Polícia Civil de Parobé trata as mortes de Eliane Conceição Bernardo, 32 anos, e Sandro Daniel de Souza, 41, como feminicídio seguido de suicídio. De acordo com o delegado do caso, Alexandre Quintão, Souza teria matado a mulher possivelmente por esganadura, dentro da casa dele, no bairro Guarani. Em seguida, ele teria tentado cometer suicídio, cortando os próprios pulsos.

Como não conseguiu concluir o ato, embarcou em seu carro e, já na RS-239, acabou saindo da pista. O homem teria saído do carro e corrido em direção a pista, onde foi atingido pelo ônibus que passava pelo local. “A gente trabalha com a certeza da autoria, de que ele foi o autor da morte dessa moça e depois cometeu suicídio. Ele inclusive a matou dentro da sua própria casa, não temos dúvidas em relação a isso”, explica o delegado Alexandre Quintão, titular da Delegacia de Polícia de Parobé.

Conforme delegado, o casal mantinha uma relação extraconjugal. A hipótese da Polícia leva em conta que o homem teria se separado recentemente e, durante um encontro romântico naquela noite, teria pedido para a vítima terminar a relação dela. “Diante de uma possível negativa, ele a matou”, explica Quintão. Na perícia realizada no local do crime, não foram localizados sinais de luta, nem ferimentos aparentes na vítima. O sangue que havia pela casa, segundo os investigadores, pode ser do próprio autor do crime, devido aos ferimentos nos pulsos. “Vamos esperar pelos laudos periciais, ouvir as testemunhas e finalizar o caso”, conclui o delegado.

O crime

Por volta das 20h30, a Brigada Militar foi acionada no quilômetro 42 da RS-239, próximo à uma fábrica de calçados, devido a um acidente em que um homem teria sido atropelado por um ônibus. Quando a guarnição chegou no local, o ônibus já havia sido removido da via e estava estacionado em um posto de combustível. Aos policiais militares o motorista, de 53 anos, afirmou que trafegava no sentido Taquara/Sapiranga, quando foi surpreendido por Souza, que cruzou repentinamente a rodovia, impossibilitando que ele conseguisse desviar ou frear. O homem chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Algumas horas depois, policiais militares foram acionados até a casa de Souza, na Rua João Knack, no bairro Guarani, onde familiares que haviam ido até o local em busca de documentos encontraram a casa aberta, muito sangue pela casa e o corpo de Eliane em um quarto.

Resultado de imagem para Prefeitura de Parobé

Colegas de trabalho em prefeitura

A Prefeitura de Parobé lançou uma nota de pesar em referência a Sandro Daniel de Souza, 41 anos, morto após atropelamento na ERS-239, e Eliane Conceição Bernardo, 32 anos, encontrada sem vida na casa de Sandro. As causas da morte dela ainda são apuradas pela Polícia Civil de Parobé, que está a cargo das investigações. Sandro e Eliane trabalhavam no setor de Assistência Social do município. Ele era servidor da Prefeitura no setor do Bolsa Família, enquanto ela realizava suas funções setor do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). “O Executivo Municipal se solidariza com os familiares e amigos dos servidores da Secretaria de Assistência Social Eliane Conceição Bernardo e Sandro Daniel de Souza, falecidos na noite desta segunda-feira (09). Em virtude disto, a Secretaria de Assistência Social informa que não haverá expediente nesta terça-feira (10), voltando a atender normalmente a comunidade nesta quarta-feira (11)”, informou o Executivo. // Jornal NH . O Diario Net.