Foi preso na noite desta segunda-feira (9) o suspeito de ser o terceiro participante do latrocínioque vitimou Luma Layne Fernandes Silva, de 25 anos, em Camacan. José Soares da Silva Júnior (neguinho), de 23 anos, foi preso por volta das 21hrs nas proximidades da rodoviária de Camacan. O suspeito confessou a polícia sua participação no crime e revelou detalhes da empreitada criminosa. Assista:

Ele já tinha mandado de busca e apreensão já em seu nome, por prática de tráfico de drogas e homicídios, estava solto graças a uma saidinha temporária (Indulto) do presídio de Teixeira de Freitas. José Soares disse para a Polícia que as armas utilizadas no crime foram revólveres calibre 32 e 38 e um simulacro de pistola.

Resultado de imagem para Luma Layne

O acusado ainda reafirmou o depoimento do comparsa que se entregou a Polícia no último domingo (08), dizendo que a intenção deles seria de roubar o carro das vítimas, e que a situação saiu de controle quando um dos cúmplices atirou. “Quem atirou foi o que morreu”, alegou o suspeito, referindo-se a um participante do crime que tombou em confronto com a polícia neste domingo (08). Os dois criminosos ficarão a disposição da justiça para a tomada de medidas cabíveis.

O caso

Na noite da última sexta-feira (6) três criminosos invadiram uma fazenda na cidade de Camacan e cometeram latrocínio, tirando a vida da nutricionista Luma Layne, de 25 anos. De acordo com o companheiro da vítima, que também estava presente, os indivíduos já chegaram atirando, acertando fatalmente a jovem. Ele foi amarrado pelos criminosos enquanto eles terminavam de executar o assalto, conseguindo fugir logo em seguida. // Verdinho Itabuna, com imagens do blog Vermelinho.