WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov   jan »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: 3/dez/2018 . 8:51

Riacho de Santana: Identificado o motoqueiro morto em choque com picape na BR-430

André Fernandes Guedes, 27 anos, teria perdido o controle da direção da moto e colidido frontalmente com a VW Amarok. Condutor teria fugido do local.

O motociclista André Fernandes Guedes, 27 anos, morreu na noite de domingo (2), após se envolver em uma acidente na BR-430,na região da Fazenda Cajazeiros, zona rural de Riacho de Santana, no sudoeste da Bahia. O acidente envolvendo uma caminhonete Amarok e uma motocicleta aconteceu por volta das 19h50. André teria perdido o controle da direção da moto e colidido frontalmente com o veículo. O condutor da picape teria fugido do local do acidente.

Ele conduzia uma moto Honda CG Titan 150, cor prata, placa DTO-3992, licença de Joaquim da Barra, São Paulo. Profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e constataram o óbito. O corpo da vítima foi removido ao IML-Instituto Médico Legal de Bom Jesus da Lapa, para exame de necropsia. Segundo o Folha do Vale, a Polícia Civil vai investigar o crime. A vítima morava na fazenda Barreiras, zona rural de Igaporã. O motorista da caminhonete que não sofreu nenhum ferimento reside em Riacho.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Eunápolis: suspeitos são capturados, agredidos e amarrados em cerca de arame farpado

Dois homens foram encontrados amarrados em uma cerca de arame farpado em Eunápolis, no sul da Bahia, na tarde de sexta-feira (30). Segundo a polícia, Gutemberg da Hora Santos e Marcelo Silva Santos são suspeitos de tentar assaltar um caminhoneiro e um mototaxista.

A investida criminosa teria sido frustrada após as vítimas perceberem que a dupla usava uma arma de brinquedo.

Conforme informações do site Radar 64, os suspeitos tentaram fugir a bordo de uma moto roubada, mas foram capturados, agredidos e amarrados às margens de uma estrada vicinal.

A dupla recebeu atendimento médico e foi encaminhada por uma equipe da 7ª CIPM para a delegacia territorial da cidade.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Lula é pressionado a aceitar prisão domiciliar

Preso por condenação na Operação Lava Jato, o ex-presidente Lula tem recebido apelos para que aceite cumprir sua pensa em casa.

De acordo com a Folha, o petista resiste, pois usa o argumento de que quer ter sua inoncência reconhecida.

A chance de Lula obter o benefício de cumprir o restante de sua pena em casa surgiu em junho, quando o advogado Sepúlveda Pertence entregou um memorial aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal) fazendo o pedido. Lula, no entanto, repeliu a ideia.

Mesmo que o ex-presidente agora concorde e que o pleito seja novamente apresentado, não é seguro que será atendido pelo tribunal.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Itororó: Irmão chegou a ver “Deni da Topik” se debatendo enforcado, antes de morrer

Um caso de suicídio foi registrado no fim da tarde deste domingo (2) em Rio do Meio, distrito pertencente ao município de Itororó. De acordo com as primeiras informações, um homem chegou em casa e encontrou o irmão pendurado por uma corda, se debatendo, tentando suicídio. Ele conseguiu desamarrar a corda e socorrer a vítima para o hospital de Itororó, mas o morador não resistiu e morreu logo em seguida. Segundo o Itapetinga Repórter, O corpo do homem, identificado como Adenilson da Silva Brito, ex-candidato a vereador de 44 anos, popularmente conhecido na região como “Deni da Topic”, foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itapetinga para passar por exame de necropsia.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Justiça proíbe o abate de jumentos no Estado

Reprodução: Polícia Civil/ Divulgação

A Justiça Federal concedeu na última sexta-feira (30) a decisão liminar provisória que proíbe o abatimento de jumentos na Bahia.

A liminar foi concedida pela juíza Arali Maciel Duarte, da 1ª Vara Federal, em Salvador, em resposta a ação civil pública movida pela União Defensora dos Animais – Bicho Feliz, da Rede de Mobilização pela Causa Animal, do Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, da SOS Animais de Rua e da Frente Nacional de Defesa dos Jumentos contra a União e o Estado da Bahia.

Só em setembro deste ano foram registradas mortes de 300 animais em Itapetinga. Na mesma cidade foram encontrados ainda 750 jumentos confinados ilegalmente e em condições precárias sem comida e bebida.

No final de outubro em Itororó, nove animais foram mortos e deixados em uma estrada.

De acordo com a decisão publicada neste sábado (1º) no Diário Eletrônico da Justiça, os abates devem ser paralisados em 10 dias, a contar da notificação, que deve ocorrer na segunda-feira (3).

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Tabela do Brasileirão: veja como ficou a classificação final do campeonato em 2018

Na 38ª e última rodada do Campeonato Brasileiro, finalizada neste domingo (2/12), os cariocas Vasco e Fluminense conseguiram se livrar do rebaixamento à Segunda Divisão.

