida de forma mais rápida. Além disso, é uma forma de beber líquidos (e ninguém fica de bom humor desidratado), trazendo alívio para as funções intestinais e digestivas.

Maracujá: Por conta das frações alcaloídicas e flavonoídicas, o maracujá agiria como depressor do sistema nervoso central, trazendo uma ação sedativa, tranquilizante e antiespasmódica da musculatura lisa. Mas, atenção: o efeito depende muito da sensibilidade de cada um. A indústria farmacêutica prefere apostar na passiflora, uma das variedades da família do maracujá, que possui maior concentração.

Kiwi: Estudos apontam que possui antioxidantes benéficos para o tratamento dos distúrbios do sono. Um estudo avaliou os efeitos do kiwi nos padrões de sono dos voluntários, incluindo início, duração e qualidade. Os 24 participantes –que consumiram dois kiwis uma hora antes de deitar durante quatro semanas– tiveram o tempo e a eficiência do sono aumentados significativamente. Fica a dica!

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Sobe para 16 o total de mortos em desabamentos na Muzema

Subiu para 16 o número de mortes confirmadas após o desabamento de dois prédios na comunidade da Muzema, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, ocorrido na última sexta-feira. Por volta das 5h desta terça-feira 16, os bombeiros que atuam no local encontraram o corpo de uma mulher adulta, cuja identidade ainda não foi confirmada. Por volta das 6h40, três corpos – ainda não identificados até o momento – foram localizados em uma mesma área nos escombros e retirados em sequência. Oito pessoas ainda são consideradas desaparecidas. Ao meio dia, mais um corpo foi encontrado. As buscas entram no quinto dia com restrições no uso de alguns equipamentos, por conta dos riscos de novos desabamentos na região. Edifícios ao redor seguem interditados e podem ser demolidos após perícia.
O Sistema Alerta Rio prevê que a cidade possa ser atingida por chuvas moderadas ou fortes nesta terça-feira, o que dificultaria o trabalho dos bombeiros. Cerca de cem membros da corporação trabalham no local. As obras dos dois edifícios que desabaram eram irregulares e estavam formalmente embargadas desde novembro, segundo a administração do prefeito Marcelo Crivella (PRB). No entanto, como a própria Prefeitura reconheceu em nota, Muzema é área “controlada por milícia”, os grupos paramilitares formados, em sua maioria, por ex-policiais militares que dirigem e exploram bairros inteiros da cidade. Em virtude da atuação dos milicianos, que, de acordo com especialistas, não isenta a gestão municipal de nenhuma responsabilidade sobre o ocorrido, a fiscalização era dificultada e pessoas continuavam a viver no local. Moradores pagavam cerca de 100 reais por mês à milícia para viver no condomínio. (Veja)

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Fies só fechou 16% dos 100 mil contratos de financiamento a juro zero oferecidos no semestre

O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) só conseguiu finalizar 16% dos 100 mil novos contratos de financiamento a juro zero previstos para o primeiro semestre de 2019. Os dados, referentes ao balanço até 10 de abril, foram obtidos pelo G1 junto ao Ministério da Educação.

Para participar do programa na modalidade Fies, que tem taxa de juro zero, os candidatos precisam cumprir diversas etapas. Primeiro, é preciso se inscrever no sistema do Fies e passar pela pré-seleção. Uma vez pré-selecionado, o candidato precisa apresentar documentos que comprovem os requisitos de participação no fundo, como renda familiar per capita de até três salários mínimos por mês e nota mínima de 450 pontos nas provas do Enem, sem zerar a redação.

Segundo o MEC, esses candidatos “precisam comparecer à Comissão Permanente de Supervisão e Acompanhamento (CPSA) da instituição de ensino superior para a validação das informações prestadas na inscrição” e, após validadas as informações, “os estudantes deverão apresentar a documentação exigida para fins de contratação do financiamento junto ao banco”.

31 mil vagas remanescentes
É nessa etapa que muitos candidatos acabam ficando sem o financiamento. Segundo o MEC, entre 25 de fevereiro, quando foi feita a chama regular, e 10 de abril 159.040 candidatos já foram chamados para esse processo, mas mais de 30 mil das 100 mil vagas oferecidas estavam em aberto na data do levantamento.

Além dos 15.784 contratos que já haviam sido firmados e de 31.285 vagas remanescentes, outros 52.931 candidatos estavam no meio desse processo de contratação desse financiamento. Isso quer dizer que eles podem ou não conseguir concluir a inscrição e de fato assinar o contrato. Leia mais AQUI.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Caminhoneiros cogitam nova greve e reclamam de propostas do governo

As medidas anunciadas pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) para viabilizar o transporte de cargas em todo o país não caiu no gosto dos caminhoneiros. Após o anúncio de uma linha de crédito de até R$ 30 mil, via Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para caminhoneiros autônomos, membros da categoria avaliaram a medida como ineficaz. Diretor do Sindicato dos Caminhoneiros de Ourinhos, interior de São Paulo, Ariovaldo Junior Almeida classificou como “esmola” o crédito oferecido.

“É melhor do que nada, mas é esmola. Trinta mil reais não dá para 15 pneus. O caminhoneiro precisava de uma linha de crédito de R$ 200 mil”, afirmou, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Fontes ligadas aos caminhoneiros não descartam uma nova paralisação, similar ao cenário que ocorreu no país entre maio e junho de 2018. “Não irei incentivar jamais, mas, enquanto não houver o cumprimento da fiscalização da jornada de trabalho, paralisações podem ser deflagradas a qualquer momento, por qualquer motivo”, declarou o caminhoneiro Ivar Schmidt, líder do Comando Nacional de Transporte, em entrevista ao Correio Braziliense.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

General é alvo de busca em inquérito do STF

Alvo de uma ação da Polícia Federal na manhã desta terça (16), em Brasília, o general Paulo Chagas, que está em Campinas (SP), onde foi visitar o neto, contou ao siteRadar sobre o episódio. Ele é um dos nomes na lista do ministro Alexandre de Moraes, do STF, no inquérito sobre fake news. O militar já fez críticas ao STF. “Foi hoje de manhã. Minha filha me ligou: ‘a Polícia Federal está aqui na porta!’. Eu disse: ‘deixa entrar’. Levaram um laptop. Foram muito gentis comigo. O delegado me ligou. Não tenho o que esconder. Sem dúvida tem a ver com as minhas postagens. Já estava esperando. Se não acontecesse é sinal que ninguém dá bola para mim. É sinal que eles têm lido o que escrevo. Me deram recibo” – disse o general Paulo Chagas ao Radar. O militar é ligado a Jair Bolsonaro e foi candidato ao governo do Distrito Federal com o apoio do hoje presidente da República.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Começam hoje as inscrições para o Prêmio Professores do Brasil

As inscrições para a 12ª edição do Prêmio Professores do Brasil serão abertas nesta terça-feira (16). Todos os professores de escolas públicas, desde a creche até o ensino médio, podem participar. As inscrições podem ser feitas no site do prêmio até 31 de maio.
Neste ano, o prêmio conta com cinco temas especiais: Esporte como estratégia de aprendizagem; Uso de tecnologias de informação e comunicação (TICs) no processo de inovação educacional; Educação empreendedora; Criação e produção de linguagens de mídia por professores e estudantes no ensino fundamental e médio; e Aprendizagem Criativa.

O objetivo do prêmio é reconhecer, divulgar e premiar o trabalho de professores de escolas públicas que contribuem para a melhoria dos processos de ensino e aprendizagem desenvolvidos nas salas de aula.

“O principal ator que ganha o prêmio é o estudante porque são projetos que ele precisa apresentar como resultado em termos de aprendizagem. Na relação ensino e aprendizagem, se a aprendizagem não se concretiza, o professor não ensinou, só informou”, disse a coordenadora-geral de Valorização, Saúde e Bem-estar dos Profissionais de Educação da Secretaria de Educação Básica do Ministério da Educação (MEC), Mara Ewbank.

“Aprende o professor, aprende o aluno, aprende a coordenação, aprende a direção da escola, aprendem os gestores educacionais. É um processo contínuo de aprendizagem. O prêmio é, a cada ano, mais reconhecido pela sociedade em geral, principalmente na escola pública”, acrescentou.

Etapas

A premiação tem três fases. Na etapa estadual, são 486 premiados, dos quais 162 seguem para a próxima etapa, a regional. Na fase regional, há um vencedor por categoria, por região, totalizando 30 vencedores.

A etapa final, nacional, contempla seis vencedores, sendo um de cada categoria. Os professores vencedores da fase regional participarão do evento final, com todas as despesas de viagem custeadas pelo Ministério da Educação, além de ter suas experiências publicadas na página do prêmio.

O resultado final dos ganhadores deste ano será divulgado no dia 28 de novembro em Cuiabá (MT). Serão distribuídos R$ 278 mil em prêmios aos educadores, além de uma viagem para os seis vencedores nacionais e seus respectivos coordenadores pedagógicos, totalizando 12 pessoas.

Professora ganhadora

Vandete Pereira Lima, professora da Escola Classe 8, do Cruzeiro, em Brasília, foi uma das ganhadoras do Prêmio Professores do Brasil no ano passado. Ela recebeu a premiação pelo projeto Uma mensagem para você, desenvolvido nas turmas de alfabetização. Para incentivar os estudantes a ler e escrever, ela usou algo bastante comum nos dias de hoje: o formato de mensagens enviadas pelo celular. Leia mais AQUI.

Veja as principais manchetes dos jornais desta quarta-feira (17)

A Tarde
Operação intensificará fiscalização nas estradas que cortam a Bahia

:: LEIA MAIS »

Secretária assassinada: “Matei Dayse, estou me suicidando”, disse marido ao irmão pelo Whatsapp

O homem que matou a esposa na noite desta segunda-feira (15) em um motel na BR-104, entre a saída de Campina Grande e a cidade de Queimadas, no Agreste paraibano, mandou mensagens no WhatsApp para o irmão dele informando que matou a mulher e que iria se matar em seguida com um revólver. A conversa foi divulgada à TV Paraíba pelo irmão de Aderlon Bezerra de Souza, de 42 anos, na manhã desta terça-feira (16). Assista a reportagem:

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Polícia aborda carro com ‘motorista’ de 7 anos e pai no banco do passageiro com sinais de embriaguez

Um carro com uma criança de 7 anos ao volante e o pai dela no banco do passageiro com sinais de embriaguez foi abordado por policiais rodoviários na Rodovia Marechal Rondon (SP-300), em Bauru (SP). O homem de 31 anos foi detido e levado à delegacia.

O pai foi autuado por confiar direção a uma pessoa não habilitada, por desobedecer a ordem de parada, por licenciamento vencido e má conservação do veículo, que tinha problemas no para-brisas e nos pneus.

Segundo a Polícia Rodoviária, uma fiscalização era feita na rodovia quando, na altura do quilômetro 338 da rodovia, os policiais abordaram o veículo.

Eles chegaram a dar sinal de parada para o motorista, que não obedeceu, quando começou uma perseguição. A abordagem ocorreu próximo ao acesso da rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, a Bauru-Ipaussu.

Ao parar o carro, os policiais encontraram o menino de 7 anos ao volante e o adulto no banco do passageiro e segurando uma garrafa de uísque. Ainda conforme a polícia, um dos policiais rodoviários quase foi atropelado.

A polícia informou que no celular do homem havia um vídeo no qual aparecia o filho dirigindo o carro na rodovia antes do sinal da primeira abordagem, com o pai ao lado dando as orientações. Não há informações de quantos quilômetros o menino teria dirigido pela via durante a madrugada.

Ele foi levado à Central de Polícia Judiciária (CPJ), onde prestou depoimento e irá responder em liberdade pelos crimes. O menino de 7 anos foi devolvido para a mãe, que está separada do pai há cerca de 5 anos. Com informações site G1.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Após radares, mortes caem 21,7% em estradas federais

A redução média de mortes em rodovias federais foi de 21,7% nos trechos em que o dispositivo eletrônico foi colocado. Os dados constam em levantamento da Folha.

Também houve diminuição de 15% nos índices de acidentes após a instalação dos radares.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou que os aparelhos serão retirados das estradas conforme seus contratos de operação terminem e que  novos contratos não serão firmados.

Procurado pela Folha, o Ministério da Infraestrutura não fala em fim dos radares, mas em reavaliação.

Na quarta-feira (10), uma liminar judicial determinou que nenhum radar fosse retirado de rodovias federais. A decisão impõe que o governo aumente em 60 dias o prazo dos contratos que devem expirar nos próximos dias. Para a Justilça, não há dados técnicos que justifiquem o fim do serviço.

O cálculo sobre a eficácia dos equipamentos considerou os acidentes e mortes registrados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) entre os anos de 2007 e 2018, nos quilômetros de estradas que até o fim do ano tinham radares.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia