O casal Ticiana Villas Boas e Joesley Batista se envolveu em uma discussão e foi hostilizado enquanto almoçava, nesta sexta-feira (19), em um restaurante no distrito de Santo André, na cidade de Santa Cruz Cabrália, extremo-sul da Bahia. Segundo relatos, uma mesa de turistas tirava fotos do casal quando Ticiana se dirigiu a mesa e pediu que apagassem a foto. Assista:

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

“Ela falou em tom de ameaça e disse se não apagassem, seria pior”, disse um dos presentes que via a cena. As pessoas que estavam no restaurante começaram a protestar e hostilizar o casal que precisou deixar o local, sobe vaias e xingamentos. Na saída, depois de mandar beijos para os turistas, o casal acabou sendo acusado de furar com uma faca, um dos pneus do carro de um turista que estava estacionado. O proprietário chamou a Polícia Militar que foi até o Campo Bahia, Hotel que hospedou a seleção Alemã na Copa do Mundo do Brasil e que hoje hospeda o casal Batista.

Escândalo da JBS

Recentemente os irmãos Joesley e Wesley Batista, donos da JBS (das marcas Friboi e Seara), fizeram sua estreia no ranking mundial de bilionários da revista “Forbes” em 2019. Cada um tem uma fortuna estimada em US$ 1,3 bilhão (cerca de R$ 4,9 bilhões). Eles aparecem na 1.717ª posição mundial e na 48ª colocação entre os brasileiros.

Em maio de 2017, Joesley foi o pivô de uma das maiores crises no governo do então presidente Michel Temer, no episódio que ficou conhecido como “áudio da JBS”. O empresário divulgou a gravação de uma conversa com Temer em que ele supostamente dá aval à compra do silêncio do ex-deputado federal Eduardo Cunha. Posteriormente, a Câmara rejeitou as denúncias contra Temer feitas com base na delação da JBS. // Na Mídia News.