Em Vitória da Conquista, 251.261 pessoas receberam a 1ª dose ou dose única da vacina contra a Covid-19 desde o início da campanha, em 19 de janeiro, até a última quarta-feira (15). Este número representa um percentual de 73,65% da população do município, com base na estimativa do IBGE (2020). Quando considerada apenas a população de 18 anos ou mais residente do município, o percentual passa de 100% da população estimada pela Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), para critério de distribuição de doses.

O percentual de 100,77% é um indicativo de que existe uma defasagem nas estimativas populacionais, que não representam a população real do município, que tem um número muito maior de jovens adultos que precisam ser vacinados. Esse ponto foi várias vezes destacado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), que aplicou todas as doses recebidas, mesmo assim não havia avanço na faixa etária, como em outros municípios. Com a 2ª dose, foram 106.365 pessoas vacinadas, o que equivale a 31,18% da população total do município e 42,65% das pessoas maiores de 18 anos já vacinadas com as duas doses, sempre de acordo com a estimativa do IBGE e da Sesab. De acordo com os dados da Coordenação de Imunização da SMS, 12.504 pessoas ainda não foram tomar a 2ª dose, equivalente a 5,05% dos que receberam a 1ª dose.

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Siga nosso Instagram

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

 

A Secretaria Municipal de Saúde convoca todas essas pessoas que ainda não tomaram a 2ª dose para que procurem as unidades de saúde e se vacinem. A segunda dose é extremamente importante para garantir a eficácia da vacinação, aumentando e prolongando a proteção contra a Covid-19. A 3ª dose começou ser aplicada nesta quinta-feira (16) em 12 pontos de vacinação do município para os idosos de 85 anos ou mais e os imunossuprimidos graves que tenham 18 anos ou mais. Também é fundamental que essas pessoas se vacinem com a 3ª dose para complementar e melhorar a resposta imunológica, e a proteção contra a Covid-19. // Secom-PMVC.