“Essa reunião com o prefeito foi uma maravilha e muito proveitosa. E é isso o que o povo quer, é isso que a comunidade precisa: essa facilidade de comunicação e acesso ao prefeito, porque o diálogo é importante para conseguirmos as melhorias que a cidade e em especial o nosso bairro precisa. Foi muito bom estar com o gestor de nossa cidade na tarde desta quarta-feira (15), e ele nos ouvir”, agradeceu Manoel Gusmão da Silveira, lider comunitario do bairro Patagônia.

O mesmo referia-se ao fato do prefeito Herzem Gusmão ouvir, pessoalmente, as demandas comunitarias que Manoel em nome dos moradores levou ao prefeito. “Essa é a primeira de muitas conversas e encontros que teremos com todos os moradores do bairro Patagônia e adjacencias, desde que assumi o mandato, o Gabinete estará sempre aberto para quem quer somar com a nossa cidade, e a presença da comunidade em nosso mandato é de suma impprtancia para incurtarmos os laços e as demandas que os bairros precisam e necessitam para uma comunidade mais justa e feliz. Foi um encontro muito proveitoso”, avaliou o prefeito.

A reunião foi realizada no gabinete do prefeito. Onde o gestor e sua equipe de governo ouviram as demandas do bairro Patagônia e bairros circuvizinhos ppr meio do lider comunitário, que também levou a insatisfação da comunidade com problemas antigos, como a reforma da quadra Martin Luter King, a capela mortuaria comunitária, o asfalto do bairro Conveima 1, a legalização fundiaria das residencias do bairro conjunto da Vitória como também o asfalto do bairro, a reforma da creche Jaona Darc, para melhor servir a comunidade local, a reforma da feira do bairro Patagônia, o trânsito da avenida Frei Benjamim, o asfalto das ruas Tupinambás e rua A que ficam localizadas ao lado do colégio Militar, a escola do bairro conveima 2, onde as crianças estão improvisadas em um lugar não apropriado, entte outras demandas que o prefeito ouviu atentamente e se comprometeu em atender as demandas o mais breve possivel.

Sobre a falta de asfalto no conveima 1, Manoel Silveira diz que: as ruas, ficam intransitáveis em época de chuva e a falta de drenagem vem causando transtornos à população. O local precisa de uma obra de macrodrenagem. “O bairro cresceu e a água da chuva fica represada várias ruas. Isso demanda uma macrodrenagem, uma obra caríssima – cujos recursos a Prefeitura não tem – mas nós vamos elaborar um projeto para buscar no Ministério das Cidades, em Brasília, os recursos necessários”, assegurou Herzem que estará na cidade satélite nos próximos dias.

Para o lider comunitário Manoel Gusmão da Silveira, “este foi um momento histórico. Em que o prefeito ouviu atentamente as demandas da comunidade em seu gabinete, ouvindo Manoel em nome dos moradores, prefeito está de parabéns!”.

Ao final, governo e comunidade saíram satisfeitos com o resultado do encontro. “A comunidade do bairro Patagônia e bairros circuvizinhos estavam anciosas por melhorias do governo. Anotamos as reivindicações e o que precisamos agora é de resolutividade. Vamos demonstrar que esse diálogo serve para solucionar demandas”, encerrou o prefeito Herzem Gusmão.