A Universidade Federal da Bahia (UFBA) teve R$ 37,3 milhões bloqueados pelo Ministério da Educação (MEC) após decisão do chefe da pasta, ministro Abraham Weintraub, de cortar recursos de universidades federais do Brasil. A informação foi divulgada pela instituição de ensino nesta terça-feira (30). Além da UFBA, a Universidade de Brasília (UnB) e a Universidade Federal Fluminense (UFF) também foram atingidas pela decisão. Segundo o MEC, cada uma das três universidades teve corte de 30% no orçamento. A medida deve afetar ainda outras instituições de ensino superior federais. Em nota, a UFBA informou que a redução terá impacto significativo no funcionamento da instituição até o final dste ano. Segundo a universidade, os cortes atingem despesas que custeiam necessidades básicas para o bom funcionamento, como, por exemplo, gastos de água, luz e limpeza. Atualmente, a UFBA tem 40 mil alunos, divididos entre os três campi da instituição, em Salvador, Camaçari, na região metropolitana, e Vitória da Conquista. A universidade oferece 105 cursos de graduação e 136 de pós-graduação (54 doutorados e 82 mestrados). A instituição é a 1ª do Nordeste, a 10ª brasileira e a 30ª da América Latina no ranking Times Higher Education (THE), da revista inglesa Times, que avalia 1.250 universidades de 36 países. Apenas 15 brasileiras estão entre as 1.000 melhores do mundo, e 36 entre as 1.100. Com informações do G1.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook