O jornalista Romário da Silva Barros, de 31 anos, do portal “Lei Seca Maricá (LSM)”, foi encontrado morto dentro de um carro em Maricá, na região dos Lagos, na noite desta terça-feira (18). O corpo estava em veículo nas proximidades do Fórum da cidade, no Bairro Araçatiba. Segundo as primeiras informações, Barros foi morto com três tiros na cabeça. Barros é o segundo jornalista assassinado na cidade em menos de um mês. No dia 25, Robson Giorno, dono do “Jornal Maricá”, foi morto perto de sua casa.

Outro jornalista assassinado, na porta de casa

Um jornalista foi baleado e morto na porta de casa, no bairro Boqueirão, em Maricá, no interior do Rio, na noite de sábado (25). Robson Giorno era dono do jornal ‘O Maricá’ e, segundo sua página pessoal em uma rede social, pretendia ser candidato a prefeito nas eleições municipais do ano que vem.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Ele era filiado ao partido Avante. A Polícia Civil investiga a morte, e parentes de Giorno foram à Delegacia de Homicídios de Niterói na madrugada deste domingo (26) para prestar depoimento. Ainda não há suspeitas para as causas do assassinato. “Os agentes procuram possíveis testemunhas e imagens de câmeras de segurança instaladas na região que possam ajudar a identificar a autoria do crime”, disse a Polícia Civil por meio de nota.