O helicóptero que transportava o jornalista Ricardo Boechat e caiu na Rodovia Anhaguera no inicio da tarde de hoje (11) não poderia fazer táxi aéreo, mas apenas prestar serviços de reportagem aérea. As informações são da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

O órgão abriu procedimento administrativo para apurar o tipo de transporte que estava sendo feito. Em nota, a Anac afirma que a “aeronave pertencia à empresa RQ Serviços Aéreos Especializados LTDA, que não possui autorização da ANAC para prestar Serviços Aéreos Especializados (SAE), que incluem aerofotografia, aeroreportagem, aerofilmagem, entre outros do mesmo ramo”.

Um inquérito sobre a queda também foi aberto pelos investigadores do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), da Aeronáutica.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Faceb