O deputado deputado federal Waldenor Pereira (PT-BA) lamentou em suas redes sociais a aprovação do PL 591/21, que autoriza a privatização da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). O parlamentar baiano enfatizou o seu voto contrário ao projeto de lei, votado pela Câmara dos Deputados na noite da última quinta-feira (5).

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Siga nosso Instagram

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Em seu Twitter o deputado chamou de “vergonha” o resultado da votação, enfatizando que “deixo registrado para a história que o meu voto foi NÃO a mais esse crime de lesa-pátria”.

Neste sábado, Waldenor voltou a destacar o seu posicionamento em defesa dos Correios.

“Os Correios não geram prejuízo. A mentira divulgada em massa pelos bolsonaristas é absurda. A União recebeu R$ 9 bilhões em dividendos por 12 anos seguidos, de 2002 a 2013, acumulando resultado líquido positivo de R$ 12,4 bilhões. Mesmo quando não obteve lucro, entre 2014 e 2017, a empresa manteve-se independente do Tesouro, sustentando-se com os próprios recursos”, detalhou.

Para o deputado, a venda da empresa vai prejudicar os mais pobres e comunidades mais isoladas do Brasil.

“Sem os Correios não há distribuição de livros didáticos para as escolas públicas, não há banco postal para milhões de pessoas que dependem dele para receber seus benefícios, haverá maior desigualdade no valor do frete, especialmente para regiões mais distantes dos centros distribuidores, como o Norte e Nordeste”, finalizou o petista.