[Bruno Reis acusa Major Denice de omitir nome do PT e utilizar recurso irregular em propaganda]

  Por: Divulgação  Por: Henrique Brinco  0comentários

A guerra de ações na Justiça Eleitoral durante a corrida pela Prefeitura de Salvador continua. Após sofrer derrotas, a defesa do candidato Bruno Reis (DEM) acusa a campanha da Major Denice Santiago (PT) de irregularidades nas propagandas eleitorais. A petista sofreu duas derrotas nesta semana: uma por omitir o Partido dos Trabalhadores (PT) das peças publicitárias e outra por utilizar bonecos nos vídeos – recursos de desenhos animados são vedados pela lei das Eleições.

Na primeira ação, Denice teve a propaganda suspensa “por ter sido omitido o nome de sua legenda partidária, durante todo o período em que esteve no ar, mesmo tratando-se de eleição majoritária”. A decisão foi do juiz Almir Pereira de Jesus, da 10ª Zona Eleitoral de Salvador. O magistrado determinou a regularização da propaganda, sob pena de multa diária no valor de R$ 5 mil.

Em outra ação, a defesa de Bruno acusa Denice de utilizar um recurso irregular em campanhas eleitorais. Em um programa exibido no último sábado (10), a postulante contou a história de uma mulher que sofria agressão doméstica. O relato foi encenado utilizando bonecos, ferindo o trecho da lei eleitoral que veda o uso de animações nas campanhas. A veiculação também foi suspensa por decisão da juíza Maria Martha Goes Rodrigues de Moraes, da 2ª Zona Eleitoral, sob pena de multa diária no valor de R$ 5 mil e limitada a R$ 10 mil em caso de descumprimento.

WhatsApp oficial 77 98838-2781 

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

 

Com informações do BNews

Leia também: Defesa de Bruno Reis derruba liminar e garante exibição da foto de ACM Neto em campanha