O Cruzmaltino segurou um empate sem gols fora de casa, contra o Ceará, e o Tricolor das Laranjeiras, após várias rodadas, voltou a vencer: aplicou 1 a 0 no América-MG, no estádio do Maracanã.

Com esses resultados, América e Sport complementaram os quatro times rebaixados neste ano, fazendo companhia ao Vitória e Paraná. O Leão pernambucano até fez sua parte, nesta rodada, ao ganhar do Santos pelo placar de 2 a 1. Porém, o triunfo não foi suficiente para livrá-lo da degola.

A dupla BAVI entrou em campo, apenas, para cumprir tabela. Os times, em situações bem diferentes, já não aspiravam mais nada no último jogo do ano. O Tricolor de Aço terminou a competição empatando em 0 a 0, no estádio de Pituaçu, contra o Cruzeiro. O Bahia somou 48 pontos e está garantido na Copa Sul-Americana de 2019.

Já a equipe do Barradão voltou a perder. Dessa vez, encarou o Palmeiras no Jogo das Faixas para o alviverde. A partida terminou em 3 a 2 para a equipe paulista, que em seguida fez a festa de comemoração pela conquista do decacampeonato brasileiro, garantido na rodada anterior.

Veja como ficou a classificação geral deste Brasileirão:

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

:: LEIA MAIS »

Residência em medicina da família tem 70% das vagas ociosas

Aposta do Mais Médicos para atrair profissionais para as unidades de saúde, programas de residência em medicina da família e comunidade têm atualmente quase 70% das vagas ociosas. A informação é da Folha.

Conforme a Folha, nos últimos cinco anos, o número de vagas para a especialidade cuja principal função é prestar cuidados de saúde e prevenir doenças de uma comunidade cresceu mais de 260% —de 991 para 3.587. Apesar da ampliação, dados do Ministério da Educação obtidos pela Folha mostram que a adesão a esse modelo ainda é baixa. Neste ano, de 3.587 vagas autorizadas para ingresso na residência em medicina da família, só 1.183 foram preenchidas —33%.

Para especialistas, o problema ocorre devido à baixa remuneração desses profissionais e à pouca atratividade da carreira na atenção básica. Diante da falta de equipes nessa área, o Mais Médicos fez parceria para ter profissionais cubanos nos últimos anos. No mês passado, Cuba anunciou a saída do programa, por divergir das condições impostas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), como revalidação do diploma e mudanças na remuneração —Havana só repassa cerca de um quarto aos profissionais.

Diogo Sampaio, que representa a AMB (Associação Médica Brasileira) na Comissão Nacional de Residência Médica, ressalta que “não é preciso ser médico de família para poder atender na unidade de saúde”. “Por isso há uma ociosidade muito alta”, afirma. Em alguns casos, a baixa adesão, somada à falta de preceptores, nome dado aos médicos designados para orientar os residentes, já faz com que parte das vagas disponíveis nem sejam ofertadas. Inicialmente, o objetivo do Mais Médicos era ampliar as vagas nesta especialidade como estratégia para aumentar equipes dispostas a atuar nas unidades básicas de saúde. Hoje, o país tem 6.000 especialistas em medicina da família e comunidade, menos de 2% do total de médicos.

Para facilitar a adesão, a lei que criou o programa chegou a prever que a residência em medicina da família se tornasse pré-requisito para a formação na maioria das outras especialidades em 2019. A condição para que a medida entrasse em vigor, porém, era que o número de vagas em um grupo de dez residências específicas fosse equivalente ao de egressos de cursos de medicina, o que não ocorreu.

Em 2017, o país teve cerca de 17 mil egressos de medicina. Para comparação, o número de vagas dessas residências soma atualmente 4.034. Com isso, membros do Ministério da Educação ouvidos pela Folha já ressaltam que a medida não será cumprida. Dois fatores colaboram para isso. Um deles é o impasse em atingir a meta prevista no Mais Médicos, considerada pouco factível no governo. Outro seria o risco de um “apagão” no atendimento de algumas especialidades. “Hoje, muitos hospitais dependem do residente para funcionar. Se fizesse essa transição de forma brusca, seria inviável”, afirma Daniel Knupp, presidente da SBMFC (Sociedade Brasileira de Medicina de Família).

Para a SBMFC, a crise no Mais Médicos gerada pela saída de cubanos pode ser uma oportunidade para uma reformulação nas regras de oferta desse tipo de residência. A entidade sugere que o incentivo dado aos cubanos seja repassado para vagas de residência em medicina da família. Com isso, em vez dos R$ 3.300 de bolsa da residência, os profissionais receberiam R$ 11,8 mil, valor pago a profissionais do Mais Médicos.

Outro impasse é o acesso restrito à formação médica a alunos de perfil mais alto de renda. Dados da pesquisa Demografia Médica mostram que 77% dos estudantes se declaram brancos e que 79% vêm de escolas particulares.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Primeiro dia de vestibular da Uneb tem abstenção de 14,78%

O primeiro dia de provas do vestibular 2019 da Universidade do Estado da Bahia (Uneb), realizado na manhã de ontem (2) em Salvador e no interior do estado, teve abstenção de 14,78%, ou cerca de 5,7 mil inscritos.

De acordo com a assessoria da Uneb, o número foi menor do que o verificado no primeiro dia dos vestibulares anteriores: na prova de 2018, a abstenção foi de 17,8%, enquanto em 2017.2 o índice chegou a 29,7%.

Ontem, 33,1 mil candidatos fizeram provas de língua portuguesa e literatura brasileira, língua estrangeira e ciências humanas, além da redação. O segundo dia do vestibular acontece hoje (3), com exames de matemática e ciências da natureza (física, química e biologia), com duração máxima de quatro horas.

Os gabaritos dos dois dias de prova serão divulgados nesta quarta (5) e o resultado final deverá ser publicado a partir do dia 18 de janeiro.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

Delator relata pressão após suspensão de propina para o PT

Um delator ex-funcionário do departamento de propinas da OAS disse à Polícia Federal que houve pressão para que a empreiteira retomasse o fluxo de repasses ilegais ao PT que havia sido suspenso após a deflagração da Operação Lava Jato, em março de 2014. Ramilton Lima Machado Junior era um dos responsáveis pela geração e distribuição de recursos de caixa dois da OAS no Nordeste e prestou depoimento no âmbito da Operação Sem Fundos, fase da Lava Jato que investiga um esquema de fraudes, superfaturamentos e desvio de verbas durante a construção do conjunto Torre Pituba, sede da Petrobras na Bahia.

O empreendimento foi feito com dinheiro da Petros, fundo de pensão dos funcionários da Petrobras, e construído pelas empreiteiras OAS e Odebrecht. O contrato previa que após a conclusão das obras a Petrobras seria a locatária do imóvel por 30 anos. Ramilton contou aos investigadores que, em 2012, foi informado por outro executivo da companhia que haveria repasse de 1% do valor da obra da Torre Pituba para o Partido dos Trabalhadores. A pessoa que iria tratar desse recebimento pelo lado petista era Marice Lima, cunhada de João Vaccari Neto, então tesoureiro da legenda. O delator disse aos investigadores que se reuniu com Marice “no final de 2012/início de 2013” e que ficou acertado que “seria feito um pagamento mensal de R$ 200 mil e que se faria um acerto, ao final, de acordo com o fluxo de pagamentos da obra”.

Os pagamentos foram feitos, segundo Ramilton, em dinheiro vivo na residência de Marice e também no escritório onde ela trabalhava, ambos na cidade de São Paulo. O delator também disse que, a pedido de Marice, houve valores pagos ao PT por meio de doações eleitorais. Foi nesse período que a empreiteira teve que interromper os pagamentos. “Com a deflagração da Lava Jato, em março de 2014, foram suspensos todos os pagamentos de vantagens indevidas, inclusive as relativas ao prédio da Petros”, disse Ramilton. “Nessa época foi procurado por Elmar Varjão (diretor da OAS Norte-Nordeste) dizendo que havia grande pressão para prosseguimento do pagamento de vantagens indevidas relativas a essa obra da Petros.”

Mais tarde, para contornar o impasse, o ex-presidente da OAS Leo Pinheiro determinou que fosse feito um contrato de R$ 1,6 milhão com uma empresa de Renato Duque, ex-diretor da Petrobras. O dinheiro pago a empresa de Duque, segundo o delator, seria descontado do acerto feito com o PT relativo ao empreendimento Torre Pituba. Leo Pinheiro e Renato Duque foram presos em novembro de 2014, na sétima fase da Lava Jato. Ambos chegaram a ser soltos, mas retornaram à cadeia logo depois. Eles hoje estão na mesma ala da carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, e tentam acordo de delação premiada. Ramilton Lima Machado Junior é um dos oito funcionários da controladoria da OAS, setor de caixa dois e propinas da empreiteira, que assinou acordo de colaboração premiada com a Lava Jato.

Para fechar a delação, os oito ex-funcionários da empreiteira romperam com a cúpula da empresa, que também tentava fazer colaboração premiada em conjunto, nos moldes da feita pela Odebrecht. Hoje os herdeiros da companhia, Cesar Filho e Antonio Carlos Mata Pires, e Leo Pinheiro continuam tentando acordo com a Procuradria. Na sexta (30), a juíza Gabriela Hardt, substituta de Sergio Moro na Lava Jato, mandou soltar Marice, que estava presa em Curitiba.

A assessoria do PT disse que “a notícia se presta a mais um vazamento ilegal e seletivo do submundo da Lava Jato, mais um ataque ao PT, sem nenhuma prova, supostamente negociado com criminosos em troca de benefícios penais e financeiros.” A defesa de Marice Lima não foi encontrada.

Participe do nosso Grupo no WhatsApp

Siga nosso Instagram

Curta nossa Pagina no Facebook

blog do marcelo




WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia