WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
Janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: ‘_destaque3’

Deputados querem reajuste automático igual ao do Supremo

A campanha para a presidência da Câmara ressuscitou a polêmica sobre o aumento salarial dos deputados. Depois que ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) conseguiram elevar em 16,38% os seus vencimentos – que saltaram de R$ 33,7 mil para RS 39,3 mil –, parlamentares engrossaram a cobrança pelo mesmo reajuste.

De acordo com o Estadão, pela regra atual, o aumento da remuneração dos congressistas pode ser aprovado em 2019 e entrar em vigor no mesmo ano. Uma das propostas em tramitação há vários anos na Casa, que voltou ao debate por causa da disputa no Congresso, prevê que o presidente da República, o vice, ministros, senadores e deputados tenham vencimentos idênticos aos dos integrantes do Supremo.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Emprego: Riachuelo abre nova vaga de trabalho em Vitória da Conquista. Candidate-se!

Rede varejista abriu oportunidade de trabalho, para preenchimento da vaga de Supervisor(a) de Vendas e Merchandising. Confira o perfil solicitado pela empresa.

Cadastrar para VAGA

A Riachuelo está com processo seletivo aberto para candidatos em uma das suas unidades em Vitória da Conquista, incluindo PCDs, para preenchimento do cargo de Supervisor(a) de Vendas e Merchandising (v1818019). // Profissional responsável pelos departamentos comerciais, realizando a gestão das equipes, garantindo a execução dos procedimentos operacionais e a entrega dos resultados. // Requisitos: Formação superior completa ou cursando; Disponibilidade de horários para fechamento de loja, finais de semana e feriados; Experiência com varejo, preferencialmente moda. // Atividades: Mobilizar e treinar sua equipe para o melhor atendimento ao cliente; Garantir o cumprimento das metas estabelecidas; Diagnosticar e propor alternativas que melhorem resultados; Garantir todos os procedimentos de Visual Merchandising; Garantir a execução de procedimentos operacionais, alterações de preços, reposição de produtos e organização dos departamentos;

// Outras atividades: Acompanhar a concorrência, sugerir ações comerciais e melhoria em produtos; Oferecer o cartão Riachuelo e os produtos financeiros aos clientes, mobilizando sua equipe para este fim; Definir planejamento de horários, escalas e banco de horas da loja junto com equipe gerencial; Conduzir reuniões com a equipe de loja; Selecionar e treinar novos colaboradores; Aplicar treinamentos conforme padrão da empresa; Realizar a avaliação de desempenho e feedback para colaboradores; Identificar e desenvolver os talentos para sucessão (PRI); Acompanhar visitas de outras áreas da empresa; Abrir ou fechar a loja conforme escala. // Informações Complementares: Salário: compatível com o mercado // Benefícios: Assistência médica e odontológica, seguro de vida, vale transporte, vale refeição, PLR, descontos nas lojas e etc. // Local: Vitória da Conquista-BA. // Vaga disponível também para PCDs. // As inscrições, com envio de currículos digitais, devem ser feitas exclusivamente pela internet, através o link acima. Boa sorte!

Cadastrar para VAGA

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Cerca de 1,5 milhão de pessoas já curtiram Festival Virada Salvador

Cerca de 1,5 milhão de pessoas já curtiram o Festival Virada Salvador, que começou na última sexta-feira (28). Neste domingo (30), foram 600 mil festeiros que assistam aos shows de Igor Kannário, Jorge e Mateus, Anitta e outros.

No primeiro dia, foram registradas a presença de 250 mil. Já, no sábado (29), foram 300 mil. Para a noite da virada, são aguardadas mais de 700 mil pessoas, número do ano passado.

Os ônibus, táxis e mototáxis transportaram 189,4 mil passageiros ao festival, entre a noite deste domingo e a madrugada de hoje, conta 170 mil do mesmo período no evento do ano passado.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Região: Ciclista dorme às margens da BR-116 em Cândido Sales e morre atropelado

Um ciclista de 32 anos morreu atropelado na rodovia BR-116, na região da cidade de Cândido Sales, sudoeste da Bahia, enquanto dormia na via. Segundo informações levantadas pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no final da tarde desta sexta-feira (28). Francisco Ivonísio Xavier teria jantado em um restaurante às margens da rodovia e depois continuou a trafegar de bicicleta. Quilômetros depois do restaurante, ele adormeceu, mas ficou com parte do corpo na pista. Um veiculo ainda não identificado atropelou Francisco, que morreu no local. O corpo dele foi levado ao Departamento de Polícia Técnica (DPT), onde será periciado.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

G1 aponta que Rui cumpriu 57 das 115 promessas feitas na campanha de 2014

No seu primeiro mandato, o governador Rui Costa (PT) cumpriu 57 das 115 promessas feitas na campanha de 2014. O levantamento, feito pelo G1, aponta que o chefe do Executivo estadual foi o que mais cumpriu promessas em todo o país. Em segundo lugar ficou o governador de São Paulo, com 39 itens, seguido pelo governador do Paraná, com 33 realizações.

De acordo com a publicação, outras 20 promessas de campanha foram cumpridas em parte por Rui, enquanto 38 compromissos nunca saíram do papel.

Dentre as promessas não cumpridas, estão a de transferir o Irdeb para Secretaria de Cultura; criar o Centro de Referência da Cultura Baiana; construir o Complexo de Educação Olímpica; implantar VLT Metropolitano; estabelecer concessão de novos ferries entre Salvador e Itaparica; e implantar a ferrovia entre a capital e Feira de Santana.

O levantamento do G1 se baseia em programas de governos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), sabatinas, entrevistas e debates.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Bahia: Colisão entre van e carro de passeio deixa uma pessoa morta na rodovia BA-001

Um homem morreu e outras pessoas ficaram feridas no acidente entre uma van e um carro de passeio na noite deste sábado (28) em Vera Cruz, na Ilha de Itaparica. Segundo o Centro Integrado de Comunicações da SSP-BA (Cicom), o acidente aconteceu por volta das 19h30, na BA-001, próximo à praia Barra do Gil. O motorista do carro, modelo VW Up, não resistiu aos ferimentos e morreu. Alguns passageiros da van ficaram feridos e foram socorridos por ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para um hospital local. O nome do motorista morto e a quantidade de feridos na batida não foram divulgados.

Equipes do Departamento de Polícia Técnica (DPT) estão no local fazendo a remoção do corpo e perícia. Ambos os veículos ficaram sem condições de tráfego. De acordo com a polícia, ainda não há detalhes das causas do acidente, sem há mais pessoas feridas, nem identidade das vítimas. O Cicom informou que a pessoa que morreu ficou presa às ferragens, foi retirada pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu aos ferimentos. A Polícia Técnica foi acionada. A pessoa que ficou ferida foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não há informações para qual unidade de saúde a vítima foi levada. O Cicom informou, ainda, que o acidente ocorreu próximo à praia Barra do Gil. O carro envolvido na batida ficou destruído.

Estado antecipa R$ 297,9 milhões do ICMS aos 417 municípios baianos

O Governo do Estado antecipou hoje (28) aos 417 municípios baianos R$ 297,9 milhões de arrecadação do ICMS que, de acordo com o calendário das transferências constitucionais, só seriam repassados em janeiro. O governo também antecipou aos municípios o aporte de R$ 180,4 milhões ao Fundeb – Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, com recursos provenientes dos três impostos estaduais (ICMS, IPVA e ITD). A antecipação total de R$ 478,3 milhões foi possível após entendimento do Estado com o Banco do Brasil, e diz respeito à arrecadação estadual entre os dias 22 e 27 de dezembro.

Em 2 de janeiro serão repassadas as cotas relativas à arrecadação dos impostos estaduais no dia 28 de dezembro, último com expediente bancário em 2017. A antecipação foi anunciada no último dia 19 pelo governador Rui Costa em atendimento a uma solicitação da União dos Municípios da Bahia (UPB), para que as prefeituras pudessem contar assim com novos recursos para o fechamento das contas de 2018.

