Após fazer graves revelações sobre o assassinato da vereadora do Rio de Janeiro, Marielle Franco e do motorista dela, Anderson Gomes, a testemunha disse estar sendo ameaçada de morte pelo ex-PM Orlando de Curicica, preso em Bangu 9 desde outubro do ano passado.

Da cadeia, o miliciano ainda controla favelas da região de Jacarepaguá. O delator se afastou da milícia em setembro do ano passado.

De acordo com informações do site O Globo, a testemunha também revelou detalhes de uma nova denúncia da testemunha que também revela o assassinato de dois sócios e quanto a milícia da região de Jacarepaguá fatura por mês com a exploração do “gatonet”.