O presidente Jair Bolsonaro (PSL) oficializou ontem (7) a nomeação de Pedro Guimarães como presidente da Caixa Econômica Federal (CEF).

O economista, que se especializou em privatizações nos Estados Unidos, é genro de Léo Pinheiro, ex-executivo da OAS, preso no âmbito da Operação Lava-Jato.

Pinheiro, acusado de pagar propina a políticos em troca de favorecimentos para a empreiteira, foi solto, após fechar um acordo de delação premiada para incriminar o ex-presidente Lula (PT).

No depoimento, que motivou o processo contra o petista, o ex-executivo afirmou que Lula era uma espécie de “proprietário oculto” de um apartamento triplex no Guarujá, em São Paulo.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook