Na noite da última terça-feira (12),  Paulo César Silva Gama, conhecido como Maike Jegão, morreu em confronto com a Rondesp.

De acordo com a Polícia, Maike Jegão era o chefe do tráfico de drogas no Bairro Nossa Senhora Aparecida. Ele seria o proprietário da submetralhadora encontrada horas antes com outro suspeito, que foi preso pela Rondesp.

A corporação averiguava informações sobre o paradeiro do traficante, quando foram recebidos a tiros.em um imóvel. Houve confronto, sendo o criminoso alvejado. Ele chegou a ser socorrido, mas morreu chegando ao hospital. Com ele a polícia apreendeu uma pistola.

(Com Informações do Blog do Rodrigo Ferraz)