O Dia das Mães é uma data mais que especial para o Hospital Municipal Esaú Matos, referência no cuidado materno-infantil para a região sudoeste da Bahia. E para celebrar a ocasião, o hospital antecipou as comemorações desse domingo (12) e homenageou as mães funcionárias e pacientes na última sexta-feira (10).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Com informações do Blog do Rodrigo Ferraz

À convite do Grupo de Trabalho de Humanização (GTH) do Esaú, o maestro João Omar, ao violão, e Douglas Marchan, ao violino, percorreram os leitos, recepções e corredores do hospital. “Foi algo inusitado, que fugiu à rotina do músico, de apresentação no palco. Acho que esses momentos são muito especiais e deveria ser uma prática constante porque humaniza muito”, comentou João.

“Além disso, temos de ser mais como as mães são. Elas são acolhedoras, elas criam, ensinam, cuidam, dão muito afeto e amor. Vir aqui tocar para elas foi um momento muito especial para gente, nos sentimos muito bem”, completou o maestro.

E não foram apenas eles que se sentiram bem. A emoção tomou conta das mães, pacientes e funcionários. A paciente Roseane Guimarães, natural de Cândido Sales, e que há três dias, deu à luz a Isaac Emanuel foi uma destas pessoas. Com os olhos marejados, ela acompanhou encantada a apresentação.

“Foi uma surpresa muito boa. Eu nunca tinha tido a experiência de receber uma homenagem assim, ainda mais dentro de um hospital – saiu da rotina, deu uma alegria e uma força de vontade a mais. Foi muito bom, ficamos emocionadas por sabermos que ‘a mãe’ é muito importante”, destacou Roseane.

Mais Homenagens – Além da apresentação musical, as mães pacientes receberam chocolate e um café da manhã especialmente preparado para elas, a pedido da diretoria da Fundação, pela B e F Refeições, responsável pela gestão do serviço de alimentação do hospital.

Já as mães colaboradoras, além do café da manhã, participaram de um almoço especial, cujo cardápio também foi preparado pela B e F Refeições e contou com a colaboração da equipe do hospital, e de sorteio de brindes cedidos por empresas parceiras.

A iniciativa agradou as mamães que trabalham no Esaú. A assistente social, Teresa de Fátima, foi uma delas. “Essa programação foi maravilhosa. Um dia dedicado com um café da manhã, com um ambiente totalmente preparado, um almoço ao som dessa música, vai marcar profundamente os nossos dias das mães.

O diretor da Fundação, Felipe Bittencourt, enfatizou que estes gestos foram um reconhecimento da importância da figura materna. “O que vale muito é a lembrança desse momento, mostrar que essas mães são importantes, que o símbolo do nosso hospital é a mãe e ele tem que ser valorizado e exaltado sempre”, finalizou Felipe.