Entre os grandes municípios do Estado, coube a Salvador o maior volume do ICMS antecipado: R$ 40,3 milhões. Outros repasses significativos contemplaram Camaçari (R$ 24,1 milhões), São Francisco do Conde (R$ 20,8 milhões), Feira de Santana (R$ 12,9 milhões), Paulo Afonso (R$ 7,8 milhões) e Simões Filho (R$ 7,7 milhões). “Ao antecipar quase meio bilhão de reais aos municípios, o Estado reforça o caixa dos municípios na virada de ano. Sob a orientação do governador Rui Costa, este esforço leva em conta o difícil cenário econômico, que vem desafiando todas as esferas da administração pública,”, afirma o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório. Ele ressalta o grande esforço do fisco estadual para manter o ritmo da arrecadação dos impostos estaduais, mesmo com a persistência da crise econômica.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Conta de luz em janeiro não terá cobrança extra

A bandeira tarifária para janeiro de 2019 será verde, sem custo adicional para os consumidores. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), a estação chuvosa está propiciando elevação da produção de energia pelas usinas hidrelétricas e do nível dos reservatórios. Em dezembro, a bandeira tarifária também foi verde. O sistema de bandeiras tarifárias foi criado para sinalizar aos consumidores os custos reais da geração de energia elétrica. A adoção de cada bandeira, nas cores verde (sem cobrança extra), amarela e vermelha (patamar 1 e 2), está relacionada aos custos da geração de energia elétrica. A Aneel alerta que, mesmo com a bandeira verde, é importante manter as ações relacionadas ao uso consciente e combate ao desperdício de energia elétrica.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Bolsonaro vai liberar posse de arma por decreto

A três dias de tomar posse como presidente, Jair Bolsonaro (PSL) afirmou neste sábado (29) que pretende assinar um decreto para garantir a posse de arma de fogo a todas as pessoas sem ficha criminal. “Por decreto pretendemos garantir a posse de arma de fogo para o cidadão sem antecedentes criminais, bem como tornar seu registo definitivo”, escreveu o presidente eleito nas redes sociais. Como mostrou a Folha de S.Paulo, segundo relatos de aliados de Bolsonaro, o tema teria sido discutido em reunião dos futuros ministros na quinta-feira (27). A medida foi sugerida como prioritária pelo futuro ministro da Justiça, Sergio Moro, como ato a ser feito nos primeiros cem dias de governo. Uma política mais permissiva à posse de armas é promessa de campanha de Bolsonaro. Durante o período eleitoral, ele prometeu revogar o estatuto do desarmamento, o que exigiria aprovação do Congresso, diferentemente do decreto, que depende apenas de ação do Executivo.
A posse de armas no Brasil é regulamentada pela lei federal 10.826, de 2003, conhecida como o estatuto do desarmamento. De acordo com ela, são necessárias algumas condições para que um cidadão tenha uma arma em casa, como por exemplo ser maior de 25 anos, ter ocupação lícita e residência certa, não ter sido condenado ou responder a inquérito ou processo criminal, comprovar a capacidade técnica e psicológica para o uso do equipamento e declarar a efetiva necessidade da arma. Atualmente, a declaração de necessidade é feita pela Polícia Federal, que pode recusar o registro se entender que não há motivos de posse para o solicitante. A posse, porém, é diferente do porte já que uma pessoa que tem o direito de ter o dispositivo em casa não está autorizada a transportar o objeto consigo. É proibido para os cidadãos brasileiros, exceto para membros das Forças Armadas, polícias, guardas, agentes penitenciários e empresas de segurança privada, entre outros. É preciso demonstrar a necessidade do porte por exercício de atividade profissional de risco. Apesar dos limites, cerca de seis armas são vendidas por hora no mercado civil nacional, segundo dados do Exército obtidos via lei de acesso à informação pelo Instituto Sou da Paz. Neste ano, até 22 de agosto, haviam sido vendidas 34.731 armas no total. Além das vendas recentes, o número de novas licenças para pessoas físicas, concedidas pela Polícia Federal, tem crescido consistentemente nos últimos anos. Passou de 3.029, em 2004, para 33.031, em 2017. O número de novos registros para colecionadores, caçadores e atiradores desportivos, dados pelo Exército, também subiu. Em 2012, foram 27.549 e, em 2017, 57.886. No total, hoje, são mais de meio milhão de armas nas mãos de civis: 619.604. Nos últimos anos, algumas medidas flexibilizaram a lei, como um decreto presidencial de 2016, que ampliou a validade do registro de armas de três para cinco anos. Uma portaria do Exército, de 2017, também significou um afrouxamento do estatuto. A medida permite que atiradores desportivos levem suas armas, carregadas com munição, até o local de tiro. Segundo levantamento do Sou da Paz, há mais de 160 propostas em tramitação no Congresso para alterar o estatuto. Muitas pedem o porte de armas para categorias profissionais, como advogados, caminhoneiros e taxistas. No Senado, tramita um projeto para convocar um plebiscito de revogação do estatuto.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Mãe Stella se despede da terra com disputa pelo seu corpo

Às 15 horas de sexta-feira (28), dia reservado a Oxalá, o corpo de Mãe Stella de Oxóssi estava nos braços de Iemanjá, na Baía de Todos os Santos. Dentro do Ferry Boat batizado com o nome de Dorival Caymmi, que em vida era Obá (espécie de ministro) de Xangô, da casa que tem como patrono o orixá da Justiça, os integrantes do Ilê Axê Opô Afonjá, enfim, podiam se sentir aliviados. De acordo com a crença dos filhos e filhas do Terreiro, o “machado do rei” havia sido finalmente batido para resolver uma pendenga digna de uma trama Jorgeamadiana: a disputa pelo corpo da ialorixá. A briga envolvia sua companheira, a psicóloga Graziela Domini Peixoto, e integrantes do terreiro. No início da tarde, após decisão da Justiça, já com a guia de sepultamento impressa, o corpo de Mãe Stella mudou de “mãos”.
Em uma manhã marcada ao mesmo tempo pelo luto e pela tensão, o sobrinho de mãe Stella, Adriano de Azevedo, estava quase entregando os pontos. O corpo de sua tia estava prestes a ser enterrado na cidade de Nazaré, a 150 quilômetros de Salvador. Desde às 9h, o velório acontecia na Câmara de Vereadores da cidade, bem longe de onde Mãe Stella viveu e se transformou em uma das grandes religiosas da Bahia. A cerimônia em Nazaré havia sido marcada por Graziela e, segundo os integrantes do terreiro, impediria que o corpo de Mãe Stella passasse por obrigações do Axexê, o ritual fúnebre do candomblé. “Eu conheço minha tia e sei do gosto dela. Ela dizia que eu era seu braço e que eu deveria resolver as coisas. Mas, neste caso, não estou enxergando saída. Graziela está fazendo isso para nos atingir. Ela articulou tudo. Estou entregando aos orixás”, disse Adriano de Azevedo, que se deslocou de madrugada para Nazaré em um ônibus com uma comitiva de cerca de 40 filhos de santo. Enquanto isso, a Sociedade Cruz Santa, entidade mantenedora do Opô Afonjá, articulava uma ação judicial para impedir que o corpo de Mãe Stella fosse sepultado fora de Salvador. A espera angustiante teve manifestações de ambos os lados. Graziela dizia ter acompanhado com carinho e fidelidade os últimos dias (e os últimos suspiros) da ialorixá em um hospital de Santo Antônio de Jesus, onde ela morreu, na quinta-feira (27), de uma infecção generalizada. “Foi lindo! Nós brincamos, sorrimos. As enfermeiras e os médicos participaram também. Segurei a mão dessa mulher os últimos 15 dias para que ela morresse em paz”, afirmou. “Mãe Stella morreu tão dignamente quanto viveu. Não sentiu dor”, garantiu. A companheira de Mãe Stella contestou o fato do corpo precisar passar por obrigações feitas no terreiro. Ela afirmou que a própria Mãe Stella teria iniciado os rituais nela mesma antes de morrer. Por isso, as obrigações não seriam necessárias. “Para quem não conhece pode parecer estranho, mas ela fez a parte religiosa nela própria. E pediu para que não mexessem mais na cabeça dela porque ela já havia mexido. Então não estou impedindo rito nenhum. Em vida, Mãe Stella manifestou o desejo de viver em Nazaré. Porque não ser enterrada aqui?”, perguntou. Os integrantes do terreiro acusaram Graziela de contratar homens armados para intimidar os filhos de santo. E sequer cogitaram a possibilidade de ter existido esse ‘auto axexê’ realizado pela própria Stella. “Como você vai fazer em você mesmo um ritual pós mortem estando vivo?”, perguntou Adriano Azevedo. “Ela (Graziela) é uma iniciada e conhece os procedimentos litúrgicos. Se esses procedimentos não forem cumpridos, seremos cobrados pelos orixás lá na frente”, completou. Diante dessa peleja pelo corpo, o que se via era um salão dividido. Os filhos de santo da roça de São Gonçalo do Retiro sentados nas cadeiras ao fundo. Próximos ao caixão, Graziela junto com alguns poucos representantes de terreiros de Nazaré e região. Entre os que foram dar o último adeus a Mãe Stella, curiosos e moradores da cidade. “Não imaginávamos uma despedida dessa forma. Mãe Stella merecia a presença das comunidades de Salvador e das autoridades, além das pessoas simples que conviveram e aprenderam com ela. Lamentável”, disse Adriano. “Tem até gente de preto vindo ver o caixão. São curiosos. Nosso luto é branco”, lembrou. Durante a espera, silenciosa e sem qualquer tipo de cântico religioso, filhos de santo foram incorporados por orixás. Dois deles, um de cada lado da “disputa”, soltavam gritos como se estivessem revoltados. Um dos que “viraram o santo” levantou-se e, cambaleante, aproximou-se do caixão. Amparado por duas sacerdotisas, se retirou do recinto. Os integrantes do terreiro solicitaram que não fossem feitas imagens em vídeo ou fotografias. Eis que, por volta das 13h, “o rei foi buscar a rainha”, conforme disse Dadá Jaques, Obá de Xangô do Terreiro Aganju, mostrando que os integrantes do Axé Opô Afonjá não estavam sozinhos na querela. “É a resposta do Orixá. Xangô fez Justiça!”, acreditava Adriano, agora comemorando a decisão da juíza plantonista da Comarca de Nazaré, Caroline Rosa Vieira. O pedido liminar impetrado pela Sociedade Cruz Santa apontava a necessidade de se fazer “o ritual do sepultamento e, subsequente, do axexê (…) Nos ritos de religião de matriz africana, é fundamental, sobretudo, para uma líder religiosa (…) é fundamental que seu corpo físico, mesmo que morto, esteja dentro do espaço religioso no qual foi sacralizado, no caso de Mãe Stella de Oxóssi esse lócus é o terreiro do Ilê Opô Afonjá”. Assim, a juíza determinou a “transferência do cadáver de Maria Stella de Azevêdo Santos (Mãe Stella de Oxóssi) da cidade de Nazaré para o Ilê Axé Opô Afonjá em Salvador. E argumentou: “Entendo que se deve conceder à comunidade o exercício do culto religioso, ante a supremacia do princípio que seria violado de forma irreversível, do exercício livre da religião da qual Stella de Oxóssi era líder, bem como a proteção do patrimônio histórico e cultural”. Ao comentar a decisão, a companheira de Mãe Stella, a psicóloga Graziela Domini, criticou a juíza. “Eu só não consigo entender como uma juíza dá uma liminar de um tema que ela não conhece”. Graziela criticou ainda a postura dos filhos de santo. “Eu poderia entrar com o recurso, mas eu não ia deixar o corpo de Mãe Stella rolando de um lado para o outro. Eu vi uma cena grotesca. Eu nunca esperei ver isso [a retirada do caixão], já que eu iria liberar. Isso não é uma guerra. Não se tem motivo para comemorar. Isso é um erro. Eu não consigo entender tirarem minha esposa de mim no enterro dela”. Sob gritos de Kauô Kabiecilé (saudação a Xangô), o caixão com o corpo de Mãe Stella foi retirado do plenário da Câmara de Vereadores de Nazaré. Os filhos de santo comemoravam a decisão, que acreditavam ser obra do ‘machado de Xangô’. Em menos de duas horas, após atravessar a Ponte do Funil e chegar ao Terminal de Bom Despacho, o carro funerário embarcou como “prioridade” no Ferry Boat Dorival Caymmi. “É no Ferry com o nome do nosso Obá de Xangô que estamos sendo transportados de volta pra casa. Essas coisas são do mistério. Kauô Kabiecilé!”, disse Silvana Moura, sacerdotisa do Axé Opô Afonjá.

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia